Log In

Reviews

Fringe – Brave New World (part 1)

Pin it
Série: Fringe
Episódio: Brave New World (part 1) Número do Episódio: 4×21
Exibição nos EUA: 04/05/2012

Já disse isso muitas vezes, mas não me canso de repetir: adoro a forma que os roteiristas de Fringe “brincam” conosco. Sempre fico perplexa ao observar que coisas antes desimportantes e sem sentido ganham muita importância e se tornam altamente explicativas. E como nossa perspectiva muda a cada novo episódio. Quem era bonzinho já não é mais, e quem era vilão… bom, quem era o vilão deixou de existir.

E nossas especulações estavam corretas. William Bell é o vilão mor de Fringe. E agora a batalha é de gigantes. Por mais inteligente que Jones fosse, ele não é páreo para o brilhantismo e a cientificidade de Walter. Mas com Bell na área – mais diretamente -, as coisas mudam de figura. Agora, é correr rápido, ou o bicho pega. E estraçalha – se os amigos não são poupados, o que será dos inimigos?

O reaparecimento de Bell também traz implícito o questionamento “de que lado estaria Nina Sharp?”, já que a ligação dela com Bell é enorme. Prova disso foi a relutância dela em aceitar que o cientista escondeu sua morte. Será que a adoção de Olivia teria sido apenas mais uma etapa do plano de Bell, ou Nina está limpa, dessa vez? E os Observadores, que andam meio sumidos ultimamente? Qual seria a ligação deles com Bell, se é que existe uma?

E se Bell é o Super-Vilão, Olivia é a nova “Menina Superpoderosa” do pedaço. As doses massivas de cortexiphan resultaram em mais habilidades do que estávamos acostumados, e aparentemente ela pode controlar moléculas – além de gerar combustão, pode impedí-la – e pessoas – vide o momento marionete com Peter. Quais os outros poderes que Olivia terá? Vale lembrar que o código da semana foi POWERS, uma menção às habilidades recém-descobertas de Liv e, principalmente, àquelas que ainda desconhecemos. Será que Olivia vai fazer a Jean Grey – a.k.a Phoenix, de X-Men – e virar tão poderosa que causará destruição massiva? A loirinha perecerá, nessa batalha?

Nós sabemos que Peter vai fazer de tudo para proteger a amada. Especialmente depois de já ter perdido Olivia antes, como ele mesmo pontuou, e por eles estarem planejando construir uma família feliz (e morar em uma casa com berçário). Mas me preocupa a possibilidade de êxito do Mr. X na tarefa de matar Dunhan. E mais, quem será Mr. X? Muito se especula que seria Peter ou Bell. Ou ainda um dos “serviçais” de William. Confesso que não vejo como seria Peter, mas Fringe me surpreende tanto, sempre, que não duvido de mais nada. Mas julgo muito mais apropriado que seja um cara malvado do lado dos vilões.

E acho que a ênfase tão grande que deram no bolo de limão se regenerando, e à informação de que cortexiphan serve para regeneração celular pode significar que um dos poderes da agente é a regeneração, o que evitaria sua morte (como nessa linha do tempo ela recebeu bem mais da substância, isso não significa que nas outras experiências de “quase morte” ela devesse ter se regenerado). Enfim, é esperar para ver. E tentar crer. E, mais ainda, entender tudinho. A parte dois de Brave New World promete ser super bacana, eletrizante, e colocar um fim nessa temporada de forma que faça jus ao transcurso da mesma, que foi maravilhoso.

Quanto à relação de Walter e Astrid, esse episódio foi diferente. Lembrou muito a interação deles nas três primeiras temporadas, na linha do tempo azul “original”. Mais afeto, mais carinho, mais companheirismo. E mesmo sem acreditar que Bell estivesse vivo, Astrid seguiu com Walter atrás do cientista. Resultado? Eles encontraram o “esconderijo” – notaram que o lugar se chamava Eden? É a gênese do Novo Mundo – das criaturas da “Arca de Noé” moderna, que repovoarão o mundo. E na 1ª sequência de ação pura de Astrid desde o início do seriado, ela é baleada. E desfalece nos braços de Walter, que tem o tão aguardado reencontro com o mui amigo Bell.

Creio que seja cedo para dizermos “descanse em paz” para Astrid (Asterisco, Astro, Alex), até porque nos eventos futuros, em 2036, ela estava viva. Então não deve ser confirmada a morte dela. O que eu agradeço demais, já que ainda estou de luto pelo Hot Lee do B.

Na sexta-feira, acabará essa temporada. A season finale não será series finale, e estamos todos felizes e saltitantes. E aguardando a explosão mental que virá a seguir. Pois que venha. Estamos preparados.

P.S.1: no dia 19/05 vai rolar em São Paulo o Fringe Event, no qual os fãs da série vão teorizar sobre a season finale e sobre a 4ª temporada do seriado. Quer mais informações sobre o evento? Então acessa o Facebook e aproveita para confirmar presença. Nos vemos lá!

P.S.2: Olivia super poderosa é bem legal, mas senti uma pontadinha de vergonha alheia da loira brincando de marionete com Peter. A produção é tão inteligente, poderiam ter achado uma forma melhor de Peter ser salvo. Mas está tudo tão bem que relevaremos.

P.S.3: achei super interessante o papo de Bell e Jones sobre o Bispo. O ‘Bishop’ acabou confundindo geral, e quando Bell falou que o bispo precisava ser sacrificado, logo pensei no Walter. Mas aí Jones foi atrás de Peter, e fiquei meio surpresa. No final das contas, nenhum dos Bishops era o bispo, mas sim o próprio Jones. Que tornou essa temporada de Fringe tão linda com suas vilanias. RIP, Jones.

P.S.4: ver o lado B vermelho no “previouslly” me deixou feliz e triste, ao mesmo tempo. Quero eles de volta, já!

P.S.5: sexta quero todo mundo assistindo online. A review da finale sai no sábado de manhã, eu prometo. Assim podemos divagar bastante, juntos.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

6 Comments

  1. biancavani

    Mariela, não sei se o William Bell é de fato supervilão ou se é superparanoico. Explico: as experiências com cortexiphan em crianças idealizadas e realizadas por Walter & William não eram para preparar essas crianças no futuro para salvar a humanidade? E, suponho, salvar a humanidade da Realidade A. Talvez até ele tenha tido conhecimento dos Observers, os quais, penso, sejam os verdadeiros supervilões.

    Um defeito que tem esta série, para mim, é a seguinte: Walter é quase sempre a chave da solução das bizarrices que Fringe tem de enfrentar. E invariavelmente Walt propõe uma ideia louca (fazendo as loucurinhas de pedir um caramelo no meio de uma frase crucial numa situação da maior gravidade) – todo mundo duvida da sanidade dele e no fim ele sempre estava certo.O problema é que essa situação sempre se repete, e quando Walt diz aqueles nonsenses ficam com uma cara cética (ou então piedosa, como se faz diante dos malucos de pedra). Ora, estão cansados de saber que Walt é o cara, pô.
    Enfim, isso cansa. Mas nem todas podem ser perfeitas sempre… E Fringe me proporcionou muitos bons momentos.

  2. Israel Moreira Ee

    Biancavani

    Os melhores momentos de comédia é do Walter em Fringe.
    Quem não se diverte toda vez quando em meio a um assunto sério ou mesmo em meio ao fim do mundo ele consegue tempo para fazer um lanchinho…Hilario…Vale lembrar que o mesmo ficou privado de comer coisas que desejava por 17 Anos…Qualquer um que ficasse 17 anos sem o que gosta teria sua atitude.
    E o Walter é chave mestra de Fringe alias ele tem um dedo(ou quase a mão inteira!) em todo eventos fringe por isso ele sabe como enfrentar….

     E a promo do proximo episodio saiu:”TEMOS WALTER E BELL OLHANDO PARA DINOSSAUROS?O QUE SERÁ?PORQUE?VIAJARAM NO TEMPO?

    QUE CHEGUE LOGO SEXTA!

  3. biancavani

    I, concordo: os melhores momentos de comédia, mas como é repetitivo (portanto, previsível), acaba se tornando piada gasta. 
    Mas o que mais me desagrada é que todos os fringers já estão cansados de saber que as teorias alucinantes do Walter são sempre corretíssimas e que, se não fosse ele, não teria mais Universo A, B, C…Z. Desse modo, não tem sentido quando Walter enuncia suas teorias amalucadas Liv, Peter, Astrid e os outros da equipe ficarem olhando para ele como se ele fosse louco. Isso até caiu bem na primeira temp., mas agora não. Né?

    Não vi a promo (dinossauros!?), mas não houve um lance de estarem “estocando” uns híbridos em um navio? Mariela até disse: Arca de Noé…

  4. Mariela Assmann

    Acho que os híbridos que estavam no navio agora estão no porto, no “galpão” que Astrid e Walter visitaram. Por isso os barulhos que eles escutavam, que Walter identificou como “parecido com de um rinoceronte”.

  5. Israel Moreira Ee

    a promo que vi a pouco mostra Walter e Belly conversando em frente a um imenso campo com tres bichos estranhos soltos(me pareceu dinossauros),na qual Belly explica a beleza das criaturas…

  6. Bruno

    O que vai doer é esperar até o fim de setembro para começar a ver como termina essa estória…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account