Log In

Preview

Do cinema para a televisão: ‘Scream’ surpreende na MTV

Pin it

“Um serial killer disfarçado de fantasma começa a assombrar os habitantes de uma pequena cidade.”

Quem lembra?

Que a saga Pânico fez sucesso nos cinemas não se discute. O primeiro filme estreou em 1996, seguido de mais três continuações e diversos outros longas que seguiram a mesma vibe e garantiram bom público e continuações para suas histórias. Entre elas, vale lembrar das franquias Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado e Lenda Urbana.

Scream 1x03 Emma

Apesar do sucesso de Pânico no cinema, vinte anos depois, o anúncio de que uma série seria realizada inspirada nos filmes do assassino mascarado (que fez sucesso nas festas à fantasia mundo afora) não gerou grandes expectativas. Talvez porque a história de adolescentes bobos fugindo de um assassino misterioso tenham perdido um pouco a graça e a originalidade ou pelo pouco alvoroço realizado pela MTV em sua divulgação, Scream estreou silenciosa.

Silenciosa e ousada, assim como o assassino mascarado que continua assediando suas vítimas por telefone, usando agora também de conversas via WhatsApp. As premissas do filme e da série são as mesmas, já o design da máscara mudou um pouco e o “Hello, Sidney” foi substituído por “Hello, Emma”. Os adolescentes continuam no elenco principal, com a escola de cenário regular e seus diálogos em frente aos tradicionais armários escolares, o atleta destaque do time da escola e o estudante fissurado em histórias de psicopatas.

Scream 1x01 Noah e Audrey

Além de manter características fortes que ligam o seriado a franquia de filmes, a série conseguiu inovar e brincar com seu próprio estereótipo. Logo no episódio piloto, um dos personagens explica o porquê das histórias com assassinos psicopatas darem certo no cinema, o que provavelmente não aconteceria na televisão, ao contrário das séries de temas góticos como American Horror Story, Hannibal e Bates Motel (citações realizadas pelos próprios personagens no episódio piloto).

“Não se faz um filme de psicopata como série de televisão. Filmes de psicopata passam muito rápido. Na televisão é preciso esticar as coisas. Quando o primeiro corpo é encontrado, é só uma questão de tempo até o banho de sangue começar.” Noah Foster

A própria série, através de seu personagem, brinca dizendo que a adaptação não tem nada para dar certo, e ainda explica por quê. O personagem fissurado em histórias de terror é Noah Foster (John Karna), e ele aponta que para um seriado deste gênero ter sucesso precisa matar muitas pessoas, o que é possível em um filme, mas ficaria complicado em um seriado com diversos episódios. De acordo com Noah, para um seriado deste gênero dar certo o roteiro precisa fazer com que os espectadores se importem com o personagem, para que daí ele seja morto e sua morte impacte de alguma forma.

Scream 1x01 Estudantes

Sendo assim, são diversas personalidades e histórias pessoais diferentes apresentadas na série. Os romances estudantis continuam, mas dessa vez o nerd se dá melhor que o craque do basquete. O bullying é abordado e o homossexualidade é tratado com naturalidade, apesar de ser o primeiro alvo da violência cibernética. Amizades passam por conflitos e o policial da cidade continua procurando o amor para a sua vida.

A história geral ainda tem um mistério que chama a atenção. A pequena cidade onde se passam os acontecimentos, Lakewood, é assombrada por um passado sombrio. Vinte anos atrás, o assassino psicopata Brandon James causou pânico na cidade assediando uma garota pela qual ele era obcecado. A negação da menina e o bullying dos colegas fizeram com que Brandon assassinasse cinco adolescentes antes de ser atingido pela polícia e cair em um lago, desaparecendo para sempre. Qualquer semelhança com Jason e a franquia Sexta-Feira 13 não é mera coincidência e sim uma boa referência, assim como a máscara e o fato de Brandon ter o rosto deformado.

Scream 1x03 Audrey

As novas mortes, que iniciam com a patricinha Nina e o sumiço do seu namorado, remetem para esse passado e assombram o prefeito que tentava sepultar o apelido da cidade de “Murderville”. Quem também se assusta com os crimes é Maggie Duvall (Tracy Middendorf). Agora responsável pelas autópsias nos corpos das vítimas, antes ela era a menina por quem Brandon ficou obcecado. Maggie até hoje tenta esconder o passado da filha, Emma (Willa Fitzgerald, de Royal Pains), protagonista e atual principal alvo.

Scream ainda conta com um elenco de figuras interessantes como Bex Taylor-Klaus (de The Killing, Arrow e iZombie) interpretando uma amiga de Emma que é gravada beijando outra menina e sofre bullying logo no primeiro episódio. Também fazem parte do elenco principal Jason Wiles (Persons Unknown e Zodíaco), Amadeus Serafini, Connor Weil, Carlson Young (True Blood), Bobby Campo (Premonição 4 e Being Human) e Tom Maden.

A franquia de filmes ganhou vida na televisão e é garantia de bons momentos de lazer com suspense e mistério. Se Scream vai desafiar seu próprio personagem e vingar por mais algumas temporadas ainda não é possível saber, mas o seriado vem se encarregando de matar alguns personagens para garantir uma vida longa para a série.

Scream estreou nos Estados Unidos no dia 30 de junho e já apresentou três episódios na televisão americana: Pilot, Hello, Emma e Wanna Play a Game?.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

10 Comments

  1. Claudia Braga

    Vi só piloto até agora e gostei bastante, vou ver os outros e espero que continue melhorando.

  2. Paullo Mendonça

    O bacana dessa série é que ela vem caladinha sem criar expectativas, ao menos foi assim que eu resolvi trata-la, mas realmente me surpreendeu, achei que ia ser algo infantil quanto PLL, mas achei bem interessante. A série tem vida própria ao mesmo tempo que tem muitas referências! Não será algo inovador, ou tão pouco se tornará um clássico como o filme, mas a série é muito bacana e vale a pena assistir, sem falar que a mesma tem como produtor o Wes Craven criador da franquia para o cinema então pode se esperar que a cada episódio a história fique mais interessante.

  3. Kris Oliveira

    Adorei a Matéria, só corrige o termo”Homossexualismo” para Homossexualidade, porque o sufixo ISMO conota doença.

  4. Carlos Humberto Reis

    não foram apenas 3 continuações?! mas de qualquer forma, ótimo texto para uma ótima série. vem surpreendendo a cada episódio. falando nisso, hoje saiu a legenda do 6.. o terrorzinho na sexta à noite já está garantido.

  5. alineben

    Verdade Carlos! Errei a conta… hehehe. Arrumei lá. Obrigada pelo aviso :)

  6. Carlos Humberto Reis

    não quis soar chato, diga-se de passagem hehehe sou grande fã de seriados e estou virando um grande fã desta série mesmo.. fiquei feliz que já a 2a temporada já foi anunciada. agora é aguardar o desenrolar da história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account