Log In

Gastronomia

Fritando as potato tots de Glee

Pin it
A coluna de Gastronomia do TeleSéries voltou, e ensina a fazer os bolinhos de batata preferidos da Mercedes.

Glee- The Substitute
Este é um post-resposta à review do Paulo para o episódio The Substitute, da série Glee (Nota do Editor: o episódio, The Substitute, foi ao ar esta semana no Brasil, no canal Fox).

Sue Sylvester:

A verdade é que sou uma campeã e, a partir do momento em que ganho poder, não largo mais. Preciso de uma causa.

[Vê os estudantes comendo no corredor.]

Glee- The Substitute

Sue Sylvester:

É isso! Becky, traga seu bumbum aqui junto com o bloco de notas.

Becky:

Sim, treinadora?

Sue Sylvester:

Becky, faça um memorando. Estou banindo os bolinhos de batata.

Becky:

Excelente.

A treinadora das animadoras de torcida do colégio McKinley, na cidade de Lima, Ohio, é uma déspota. Ela mantém suas garotas sob vigilância rigorosa e qualquer uma que ganhe peso é expulsa do time, mas já faz algum tempo que Sue Sylvester vem manobrando nos bastidores para dominar o colégio inteiro. Neste episódio ela ganha a sua chance ao pôr o diretor Figgins em licença-saúde e chantagear o conselho escolar para substituí-lo no cargo.

Sue é tão obcecada pelo poder que isso às vezes obscurece o seu raciocínio: para eliminar e se vingar da treinadora Beiste, ela avisa que vai extinguir o time de futebol do colégio. Um plano brilhante, exceto pelo fato de que sem time de futebol não existem animadoras de torcida.

Glee- The Substitute

Mercedes:

Por que você tirou nossos bolinhos?

Becky:

Você não agendou um horário!

Sue Sylvester:

Jackie, eu sou como meu ídolo Richard Milhouse Nixon: conhecido em sua época como bonito, corrupto e mercenário, na verdade ele colocava o que era melhor para o seu povo acima de tudo. E assim como Richard Nixon, sou obrigada a lhe informar que esta conversa está sendo gravada.

Mercedes:

Eu quero os meus bolinhos!

Sue Sylvester:

A nutrição nesta escola é péssima. Sabe o que é isso?

Mercedes:

Escova de sanitário.

Sue Sylvester:

É brócolis. Quando mostrei isso pra Brittany mais cedo ela começou a choramingar achando que cortei a árvore em que a família dos Ursinhos Gummy morava. Eu estou declarando uma guerra contra a má alimentação.

Mercedes:

Eu terei meus bolinhos de volta.

Já que não podia acabar com o time de futebol, Sue mirou nos bolinhos de batata como seu cavalo de batalha. O problema é que a boa atitude ampara-se nas motivações erradas: investir numa alimentação mais saudável na cantina da escola é uma atitude antipática, sob o ponto de vista dos alunos e cozinheiros [vide a briga do chef Jamie Oliver na Inglaterra e nos EUA], mas geralmente quem faz isso pensa na saúde das crianças.

No caso da diretora Sylvester não, ela só queria irritar todo mundo.

A proibição dos bolinhos fritos afetou a Mercedes mais do que aos outros: ela chegou a ter delirium tremens com a abstinência, contrabandeou bolinhos num pote e, em um ato de guerrilha, entupiu o cano de escapamento do carro de Sue com eles.

Mercedes:

Olhe pra esta porcaria. Palitinhos de peixe? A diretora Sylvester agora só serve comida pré-digerida, para os dar mais energia. Pareço um pássaro-bebê?

Kurt:

Não brigue por causa das suas decepções culinárias. Trouxe presentes.

Mercedes:

Trouxe bolinhos de batata?

Os bolinhos mencionados [potato tots ou simplesmente tots] têm o seu nome derivado de Taters Tots, nome comercial de bolinhos industrializados e comercializados desde os anos 1950 nos EUA e México. Taters é gíria para batata [de potato] e tots é tatibitati de toddlers, crianças de 1 a 3 anos de idade. Deve ter esse nome por ser macio, do tamanho de uma mordida e ter um sabor suave que agrada ao paladar da criança. No episódio não usaram o nome comercial, provavelmente para não pagar direitos de marca.

Glee- The Substitute

A receita – Potato tots caseiro

Ingredientes
8 batatas [tamanho médio para grande]
1 colher [sopa] de farinha de trigo
1 colher [sopa] de maisena
1 colher [chá] de pimenta moída
1 colher [chá] de sal
2 colheres [sopa] de cebola bem picada
óleo vegetal para fritar

Modo de fazer
Cozinhe as batatas em água fervente e sal. Retire a casca e amasse-as enquanto ainda estão quentes [se não tiver um amassador use um garfo e muito pulso]. Fica bom se amassar seis e picar as duas restantes, pra dar uma texturizada na massa. Misture a farinha, a maisena, a pimenta, o sal e a cebola. A consistência deve ser tal que permita fazer bolinhas com as mãos ou a ajuda de duas colheres das de sobremesa. Junte mais farinha ou maisena se necessário.

Truque: coloque a massa num saco plástico limpo e seco, amarre a boca do saco ou enrole a parte que sobrou, corte a pontinha de um dos cantos como se fosse um saco de confeitar e vá espremendo a massa em rolinhos sobre uma superfície levemente enfarinhada. Corte os rolinhos em pedaços do tamanho de um nhoque. [Na verdade, eles são mesmo uma espécie de nhoque frito, né?]

Aqueça o óleo em uma panela funda, frite os bolinhos e escorra-os em papel-toalha.

Truque: a maisena impede que a fritura encharque de óleo, adicione uma colher nas suas receitas.

Eu não testei nesta receita, mas sabe o que deve ficar bom? Usar macarrão aletria [cabelo de anjo] quebradinho para enrolar os bolinhos. Pelo menos no bolinho de milho eu sei que fica ótimo… Quem sabe misturar um pacote de quejo ralado na massa?

Tem quem adicione um ovo batido na massa pra dar mais liga, mas não sei, dá a impressão que ovo ajuda a encharcar as frituras, fica pesado. Vai de cada um.

Glee- The Substitute

Fechando o episódio

Mr. Schue:

Aguardo ansiosamente o dia em que o Diretor Figgins se recupere e volte.

Sue:

Isso não acontecerá. O conselho escolar foi inundado por e-mails de pais que gostaram da minha direção e das refeições saudáveis. Figgins foi demitido e me ofereceram a posição oficialmente.

Oh, céus, será que o plano de dominação mundial da Sue Sylvester começou aqui?

Séries citadas:

8 Comments

  1. Bia mafra

    Engraçado que quando sobra pure de batata em casa, eu colocava a farinha de trigo para dar uma encorpada, acrescentava alguma coisa (bacon frito fica ótimo) e fritava, mas nunca pus macarrao de aletria ou a bendita maizena. vou fazer com maizena da proxima vez. Ah, queijo ralado aqui eh essencial, entao ja colocava.

  2. Mara

    Resisti o quanto pude… Acabei de imprimir a receita e devo fazer na próxima semana. Direi depois como ficaram e, caso fiquem boas, convidarei para um tarde de potatos tots. Agendem: moro em Vitória-ES.

  3. Pingback: Domingueiras « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account