Log In

Entreatos

Entreatos: Cultura Pop levada a sério – Renovação nas premiações?

Pin it

O Golden Globes 2015 veio e pudermos contar com suas tradições: mais uma vez Tina Fey e Amy Poehler foram as melhores hosts, mais uma vez a melhor piada da noite foi às custas de George Clooney, e mais uma vez a cerimônia teve que acabar antes por falta de tempo. Mas também pudemos ver surpreendentes e felizes novidades, principalmente ao que diz respeito ao que mais importa nessa noite: os concorrentes e os ganhadores.

Em 2015 não vimos a vitória de Jim Parsons e de Big Bang Theory (nada contra, mas são sempre ‘overrated’ pelas premiações), ou de Modern Family (que eu amo, mas também, deu de prêmios, né?), ou de tantas outras séries e atores antes recorrentes, abrindo espaço pra novos ganhadores. Sim, muitas produções e profissionais já consagrados saíram com estatuetas, mas muitas séries e mini-séries que estão em sua primeira temporada — como The Affair, Fargo e Jane, The Virgin — já conseguiram reconhecimento, pelo menos ao quanto concerne a Holywood Foreign Press.

Esta é uma ótima notícia. Isto significa que ainda que Breaking Bad tenha acabado, que Parks&Rec esteja nos capítulos finais (um minuto de silêncio), e que The Bunheads tenha morrido prematuramente (ainda não estou ok com isso!) vão sempre vir novas séries para alimentar nossos vícios e nos assegurar de que teremos motivos para não sair de casa sábado a noite (ou o mês inteiro para os felizes que seguem o calendário escolar). É o ciclo da natureza, e o que o Golden Globes provou — além do fato que ninguém consegue controlar o tempo dessa cerimônia, nem mesmo uma dupla que tem quase duas décadas somadas de treinamento com Saturday Night Live — é que tudo se renova.

Ainda bem, afinal, ninguém que ver sua série favorita fazer 10 temporadas. Não mesmo. A gente pode achar que quer, mas a verdade é que ninguém quer ver personagens e atores que ama virando caricaturas repetitivas e encenando roteiros sem sal. Ninguém precisa passar por isso de novo, as últimas duas temporadas de Friends foram um trauma mais que suficiente. É melhor aceitar que o tempo passou e sair por cima (ainda que o cast esteja ganhando um milhão por episódio — sem contar DVD e merchandising).

Então vamos esta nova geração do que possivelmente serão nossas séries favoritas e aproveitar este começo de descobertas. E se bater a saudades, é melhor rever nossos amigos no Netflix do que achar que eles já vão tarde.

Séries citadas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account