Log In

Especiais

[ESPECIAL] Os coadjuvantes inesquecíveis de House

Pin it

Sim, a estrela maior do drama médico House é o doutor Gregory House. Mas House certamente não seria a mesma se, ao redor do médico brilhante, não gravitasse um grupo de amigos, pupilos, chefes, de personalidade marcante e fascinante. Ao longo dos oito anos de série, nos acostumamos a ouvir fãs comentarem gostar mais deste ou daquele personagem da série. No terceiro especial do TeleSéries em tributo a House, relembramos alguns destes coadjuvantes, também responsáveis pelo sucesso da série.

Wilson

Você pode ter um melhor amigo, mas ele nunca será tão empenhado, paciente e perfeito quanto o James Wilson! O oncologista sempre está ao lado de House, mesmo que seja discordando, brigando ou falando para as paredes. Muitos fãs de House nem consideram a relação dos dois como “amizade” e sim como um bromance (um romance de irmãos, literalmente). Assistimos incontáveis episódios em que Wilson segurou as pontas e apoiou o amigo rabugento! Quem não se lembra na primeira temporada quando Wilson abandona o jantar com a esposa na véspera de natal para comer comida chinesa com House? Dos dois discutindo a relação na sala de tomografia? Ou dos diálogos no funeral do pai de House? Mesmo com uma dúzia de personagens no elenco, apenas Wilson consegue entender e aceitar o House do jeito que ele é. (Juliana Baptista)

Cuddy

A diretora do hospital sempre teve um bom destaque nas histórias da série. Ela tinha que tentar controlar House, negar seus pedidos e ainda ouvir, episódio a episódio, que ele estava certo. Apesar de ceder às pressões de House, considero a personagem muito forte. Enfrentou todo o processo de adoção e conseguiu realizar o sonho de ser mãe. Durante muito tempo os shippers sonhavam com a união do casal, que vivia naquele clima de romance e tensão sexual. Mas o relacionamento não deu certo e o final não resolvido  resultou em uma atitude inconsequente de House.  Cuddy superou várias insanidades de House, mas ter sua casa invadida por um carro foi a gota d’água. A saída da personagem foi uma triste perda para a série e para os fãs , principalmente os que ainda sonhavam com uma reconciliação dela com House. (Dierli Santos)

Thirteen

Remi Hadley é clínica geral e entra na equipe de House na quarta temporada. É conhecida como Thirteen, pois nos jogos que House fez para escolher sua nova equipe ela era a concorrente número 13. É uma personagem que tem função social, visto que é portadora da Doença de Huntington e através dela a série busca esclarecer sobre essa doença rara. Sua mãe morreu dessa mesma doença e, na 5ª temporada, ela aceita participar de um tratamento experimental. No final do sexto ano da série, a personagem vai embora alegando “razões pessoais”. No oitavo episódio da sétima temporada, nos surpreendemos com House indo buscar a médica na cadeia.  Ela havia ajudado seu irmão, também portador da doença, a cometer eutanásia. Um dos momentos emocionantes da série foi quando ela desabafa dizendo que ninguém iria fazer isso por ela. Ali percebemos que House realmente se importa com ela, já que ele afirma que ajudaria ela a terminar seu sofrimento quando a hora chegasse. Depois de alguns vai e vem dentro da equipe, ela retorna no penúltimo episódio da série para ajudar o Wilson. (Gabriela Assmann)

Cameron

Integrante da equipe original de House, a médica sempre foi considerada a mais boazinha dos três. Cameron sempre prezou pela ética médica, o que faz com que o motivo do fim do seu relacionamento com Chase seja plausível. A personagem amadureceu durante os anos, mas ainda era difícil aceitar que seu marido havia cometido um assassinato – e  não se arrependia disso. O último episódio que a personagem participou (antes da series finale) foi Lockdown, onde se despede definitivamente de Chase. Fazendo essa retrospectiva, é difícil acreditar que essa mesma Cameron já foi apaixonada por House no começo da série.  Vocês lembravam disso? (Dierli Santos)

Chase

 O australiano da equipe ganhou muitas características diferentes durante a série. No começo, era considerado um mauricinho que fazia tudo para proteger seu trabalho. Também era aquele que aceitava as ordens do House sem questionar. Com o passar do tempo, foi ganhando diferentes funções e cresceu na série. O médico, que ainda faz parte da equipe de House, possui uma boa capacidade de dedução. Depois de matar um ditador na sexta temporada da série, mostra como realmente mudou sua personalidade. (Dierli Santos)

Foreman

 Foreman era o médico da equipe que mais parecia com o protagonista da série. Até que, sem querer, matou uma paciente e resolveu se demitir. O médico percebeu que estava ficando parecido demais com House e não queria isso. De volta à equipe, ele é responsável por cuidar para que House não extrapole e avisar a Cuddy sobre suas atitudes. O relacionamento com a Thirteen até deixa o médico com um pouco mais de carisma mas, na minha opinião, ele ainda é o mais antipático dos coadjuvantes – apesar de ser importante para o equilíbrio da série. Com a saída da Cuddy, na última temporada ele assume a direção do hospital. (Dierli Santos)

Kutner 


Kutner é um personagem que teve curta duração duração na série, mas deixou sua marca. Principalmente pela forma de sua saída, até hoje nebulosa. Um médico carismático, que conseguiu passar por aquele reality maluco da quarta temporada, merecia ficar mais. Mas escolha não foi dos roteiristas, já que o ator havia pedido para sair da série. Em um episódio surpreendente (para quem conseguiu fugir dos spoilers), Kutner comete suicídio – levantando o tema da depressão entre os profissionais da área médica. (Dierli Santos)

Taub e Rachel

House - The Greater Good

Da fase pós-Cameron/Chase/Foreman, eu tenho um carinho especial pelos episódios que se focaram em baixinho e esquisito Taub e sua relação com a esposa Rachel. Taub é o mais tridimensional dos personagens de House. Ponto. Não sei se existe no mundo algum médico que trata os pacientes como lixo e é viciado em comprimidos, ou médico que se casa com um doente terminal, médico que já foi preso quando jovem. Mas como Taub eu tenho certeza que existe. A crise no casamento de Taub é a crise no casamento de todos e os motivos da infidelidade de Taub são o retrato da infidelidade de todos os homens. Na atual última temporada, as tramas envolvendo a vida pessoal de Taub também, como a série, perderam a força. Ainda assim, me surpreendi com um momento de brilho: o episódio Runaways (8×10) em que ele admite não possuir nenhum laço, nenhuma conexão com os dois filhos nenê. Algo horrível de se admitir, claro, mas mais uma prova que Taub foi um personagem único na TV americana. (Paulo Serpa Antunes)

Confira também os nossos especiais sobre os casos bizarros e episódios memoráveis de House.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

12 Comments

  1. Bianca Mafra

    Muito bom, mas eu jurava que era participações especiais e já estava na expectativa de ver o Greg Grunberg entre eles. então, fica a dica, Dierli, para o próximo especial.

  2. Dierli M Santos

    Bianca, sabe que eu tinha pensado em fazer isso? Mas a série tem tantas participações, vai demorar um pouquinho para eu conseguir acabar haha

  3. FlaviaRibeiro

    Uma que durou pouco, mas que foi muito marcante na série foi a Amber. Eu adorava a Cutthroat Bitch! E o que aconteceu com ela gerou mudanças na vida do Wilson e do House.

  4. Cleide Pereira

    Cutthroat Bitch foi essencial a partir da 4a. temporada e foi a mais dramática season finale de toda série por 2 episódios : 
    House’s Head e 
    Wilson’s Heartesquecer da Amber é esquecer do que House se tornou nas temporadas seguintes

  5. Cleide Pereira

    também quando li pensei logo em 2 atores que foram super especiais o Greg Grumberg e o Steve Valentine …. existem muitos outros como o 
    Joel Grey que deu um ótimo episódio para Dra Cameron
    tem 
    Scott Michael Campbell em Euforia I e II causando um dos melhores ou o único drama para o Foreman
    Elizabeth Mitchel que nos mostrou um pouco do Chase
    John Larroquette como o Coma Guy foi impecável 
    David Morse nos rendeu um dos melhores arcos em House além de render um Emmy com Melhor Ator Convidado
    a lista tem muito mais atores e atrizes

  6. Dierli M Santos

    Flavia e Cleide, eu muito lembrei da Amber. Ela é um dos meus personagens preferidos e acho que a quarta temporada foi dela. 

    Mas optei por colocar só aqueles que trabalharam diretamente com o House e ela não entrou na equipe (uma pena, eu realmente tinha torcido na época). Ok que os roteiristas se redimiram, fazendo o melhor season finale (na minha humilde opinião) sobre a personagem.

    E eu lembrei tanto dela que coloquei o Wilsons Hrart no outro especial! 
    Desculpem mesmo por não ter incluído ela aqui.

  7. FlaviaRibeiro

    Ei, não precisa se desculpar, eu não estava reclamando não!
    Só lembrei dela e comentei! 
    Não dá para incluir todo mundo em lista nenhuma, aí é bom porque a gente usa os comentários para fazer isso. ;o)

  8. Cleide Pereira

    eu que peço desculpas Dierli
    mas que é que como foi mencionada a Rachel do Taub eu fiquei um pouco sem entender a ausencia da Amber
    afinal são 8 temporadas e são muitas histórias e curiosidades sobre uma série que nos faz ter sentimentos diversos, eu amei e torcia horrores até o final da 4a. temporada mas a 5a. temporada pra mim foi o limite depois daí a série me perdeu
    valeu por nos fazer relembrar o que de melhor aconteceu nesta série :)

  9. Pingback: [REVIEW] House – Everybody Dies

  10. Daiane Santos

    Assisti ao seriado há algum tempo, não me recordo de muitas coisas. Eu gostaria de saber se é no oitavo episódio da sétima temporada em que o House propõe-se a ajudar a Thirteen na eutanásia.
    Eu quero discutir esse episódio em uma disciplina de Ética, na universidade. Grata, desde já.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account