Log In

Especiais Opinião

Especial Mid-Season: Diz Que Me Ama

Pin it

Cenas de Diz Que Me Ama

Que problemas não se resolvem sozinho eu já sabia. Aliás, custei a aprender… O que eu não imaginava é que eles poderiam ser resolvidos na cama – pelo menos nunca foi o meu caso, ufa! Parece que esta é a solução, ou ponto de resolução e escape para os três casais de Diz Que Me Ama (Tell Me You Love Me). Na verdade quatro casais, por mais que tenha custado a reconhecer.

A série é da HBO, como vocês já sabem. Teve uma primeira temporada com 10 episódios. A segunda estava confirmada, mas a fodástica emissora resolveu cancelar o acordo com os produtores da série, em razão de desacertos criativos – afirmaram não ter mais histórias para contar com aquelas pessoas. Ok. Ainda estou no segundo episódio da série, mas o que posso adiantar é que também não vi muita história por ali. Não falta sexo, e isso é bem verdade.

Não que eu seja puritano. Não não. Tão pouco estou reclamando. Apesar do conteúdo sexual ser grande, as cenas são, digamos… Gostosas. Rs! O material é bem feito, bem pensando, bem editado, bem realizado. Algumas cenas são meio chocantes pelo incomum, mas não chega a ser uma série pornográfica.

E dá até para entender o fato. A essência do drama de cada um daqueles casais envolve o sexo. Um casal não consegue engravidar, outro não transa há muito tempo (quase um ano), o terceiro transa muito bem, mas isso acaba funcionando para eles como um escape das discussões, ou então como um freio de brigas e separação, afinal o sexo entre eles é tão gostoso, enquanto o além sexo é forrado de desconfiança.

O quarto casal é formado pela terapeuta da série e seu marido. Um casal de idade avançada que lhe deixa com o queixo caído. Pelo menos deixa cair o queixo de quem achou que velhinhos não faziam sexo! A coisa é meio bizarra pelo incomum, afinal você nunca deve ter visto uma senhora de idade pagando boquete para o marido. Ou já? Bem vindo aos tempos do viagra!

Então, ainda sobre este casal: a terapeuta parece ver o desenlace sexual como a essência de verdade e transparência entre os outros casais. Faz sentido: casal que se dá bem na cama teoricamente não deveria ter problemas fora dela. A teoria vai por água abaixo, pelo menos por enquanto, com o casal mais jovem.

E, mesmo que não fossem eles para derrubar a linha de raciocínio, há a prova de que o contrário realmente não funciona. O casal que já está junto há muito tempo e tem filhos é um amor só. “Amor, faz isso,” “Amor, pega aquilo para mim,” “Amor, eu te amo.” E na hora da cama… Essas reticências explicam a hora da cama.

Enquanto o sexo é de certa forma a solução para o casal que não o tem, e para o casal que tem sexo e desconfiança, ele já não resolve o problema do casal que quer um bebê. By the way, fica a curiosidade: a parte feminina deste casal é formada por Sonya Walger, a Penelope de Lost. A sintonia sexual de ambos parece boa, o que fode (mas não engravida) é a carga de obrigação que o ato passou a ter.

Tirando todo esse sexo, sobra pouca coisa. Mas essa pouca coisa é bem agradável, assim como o sexo. Porque sexo é bom até quando é ruim, certo? E ruim, pelo menos ali, o sexo não parece ser. É um drama pesado, forte. Todos os personagens têm o juízo comprometido, mas quem de nós não tem de certa forma? Vale a pena.

Texto publicado originalmente no weblog Box Fechado

Nota do Editor: Diz Que Me Ama vai ao ar aos domingos, às 22h, na HBO. Este domingo (3/8) irá ao ar o nono e penúltimo episódio da série.

Séries citadas:

5 Comments

  1. Paulo Fiaes

    muito belo texto
    eis uma série q assisti, parei, e quero terminar de assistir, sem contar q um dos meus mestres, Pedro Beck, diz que é uma das melhores coisas já produzida na TV. então realmente preciso assistir isso.

  2. Mica

    Eu perdi os episódios da semana passada e desta semana por conta da viagem. Eu gosto da série, mas não conseguiu me fisgar de verdade. A personagem da Sonya Walgner é a que mais me irrita. Se eu fosse o marido dela, já teria surtado muito tempo com essa história de filho, filho, filho.

  3. Túlio

    gostei bastante da série. nada espetacular mas bem honesta, uma pena que nao teremos segunda temporada.

  4. Márcia

    Ao contrário do comentarista, acho que a série tinha muito conteúdo sim. A história de cada casal e dos que os cerca é baseada no real nosso de cada dia. Não há monstros, seres interplanetários, capotagens espetaculares, nada disso. Há sexo e muito, mas há a palavra, há a conversa, há os conflitos e encontros entre pessoas. O preto no branco. Tão simples e tão diferente de qualquer outra série. Por isso tão boa. Uma pena que não foi renovada.

  5. Alcides

    DIZ QUE ME AMA – 1ª TEMPORADA COMPLETA – 3 DVDs

    DVDs com excelente qualidade, com menu interativo para a escolhada do episódio + encarte colorido (SEM ESTOJO PLÁSTICO).

    AUDIO: INGLÊS
    LEGENDAS: PORTUGUÊS

    Interessados entrem em contato pelo email serieslivres@hotmail.com

    OBS: produto não possui similar lançado oficialmente no Brasil. Trata-se de gravação da TV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account