Log In

Especiais Notícias

Especial Amigos com Benefícios

Pin it
Amizade colorida? Veja o exemplo de alguns amigos 'muy' amigos., Amizade colorida? Veja o exemplo de alguns amigos 'muy' amigos., Amizade colorida? Veja o exemplo de alguns amigos 'muy' amigos.

Sexo casual, amizade com benefícios, amizade colorida, chame do que quiser, mas em suma tudo se resume a duas pessoas dizendo pra si mesmas que uma relação não precisa ser baseada necessariamente em amor. Para os adeptos, sexo e amor não são conceitos mutuamente inclusivos, nem mutuamente exclusivos.
Nessa semana em que o TeleSéries comemora o Dia do Amigo, resolvemos fazer uma matéria inusitada, pesquisamos os casais da ficção que se aventuraram nessa amizade. Não foi fácil porque são poucas as séries que trataram do sexo casual (talvez seja o moralismo na TV). Ainda assim, cinco casais se destacaram. Vejamos como foi e como terminaram essas amizades coloridas:

Casal: Brooke e Lucas / Brooke e Felix
Série: One Tree Hill

Poucas foram as séries que deram tanta importância à questão de “amigos com benefícios”. Quem poderia imaginar que aquele relacionamento entre Brooke e Felix, ainda no início da segunda temporada, poderia resultar no título de um disco beneficente e em uma turnê pelos Estados Unidos? Tudo isso serviu para alavancar a série. Mas, afinal, o que é mesmo que significa “amigos com benefícios”?

É bastante simples, na verdade. É um sexo sem compromisso. Tanto Brooke quanto Felix se entregaram a esta prática porque estavam com medo de voltarem a sofrer em algum relacionamento. Mas é impossível fazer com que o sexo não signifique absolutamente nada. Assim como o beijo, o sexo sempre quer dizer alguma coisa.

E foi assim que Brooke e Felix começaram a namorar e, depois de um curto período, terminaram. Mas não foi um término trágico. Os roteiristas deram à Brooke a independência que foi determinante para ela acreditar que não precisava de ninguém naquele momento. O problema é que, enquanto ela estava com Felix, o amor de Lucas vinha crescendo por ela.

Ambos haviam resgatado a amizade e o clímax desta história acontece na terceira temporada, quando Lucas diz que é o cara certo para Brooke (veja no vídeo). Era exatamente o que ela precisava ouvir para voltar a ter confiança no homem que a traiu com a sua melhor amiga. Ainda assim, Chris Keller e Rachel Gatina são colocados entre os dois com o objetivo de provocar ciúmes, dramas e provar que aquilo não estava dando certo. (Vinicius Silva)

Casal: Pete, Violet / Charlotte e Cooper
Série: Private Practice

Em Private Practice todo mundo já dormiu com todo mundo, não há santos nem culpados. E na maioria das vezes começou no repente, motivados apenas pela carência, porque ali parece que todo mundo vivia sempre carente. Charlotte e Cooper já se conheciam, mas na internet usaram nicknames diferentes e, quando se encontraram pela primeira vez, a idéia pareceu ruim já que não se suportavam, mas resolveram se entregar, afinal, é só sexo mesmo e o sexo é superestimado.

Já Violet sofria na primeira temporada por causa de Alan, depois sofreu com a rejeição de Cooper; vivia sempre num constante conflito por não achar um cara que a completasse. Então pensando bem não a culpo por querer se divertir, não querer se envolver. Se envolver dá muito trabalho mesmo. Só tinha um pequeno probleminha, ela se esqueceu de avisar Sheldon e Pete e começou a se relacionar com os dois ao mesmo tempo.

O que ela queria era se descobrir como mulher e se sentir desejada, era mais uma questão de ego pra Violet. Pra Pete era mais uma questão de se conectar com alguém, e o Sheldon foi só um acidente de percurso, coitado.

O problema do sexo casual é que se for bom, em algum momento um dos dois vai se apaixonar, ou seja, é uma boa idéia que nem sempre termina bem. Esses dois casais foram exceção: Charlotte e Cooper estão juntos até hoje (mas foi um longo caminho!), e depois de uma temporada inteira sem saber quem era o pai do seu filho, Violet e Pete se casaram. Drama que a gente só vê nas séries da Shonda Rhimes. Ah,no vídeo você confere a primeira vez de Pete e Violet. Não dá pra negar que a química entre os dois explode em cena. (Lara Lima)

Casal: Pacey e Jen
Série: Dawson’s Creek

Ok, estamos em 2011 então acho que não preciso perder mais tempo dizendo que mulher gosta tanto de sexo quanto homem, certo? Então fica a pergunta, se ter relações sexuais é tão bom e faz tão bem, por que não termos tais relações com nossas amigas e vice-versa?

Quem assistiu Dawson’s Creek sabe que Pacey e Jen começaram a ter uma vida sexual mais cedo do que seus demais amigos. E apesar dos dois serem amigos, Jen passou um tempo apaixonada por Dawson, que era sem saber apaixonado por Joey, que acabou traindo Dawson com Jack, que é irmão de Andie, e que foi a primeira namorada de Pacey (mas não a primeira transa).

Quando os dois estavam sozinhos, seus corpos pediam por aquela dose de prazer que melhora o dia a dia da pessoa, nada demais então esperar que eles entrassem num acordo para fazerem sexo casual sem compromisso, ou seja, amigos com benefícios.

Só que neste caso por mais que na teoria fosse interessante para Pacey ter uma amiga com que pudesse aproveitar bons momentos, na prática seu corpo não reagiu dessa forma. E isto já nos dava indícios que ele podia até estar precisando de sexo casual, mas o que ele realmente queria era algo verdadeiro. (Paulo Fiaes)

Casal: Davis e Janette
Série: Treme

Davis e Janette tinham o que podemos chamar de uma amizade colorida na 1ª temporada de Treme. Ela a chefe de cozinha que lutava para manter seu restaurante e sua vida após o furacão Katrina. Ele o “pobre menino rico” que usava a rádio para tentar manter viva a tradição musical de sua cidade. Indo contra sua própria origem. Vivendo a vida boêmia de Nova Orleans sem grandes preocupações com o futuro. Em comum o amor pela cidade destruída pela tragédia e abandonada pelas autoridades.

Logo no primeiro episódio Janette acorda na casa de Davis e percebemos que um tanto arrependida porque nem aquecedor para ela tomar um banho ele tem. Na próxima cena em que eles aparecem juntos, Davis vai ao restaurante dela com uma de suas idéias mirabolantes. Para completar, abre uma garrafa caríssima de vinho sem ter pedido autorização. Janette manda seu funcionário expulsá-lo de Davis grita dizendo que ela não pode fazer isso com o próprio namorado e ao ver a cara dela corrige dizendo ‘amigo com benefício’. Ela o larga falando sozinho, enfurecida e bebendo o vinho que ele abriu. Os dois mantêm essa relação sem compromisso e quaisquer cobranças por toda temporada.

Escolhi os dois foi porque justamente esse relacionamento fez com que eu começasse a gostar do Davis, um personagem que eu não tinha muita simpatia no início e que julgava chato e forçado. No entanto foi o relacionamento dele com Janette que resulta numa das mais belas cenas de Treme.

Janette resolve que vai deixar Nova Orleans para tentar a vida em Nova York. Davis então pede 1 dia para apresentá-la tudo que Nova Orleans tem de melhor e assim convencê-la a ficar. Mesmo ele não tendo tido sucesso, e Janette tendo ido embora, o dia que os dois passaram juntos foi uma bela maneira de homenagear a cidade. Destaco o momento em que Davis chama um amigo para acordá-la com uma espécie de serenata. Papel esse que é interpretado por John Boutté, o responsável por cantar a música de abertura da série. (Tati Leite)

Casal: Monica e Chandler
Série: Friends

Os seis mais queridos amigos de todo fã de série sempre flertavam um com o outro e era meio óbvio que, quanto mais a série durasse, mais chance teríamos de ver os casais acontecendo e “desacontecendo”. Mesmo sabendo disso, eu jamais apostaria na união de Monica e Chandler. Ela, a moça linda e neurótica que namorava tipos ou muito bonitos ou muito estranhos. Ele o carinha legal que você queria como amigo, mas não como namorado, porque era atrapalhado demais (apesar de eu enxergar bastante doçura nesse atrapalhamento). Além disso, ele era o melhor amigo do irmão dela e a regra número um das amizades masculinas é: com minha irmã, não.

Então foi preciso um tremendo porre e um tremendo bode de Monica para que os dois fossem para a cama juntos e descobrissem que a química funcionava que era uma beleza.

Eles bem que tentaram deixar isso lá em Londres, mas a vontade era maior e, afinal, nenhum deles estava fazendo outra coisa mesmo, então a coisa continuou. Rendendo algumas das mais engraçadas cenas das series: Monica e Chandler também não botavam fé de que aquela amizade com benefícios algum dia seria algo mais do que era e preferiram esconder dos amigos o que rolava, preservando o grupo.

Até que um dia a Phoebe fica sabendo do que está rolando, e fica sabendo que Joe e Rachel já sabem, mas que Monica e Chandler não sabem que eles sabem, e Joe já não sabe mais quem sabe do que, uuufffff! Depois da cena aí de cima, o casal percebe que, bem, quer mais que uma amizade com benefícios, ou melhor, percebe que uma relação de verdade é uma amizade com muitos benefícios e se assumem, mas isso já é assunto para outro texto… (Simone Miletic)

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

5 Comments

  1. Lara Lima

    Boa Ju! Nem tinha lembradoo dos dois. Bem que eu queria uma amizade assim com o Mark Sloan snif snif hahahaha =]

  2. Marília

    Adorei terem lembrado de Treme. A relação entre Davis e Janette é a que eu mais gosto, na série! E realmente o dia que ele pediu para mostrar New Orleans foi demais.

  3. Mônica Almeida

    Eu também não me importaria em ter o Mark Sloan como meu “amigo”. Apesar de ter o casal Violet/Peter (não suporto os dois juntos), adorei o post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account