Log In

Especiais Opinião

Eu quero uma indicação ao Emmy para Battlestar Galactica

Pin it

Cenas Battlestar Galactica

O que uma série precisa para se tornar um melhor drama? O quanto o fator público é determinante para que um programa esteja na lista dos indicados ao Emmy? O quanto conta o fato do drama passar no canal “X” ou “Y”? Eu me faço todas essas perguntas tentando entender porque Battlestar Galactica nunca teve uma merecida chance.

Edward James Olmos deu esta declaração este ano ao anunciar o final da série após sua quarta temporada:

Estamos tristes com isso, mas sempre soubemos que tudo teria um fim. Poderia fazer mais 10 anos (da série). Já fiz ótimos trabalhos na TV e no cinema, mas nada como isso.

As palavras dele vão ao encontro do que eu penso e pelo que leio nos comentários no TeleSéries eu não sou o único a concordar com o comandante Adama. Eu não vou falar que a série é uma das melhores de todos os tempos, porque não sinto que tenha conhecimento suficiente para fazer esta afirmação. Porém, eu assisto as maiorias das séries que recebem uma indicação ao Emmy e não consigo me conformar com o fato de que Battlestar Galactica não esteja nem na bolsa de aposta para conseguir um reconhecimento justo.

Respondendo as minhas três perguntas do começo do texto. Eu costumo falar que Battlestar Galactica, não é apenas sci-fi, é muito mais que isso, e vejo que as pessoas que assistem a série fazem um sinal de positivo com a cabeça quando faço essa afirmação. A trama de BSG é uma das mais complexas que passa na TV atualmente. A própria minissérie já termina com uma premissa interessante, os últimos sobreviventes de uma civilização, liderados pela Battlestar Galactica, partem a procura do lendário 13º planeta chamado Terra. Até ai, eu esperava uma coisa da série, mas ao passar das três temporadas eu a vi se reinventar diversas vezes e ousar, quando muitos preferem manter o que é certo, ela sempre tenta dar um passo adiante e geralmente acerta.

Entre suas ousadas tentativas esse ano, a série nos mostrou o ponto de vista de um homem bomba e ainda nos fez pensar se não seriamos possíveis genocidas se estivéssemos lutando pela nossa sobrevivência. Além disso a série nos trás, não um, mas dois relacionamentos ultra complexos. O primeiro é quase um amor proibido e o segundo sintetiza com perfeição a dificuldade dos seres humanos em lidar com seus sentimentos. De fato eu poderia ficar aqui escrevendo parágrafos e mais parágrafos sobre as qualidades da série, mas mesmo assim, minha pergunta não seria respondida – o que uma série precisa para se tornar um melhor drama?

Tenho quase certeza que três séries estarão na lista dos indicados a drama do ano: Greys, House e 24 Horas. Todas com bom público, as duas primeiras estão entre os 10 programas mais assistidos dos EUA e 24 Horas tem o grande herói americano, Jack Bauer. Curiosamente, 24 Horas poderá entrar na lista em uma temporada que, segundo seu próprio produtor executivo, falhou no desenvolvimento de seu enredo. Battlestar Galactica também perdeu público este ano e alguns fãs da série chegaram a criticar a temporada – o que eu considero injusto, tendo em vista que o que eles apontam como falhas são aspectos secundários, como os poucos combate entre humanos e cylons. A grande maioria que está envolvida com a série concorda que essa temporada foi sublime, com pouquíssimos episódios fracos e pouquíssimos erros. O tamanho da audiência não interfere na indicação, vide o caso de 24 Horas, então me resta apenas uma pergunta e nela provavelmente encontrarei minha resposta.

Se Battlestar Galactica passasse na HBO eu sinto que não seria necessário escrever este texto. BSG não foi feita para passar em uma TV aberta, isso é fato. Mas também o fato dela passar no Sci Fi Channel, um canal de TV paga segmentado e inexpressivo a prejudica. Aposto que tem votantes do Emmy que já ouviram e já assistiram BSG, porém a questão do canal onde passa ainda conta muito. As coisas estão melhorando, o Showtime já conseguiu indicar Weeds e esse ano Dexter tem boas chances.

Infelizmente, falta apenas uma temporada para BSG terminar. Então eu arrisco que a série passará em branco – o melhor drama dos últimos anos não recebeu sequer uma indicação para um dos principais prêmios. Chega a ser irônico. Triste, mas verdadeiro.

Séries citadas:

82 Comments

  1. Rami

    “As palavras dele vão DE ENCONTRO com o que eu penso e pelo que leio nos comentários no TeleSéries eu não sou o único a concordar com o comandante Adama.”

    Ei só lembrando de encontro quer dizer contra nesse caso achoq ue o que você quiz dizer foi ao encontro.

  2. Laura Gomes

    Oi Paulo, entendo o seu ponto de vista, mas existem outros casos semelhantes ao BG. Veja CSI por exemplo. Sucesso absoluto há 7 temporadas. Mudou bastante coisa no panorama das séries policiais. Influenciou estética e abordagens, está na lista das 10 séries mais vistas na América, se não me engano está em 1o lugar, agorinha mesmo em Monte Carlo ganhou um troféu por ser a série mais assistida do mundo. Teve uma 7a temporada impecável, acabou vencendo a guerra de audiência com Grey`s Anatomy e, no entanto, nem o Willian Petersen e nem a Marg Helgenberger ainda receberam alguma indicação ao Emmy.

  3. André

    Laura, justiça seja feita, a Marg Helgenberger foi indicada quatro vezes ao Emmy: duas delas em 2000 e 2002 como melhor atriz drama por CSI…

    bom, a primeira coisa que eu falo qnd alguém me pergunta se eu assisto Battlestar Galactica é “oi?”… não que eu não goste de BSG, mas eu nunca parei pra assistir… como vc falou no texto, Paulo, tem toda uma complexidade e tal. Talvez se eu tivesse visto o filme originário, quem sabe eu acompanhasse…

    eu tenho uma certa teoria sobre pq ela nunca foi indicada ao Emmy: eu nunca vi BSG figurar nas listas das melhores entre os críticos, acho que justamente por causa da complexidade…

  4. Bernardo

    Mas tem séries que funcionam bem por conta do elenco em si e ñ apenas um ou outro ator … e p/ suprir essa deficiência, temos o SAG Awards (mas outras premiações tinham que ter o prêmio p/ elenco certamente). Talvez por isso GG ñ tenha dado prêmios p/ seus atores, pq funciona bem por causa do elenco em si (claro que as protagonistas comandam tudo). C.S.I. teve um exemplo claro este ano: ela consegue sobreviver bem sem o Petersen.

    Eu quero é ver Roma nas premiações.

    Um dia ainda quero ver BSG; do jeito que vejo vcs falando aqui é muito boa.

  5. leuzz

    ao encontro de = afirmação que concorda com a próxima.
    de encontro a = afirmação que descorda com a próxima.

  6. Laura Gomes

    Certamente, a Marg já foi indicada e ganhou por causa de China Beach. Mas nunca levou nada por CSI. De toda forma, nunca o show ganhou um grande prêmio, seja por qual motivo seja. O Petersen é a grande estrela do show e nunca sequer foi indicado me parece. Grissom é um personagem único. Mas, enfim, vai entender esses critérios.
    Roma teria que ser premiada de alto a baixo, mas, tudo indica que, no máximo, Polly Walker levará o prêmio. James Purefoy para mim fez o melhor Marco Antonio dos últimos tempos, pelo menos supera a interpretação de Richard Burton.

  7. Bruno

    Eu ñ vejo BSG, mas eu entendo totalmente esse seu sentimento, pq eu estou vivendo algo parecido com Roma, da series que eu vejo ela e a melhor serie da atualidade.

    Sera que ela tb vai passar em branco, ja que e o ultimo ano de Roma???

  8. Sergio

    Sou fã de BSG desde a minissérie e o primeiro episódio,mais desde o 12 episódio dessa terceira temporada dele que só passa episódio ruim após episódio ruim,como o de sáb.16/6/2007,cadê as batalhas dos humanos contra os cylons,afinal a série se chama BATTLESTAR GALACTICA por isso que a audiência da série despencou nos Estados Unidos após o 12 episódio.

  9. Thiago FLS

    Eu adoro Battlestar Galactica, mas acho que o que impede a série a ser indicada ao Emmy de melhor drama, além do preconceito da Academia com ficção científica, é que o fato de cada temporada ter 20 a 22 episódios torna a série muito irregular, alternando episódios brilhantes com outros bastante dispensáveis.

    Lost é criticado pelo mesmo motivo, mas para mim a diferença entre os melhores e os piores episódios não é tão acentuada quanto em Galactica.

  10. sofia lawless

    Diferente de vc eu afirmo que Battlestar galactica é uma das melhores séries que já vi nos últimos tempos, falo isso como viciada em séries que sou ,tenho 42 anos e já assisti muitas e muitas séries e posso afirmar que BSG é uma das séries mais injustiçadas que já vi se tratando do emmy tando como melhor série melhores atores como episódios e roteiros , realmente depois de 3 anos de injustiças não sei o que uma série teve ter para ser indicada a um emmy!!! um abraço de uma fã indignada!!!

  11. Darth Cesar

    Concordo com tudo que o Paulo escreveu, só um exemplo:
    O ator que faz o Hiro (Heroes) foi indicado na 1 temporada a um globo de ouro, e sua atuação não é tudo isso, como pode??? e a desculpa da complexidade das tramas é um absurdo.

  12. Cristiano (Highlander_Master)

    Bruno, acho que Roma só não vai ganhar pelo excesso de sexo, sabe como é americano tem medo disso… Mas até do que sangue, o sexo vai atrapalhar possíveis indicações de Roma. Mas espero tá errado, pois estou torcendo e muito pra série.

  13. Fabio C

    Concordo que o episodio de Galactica do ultimo sabado não foi um dos melhores, mas tambem não foi de todo ruim justamente por mostrar o que a serie realmente é, um drama que mostra a relação de seres humanos confinados no espaço tendo que se adaptar a uma realidade diferente da que conheciam. Abraço a todos.

  14. Rô Floripa

    Concordo com tudo que o Fiaes colocou.
    Mesmo num dos episódios fracos BSG tem alguma coisa de excepecional, que a diferencia das outras séries. Por exemplo, no epísódio deste sábado, sei que boa parte não gostou, achou fraco, mas a interpretação do James Callis é um show. Daquele Baltar atrapalhado, estereótipo de cientista brilhante do início da série, temos um Baltar atormentado.

  15. Luciano Cavalcante

    Se BSG não ganhar nada, pelo menos James Callis tem que ser indicado, não o ser seria mesmo a maior das injustiças; não me lembro de já ter visto, em cinema ou televisão,personagem tão complexo e trabalho de intepretação tão bom para lidar com isso.

  16. Luiz Santos

    Sou fã desde a série clássica, mas não posso deixar de afirmar q a série as vezes se perde em sua premissa básica q é ser uma série de sci-fi. Já existem diversas séries q abordam complexidades da vida, mas desde o fim de Star Trek e suas filiais,não temos uma abordagem realmente sci-fi com naves e inimigos estranhos. Mas do q falei desqualifica a atuação do atores de BSG, q realmente estão acima da média.

  17. Matti

    Concordo com vc Paulo, BSG deveria ser indicada e Edward J.Olmos vencer como melhor ator.O que falta é ele passar em uma rede grande como vc mesmo disse. Que me desculpem os fãs de 24 horas,e eu tb sou uma, mas todas as temporadas parecem a mesma coisa e esta em particular tem deixado muito a desejar. Concordo tb com um amigo acima a respeito de Hiro de Heroes, francamente eu não acho graça nele e ele não deveria ter sido indicado.

  18. Mica

    Sempre fui da opinião que um bom sci-fi é aquele que explora tudo, desde o inimaginável cientificamente, até o comportamento humano graças a viver nesse universo tão fora do nosso comum.
    BSG é fenomenal em todos os sentidos. Tem episódios menos emocionantes que outros? Com certeza, mas não chega nem aos pés de outras séries por aí que ficam na mesmice apenas para não perder público. Ela inova, reinventa-se, e fica melhor a cada dia. Não tão cheia de aventuras quanto na primeira temporada, mas nem por isso menos interessante.
    Queria vê-la no Emmy sim…apesar de eu não acompanhar este prêmio.

    Quanto ao Hiro, concordo. O personagem até que é engraçadinho, mas nada excepcional.

    24H já deixou de ser boa há quinhentos anos. Só o Kiefer vale a pena ali.

  19. Diego Almeida

    Desculpa aos fãs da série pela minha sincera opinião, até porque já fui muito fã de BG também (hoje apenas acompanho os episódios), mas acho um tremendo drama este review.

    Battlestar Galactica já foi sim um dos melhores drama da TV (agora é um dramalhão), até o final da segunda temporada. Este terceiro ano da série está bastante irregular, com alguns episódios bons, alguns ruins, poucos desnecessários, e dois ou três ótimos. Foi uma sábia decisão dos produtores encerrar a série na quarta temporada, porque a impressão que me dá ao assistir é que não tem mais o que discutir. Os arcos-narrativos estão chatos, diria até repetitivos (o que foi aquele episódio centrado no “relacionamento” do Lee e da enfezadinha Starbuck? Pura encheção de lingüiça..), e a teologia da série – que já foi um dos aspectos mais interessantes tratados ao longo da trama – parece estar esquecida, apagada, como a série atualmente está.

    Enfim, não discordo que Battlestar Galactica merecia ao menos 1 Emmy… mas há 1 a 2 anos atrás, quando estava no seu auge. Infelizmente, o rumo que a série está tomando só a classifica apenas como mais uma ficção científica no meio de tantas outras.

  20. sofia lawless

    Bom Diego vou lhe responder com 3 afirmações que li sobre BSG :
    -Não é apenas Sci-fi é muito mais que isso.
    -Mesmo em um episódio fraco BSG tem algo de brilhante para mostrar .
    -E outra me perdõem mais vi no bonus do filme BSG dvd (piloto)e não lembro se era o diretor,produtor ou roteirista mais ele coloca que os filmes e séries de ficção estão perdendo para efeitos especiais e o principal a história fica em segundo plano !!ele ainda coloca que para lembrar que a história era o principal eles fizeram questão de colocar a nave BSG como algo velho que estava para aponsentar ou seja o principal na série é a história e não efeitos !Bom pelo menos foi assim que comecei a gostar da série onde a história era o principal,acho que a série só vai ter reconhecimento quando acabar,e fizermos o que estamos fazendo o famoso BOCA A BOCA!!!rsrsr… um abraço a todos.

  21. Paulo Fiaes

    Luciano cavalcante

    rapaz, essa temporada é de James Callis e do ator que interpreta Tigh. os dois roubam quase todas as cenas que fazem. e olha, não podemos esquecer de Adama, da presidente e starbuck. todos eles também tem otimas interpretações. sinceramente, o texto pedindo indicação pra BSG é de certa forma, uma indignação, porque quem acompanha muitas séries e assistem outras sendo indicadas sem merecer, acaba se chateando por ver BSG sendo deixado de lado.

    Diego Almeida

    BSG nunca foi apenas sci-fi. acho que vc assistiu a série com uma idéia errada.

  22. Marcos

    O Diego Almeida não gosta de séries que muitos gostam. Deixa ele.

  23. Luciano Cavalcante

    Alguém aqui já leu alguma história de SciFi, sem ser de Jornada Nas Estrelas? Todos os grandes desse gênero escreviam histórias absolutamente complexas, em que muitas vezes não apareciam “armas-de-raios”; “naves” “hiperspaços” e coisas afins, muito semelhantes a esses “episódios chatos” de BSG.

  24. Rô Floripa

    É isto aí Luciano.
    Isaac Asimov e Ray Bradbury se utilizavam do ‘ambiente’ de ficção científica para expor muitos temas sociais com muita pertinência.

  25. Marcelos

    Bem, realmente não sei se BSG deveria ou não ganhar um Emmy. O que sei é a série é impressionante. Não acompanhei a série desde o início. Uma certa noite liguei a TV no inexpressivo canal TNT às 11h da noite e tava começando um dos capítulos da série. A qualidade da produção, dos diálogos e da interpretação dos atores me fez sentir todo o clima catastrófico, claústrofóbico e dramático que deveria se experar de uma situação baseada na premissa da série. Não precisei ver mais que um episódio para saber que era uma série diferente, excepcional. Já não sou mais tão jovem, e não é sempre que uma série de ficção consegue me deixar tão tenso e ligado quanto BSG. Ela, com certeza, já tem o grande prêmio que são os fãs expalhados por todo o mundo.
    Abraço p todos.

  26. Juliano

    Concordo com o Luciano, BSG resgata a ficção científica literária, mais centrada no personagem do que no pano de fundo (ambiente).
    Embora tenha de confessar que gosto de jornada nas estrelas e suas franquias, não posso deixar de concordar que aquele ambiente limpo e herméticamente fechado, afastado de qualquer tema polêmico envolvendo a complexidade da diversidade humana, acaba por se reduzir ao espetáculo fadado ao esquecimento.
    Por outro lado, no caso de BSG, as vezes me surpreendo pensando sobre passagens de alguns episódios, cujo texto nos obriga a uma reflexão quase que acadêmica, o que se constitui num fato estranho, e bastante raro, ainda mais em se tratando de uma série norte-americana, onde em regra os roteiristas se preocupam em apresentar um pacote ideológico pronto, fundado no geito de viver americano.
    Esta faceta, melhor dizendo, este distanciamento do modo de ser americano que a série apresenta em alguns momentos, é no meu modo de ver, intrigante e facinante.
    Esclareço q tenho qualquer tipo de atitude xenofoba em relação aos americanos, mas gosto de trabalhos que instiguem uma maior reflexão

  27. Paulo Fiaes

    Juliano

    nao que jornada na estrelas va cair no esquecimento… mas BSG pode servir de exemplo para um novo modelo de séries. concordo com quase tudo que vc falou. e é tão bom assistir uma série americana e nao sentir que eles(a equipe criativa) pensão que você é um estupido. nas reviews de Lucas, vocês notarão que em nenhum episódio polêmico, eles(a equipe criativa de novo) nao diz o que é certo ou errado, eles deixam para nós mesmos tirarmos a nossa conclusão

    e eu só gostaria de ver um emmy para a série, porque seria um reconhecimento a mais. por exemplo, sobre meninos e lobos foi melhor filme do que o senhor de anes, porem na historia, sempre ficará marcado que senhor ds aneis foi o melhor filme daquele ano.

  28. Lucas Barreto Gomes Leal

    To com o Vidoni!!!e sem mais otimo texto Paulo!
    e desculpa a demora pra comentar!!!
    ah e paulo alguem falou

    “Sou fã de BSG desde a minissérie e o primeiro episódio,mais desde o 12 episódio dessa terceira temporada dele que só passa episódio ruim após episódio ruim,como o de sáb.16/6/2007,cadê as batalhas dos humanos contra os cylons,afinal a série se chama BATTLESTAR GALACTICA por isso que a audiência da série despencou nos Estados Unidos após o 12 episódio. ”

    é os xiitas como eu sempre digo que não deixam a série decolar!!!entre o 12 e o 20 episódio temos episódios maravilhosos, como esse do sábado da greve que pra mim é magnifico, temos o episódio final do julgamento que é um marco na história da televisão, temos o episódio do racismo em que o dr mata os sagitarons enfim não sei o que a série tem que fazer pra agradar, talvez tenha que virar uma série de ‘lutinhas’ entre cylons e humanos!as pessoas não entendem que pra sobreviver nos confins do universo não tem que somente derrotar os cylons, tem que derrotar os problemas entre os proprios humanos, ou como disse a Roslin eles vão sobreviver, mas não numa sociedade em que se valha a pena viver!

  29. Paulo Fiaes

    Lucas,

    sinceramente, como disse no texto, falar que a série é ruim porque não está tendo muitas batalhas entre cylons e humanos doi. sinceramente, acho que a série nunca quis esse tipo de fã. é lógico que uma ação aqui, outra acolá, é bom para nos deixar tensos, mas a série não é sobre batalha. Lucas disse tudo acima, nao preciso repetir.

  30. Ana C. Martins

    Lucas,

    Parabéns pelo seu trabalho – é demais! São poucas as minhas incursões pela TV, já que pouca coisa vale ser vista. BSG é uma exceção a tudo e merece prêmios. Mary Mcdonnell e Edward James Olmos merecem prêmios. Acredito que o sr. Olmos também mereça prêmios pelo seu trabalho (e que trabalho!) como ativista, um meio em que muitos outros artistas atuam apenas p/ promover suas carreiras. Concordo quando dizem que BSG está aí para mostrar que é sim possível fazer TV com qualidade e originalidade. Talvez sua complexidade seja de difícil entendimento para a maioria das pessoas que não costumam utilizar os neurônios com a freqüência recomendada. Uma sociedade suja e conspurcada reflete seu comportamento até mesmo na mais simples atividade: assistir a um bom programa. Nesta época, se faz apologia a tudo o que é ruim e valores precisam urgentemente serem resgatados. Tudo o que é ruim gera audiência, tudo o que dá audiência gera prêmios. Talvez os Emmys e tantos outros prêmios é que não mereçam BSG! É simples, mas triste. Mas esqueçam tudo isso e vamos nos ater ao que é importante: nós é que somos os premiados, seja através da internet ou da tv a cabo, podemos assistir BSG não só como um entretenimento, mas também como uma oportunidade p/ questionamentos maiores e profundas reflexões. Alguém pode até dizer que se trata de comentários de um mal perdedor, mas isso seria apenas mais uma confirmação de que as pessoas perderam seu senso crítico e não sabem o que é qualidade. Para mim, BSG é simplesmente a melhor!

  31. Paulo Fiaes

    Ana

    perfect!!

    concordo com tudo q vc disse, mas essa parte preciso repetir.

    Tudo o que é ruim gera audiência, tudo o que dá audiência gera prêmios. Talvez os Emmys e tantos outros prêmios é que não mereçam BSG!

  32. Lucas Barreto Gomes Leal

    Ana ótimo texto e fico feliz por vc gostar dos meus ;)
    e infelizmente o Emmy é isso audiencia e o publico quer ver os seus ‘queridinhos’ premiados…e não existe espaço pra uma série como BSG na audiencia estadunidense…mas graças a deus nos temos o prazer de assistir a série e debate-la sempre que possivel!

  33. Akemi

    Cadê o review do último episódio? Está demorando. Não pude assistir, por isso estou um pouco ansiosa para assistir, mesmo sabendo atrvés dos comentários anteriores que o episódio não foi muito bom.
    Concordo com alguns comentários que a série está meio chata, os cylons praticamente sumiram e para mim a série só é interessante quando os cylons aparecem.

  34. Darth Cesar

    Grande comentário Ana e isso que vocês estão falando da audiência x qualidade nos EUA, imagine aqui no Brasil então, onde não se salva mais nada, quem dera que por aqui alguma emissora produzisse algo no nível de BSG, mesmo sem audiência, eu já estaria pagando promessa.

  35. sofia lawless

    Ana parabêns pelo comentário,adorei e assino em baixo BSG na minha opinião é a melhor série que surgiu atualmente e você tem razão quando diz que quem não gosta da terceira tempora de BSG é pq tem dificuldade de colocar os neurônios para funcionar! abraços a todos .

  36. Luis Felipe

    Pois é, tbm concordo que a série deveria ter sido premiada, e ainda nos resta esperança. Essa discussão sobre premiação me lembra a magnífica “Buffy – A Caça Vampiros” em dois pontos. Primeiro o fato da Sarah Michelle Gellar nunca ter sido indicada por melhor atriz, pode-se dizer que o Emmy boicotava a série, a ponto de ter excluído tbm da premiação o clássico episódio musical “Once More, With Feeling” acusando uma falha interna dos organizadores. Pelo menos a trilha sonora foi reconhecida, tendo ganho inclusive.

    O segundo ponto é que o mestre Joss Whedon, criador de Buffy/Firefly e co-criador de Angel, é fã de carteirinha de BSG. Então, não é de hoje que séries do estilo nunca tiveram sua chance no Emmy, podem “nunca” ter sido indicadas à grandes premiações por serem ecléticas (ou seja, sofisticadas) demais, e por terem gêneros sempre marginalizados, já os críticos de verdade (pelo menos a maioria), nunca hesitaram em considera-las apropriadamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account