Log In

Reviews

‘Falling Skies’ se despede melancólica, mas cumpre seu papel com sua milícia de fãs

Pin it

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do quinto ano da série.

Depois de cinco temporadas, a batalha de humanos contra a invasão alienígena chegou ao fim em Falling Skies. Em sua última temporada, o seriado seguiu o nível médio que manteve desde sua estreia. A escala de emoções se manteve a mesma: a série arranca bem, mas tem episódios que oscilam no meio da temporada e com alguns momentos bem sonolentos. Ao final, a curvatura de emoções sobe novamente, até que o seriado consegue encaminhar um encerramento interessante. No entanto, nada empolgante. Falling Skies dá adeus aos seus fãs cumprindo seu papel e contando a história de como os seres humanos expulsaram os alienígenas invasores, mas também fizeram amigos de outras galáxias.

– Nós nunca nos renderemos!

A 2nd Massachussets lutou até o final e as Milícias Mason enfatizaram ainda mais a importância que Tom adquiriu como um líder da resistência. No entanto, sua posição como presidente da nova nação que surgiu não foi aceita por ele nesse primeiro momento. Só a sobrevivência de toda a sua família em meio a tantas baixas já é um sucesso para Tom e talvez uma marca covarde da série. A quase morte de Anne chegou a nos fazer crer que os Mason teriam alguma morte ao longo das batalhas, mas parece que os produtores se contentaram em fazer a família sofrer com as mais derivadas intervenções alienígenas em seus corpos.

Falling Skies Final 5x10 Milícias Mason

Na sua despedida, nada de muitas naves, efeitos especiais que chamaram a atenção ou enrolação. Falling Skies explicou em sua season finale o grande motivo da raiva que os Espheni têm dos humanos. Assim como uma colmeia de abelhas, os Espheni têm uma rainha mãe, e ela apareceu na Terra convencida de que a dominação e invasão estavam próximas. Mas não foi bem assim. De acordo com a tal rainha, os humanos primitivos, há 1.500 anos atrás, mataram sua filha durante outra tentativa de invasão Espheni. Assim como sua filha, a rainha foi prepotente e não contou com a arma especial que Tom tinha recebido dos Dornya.

Os Espheni foram destruídos e o planeta renasceu sob o comando da 2nd Massachussets e da família Mason. Tom não aceitou o status de presidente, mas assumiu a liderança ao lado de Matt, que apesar de finalmente poder ser um adolescente, tem participação ativa na nova política que promete reorganizar os seres humanos em seu mundo sobrevivente. Para Tom, apesar do horror e das mortes, a guerra transformou as pessoas em seres humanos melhores e acabou criando uma nova raça mundial, mais igualitária, com o poder e a responsabilidade de reconstruir um novo mundo, talvez melhor do que antes.

Falling Skies Final Mason

Falling Skies tem um grande mérito de construir uma série de ficção científica por cinco temporadas que não teve medo de se reinventar e conseguir se recriar a cada temporada. Foram inúmeros alienígenas diferentes, personagens característicos e uma guerra que durou cinco longos anos e apresentou situações das mais inusitadas. O seriado não ganhou prêmio e nem arrebatou fãs em todos os cantos do planeta, mas manteve sua própria milícia de fãs que foi fisgada pela história dos seres humanos que deram o sangue para defender sua terra.

Depois de tanta sujeira, poucos banhos e muito sangue, Noah Wyle, o ator que deu a vida a Tom Mason, mais parecia o seu personagem de outra ficção científica, The Librarians, ao subir ao púlpito e falar aos sobreviventes. Como fã de ER (Plantão Médico), também foi engraçado perceber as diferenças de Tom Mason para o personagem John Carter, um médico residente que ainda tinha dificuldades em achar a veia de um paciente ainda no primeiro episódio da série médica que apresentou Noah para a televisão.

Falling Skies Final 5x10 Tom

Muitos anos depois de interpretar um médico inexperiente, Noah comandou a resistência humana contra a invasão alienígena na pele de Tom Mason, e fez um bom trabalho. Com tantas dificuldades que vemos os professores lidarem com sua profissão e seus direitos hoje em dia, quem imaginaria que em uma invasão extraterrestre um professor de história comandaria toda uma nação de sobreviventes, inclusive militares, a lutarem juntos por seu direito de viver em sua casa? Falling Skies nos ensinou mais do que sobrevivência, nos ensinou que precisamos uns dos outros, precisamos de união e também nos ensinou que não estamos sozinhos, nunca estamos sozinhos.

P.S.: Falling Skies também apresentou uma linda música em sua series finale. “The Halocline”, da banda americana de Woodbury (Minnesota), Hippo Campus. A canção embalou o discurso final de Tom Mason. Confira abaixo:

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

20 Comments

  1. Confúcio Justus

    Parabéns pelo post! Ah, no fundo, todos sabíamos que iria acabar assim não é? rsrsrs…vou sentir falta da 2d Mass!

  2. pedroluiz02

    Aline , sempre um texto agil e gostoso de ler, Estou até agora chorando a morte da Poderosa Afrodite.

  3. Andrea Hilbk

    eu tbém sentirei falta da 2d Mass! Bom texto, parabéns, Aline.

  4. Paulo Serpa Antunes

    Aline, só ontem vi o episódio. Que final tosco, meu Deus. Muito fraco. Falling Skies nunca foi uma grande série, mas o final ficou muito abaixo da média da série

  5. Aline

    Adorei a série, mas acabei de assistir o último episódio e uma palavra me define nesse momento: frustração! Poderiam ao menos ter tornado o modo de derrota dos caras maus um pouquinho mais difícil né… uma arma secreta dada por outros aliens me frustrou… Maaaaaaaaaassssss constinuo gostando da série como um todo e principalmente do Noah :)

  6. Kill B

    Foi uma das melhores séries que já assiste, pode ter muitos dizendo que a série foi ruim, foi fraca, mas na verdade eu achei que poderiam ter explorado mais temporadas em cima da quarta e da quinta, o que me deixo completamente triste foi saber que eles jogaram todas as outras possíveis temporadas em duas, a quarta e a quinta, mas mesmo assim, mesmo sabendo que poderia explorar mais, poderia buscar novas temporadas, fico feliz em saber que foi uma série que para mim não deixou a desejar.

  7. romildo

    Eu e minha esposa tem a mesma duvida ao termino da ultima temporada, pensando que iria ter algo mais como aliens entre humanos e dai por diante ,mais enfim gostamos e e isto que importa valeram as noites que ficamos grudado na tela vendo ate 6 episodios em seguida, vamos sentir saudades.

  8. Pierre

    Gostei muito do começo. Vi até o fim. Não sei porque não exploraram melhor a rebelião dos aracnos… aquilo simplesmente morreu na casca. Depois, não gostei daquela híbrida à moda Sarah Kerrigan do jogo Starcraft. Uma coisa meio nonsense. Além disso, os aracnos, outrora seres inteligentes, que chegaram a iniciar uma rebelião, viram seres animalescos sem um suserano (um lorde supremo). Outra imitação de Starcraft que entra em desacordo com a natureza inicial dos aracnos.
    E o final foi uma coisa horrível. A rainha morre e eles explodem! Ficar sem controle é uma coisa, mas explodir? Que coisa mal pensada! Tá louco!

  9. Crisley Gomez

    Independente do final, foi uma boa serie, conseguiu mi prender, ja estou morrendo de saudades….. Aff tão ruim quando mi apego a uma serie e ela acaba :'(

  10. Maria Eduarda Pontes

    Gostei musito da série, assisti tudo e coisas de semanas.
    O final realmente foi fraco, o Ben vendo todos aqueles suseranos, achei que seria uma batalha bem foda e com muitas perdas. Depois que o Tom matou a rainha fácil daquele jeito, fiquei esperando que acontecesse mais alguma coisa, e não esperava que os aliens comandados por ela explodissem… Mas ok! E que eles tivessem explorado mais em relação as Milicías que nem lutaram ao lado do Tom!!!
    Tbm fiquei com pena do Ben, até o Matt conseguiu uma namorada e ele não hahaha!
    Maaaaaas tirando isso não me arrependo de ter passado horas em frente a TV assistindo mais de 5 episódios seguidos!!!

    A 2Mass vai deixar saudades e com um gostinho de quero mais!!! ??

  11. Gabriel Moreno

    Uma ótima série, me apaixonei, não consegui parar de assistir até chegar ao fim, que me frustou um pouco por motivo de ter sido “fácil” matar a rainha, mas mesmo assim continuo admirando a série e gostaria de maaaaaais temporadas!!!

  12. Caroline L M Pelles

    Amei a série, os personagens, o cenário, a trama, os efeitos. Uma série fantástica que aborda temas riquíssimos sobre familia, união, superação, compreensão, perda, medo, frustração, resistência, estrategia, conflito, amor, ódio, guerra , paz, luta, etc. Adorei tudoooo! A figura do Pope???! Eu me diverti muitooo com as tiradas dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account