Log In

Gastronomia

Dia do Hot Dog: o favorito de Harvey Specter

Pin it

No Brasil, hoje pode ser só um dia comum, mas, nos Estados Unidos, desde 1972, 23 de julho representa a celebração de um dos ícones da cozinha norte-americana: é o Dia Nacional do Hot Dog. Tradição popular do país, o hot dog (o nosso cachorro quente) serve de gancho para diversas cenas de situação da série Suits que, há cerca de um mês, estreou mais uma temporada (para nossa alegriiiaa!). Rápido e prático, encontrado a qualquer hora nos carrinhos das movimentadas ruas de Manhattan, o hot dog está entre os lanches favoritos de Harvey Specter (Gabriel Match), o melhor closer (fechador de acordos) da agência Pearson Hardman.

Suits1

Harvey Specter é a caricatura do advogado bem-sucedido e profissional que vive em um agitado cenário cosmopolita. Com autoconfiança inabalável, ar de galã e muito estilo bem embalados em ternos caríssimos, o pacote Specter ainda conta com muito carisma, inteligência e a educação de um gentleman. Direto, com respostas afiadas para toda situação, Harvey ainda tem um acervo de sacadas de clássicos do cinema, um dos traços que marcou o personagem ao longo da série.

Tanta perfeição somada a uma vida jurídica corrida não é possível sem algum pecadinho da gula. Apesar da boa forma, Harvey é bem comilão. Durante a série, pizzas, bagels e donuts são apenas algumas das pedidas diárias. Mas a saga de fast food começa mesmo com um dos favoritos de Harvey: o clássico hot dog. Já no episódio piloto da série, entre ávidas mordidas de um colorido lanche em meio ao preto e branco dos quarteirões financeiros de Nova Iorque, ele resolve os primeiros problemas de Mike (Patrick J. Adams), seu novo pupilo.

Suits2

 

Dia do Hot Dog – um pouquinho de história

Apesar de ter um dia especial há pouco mais de três décadas, o hot dog ganhou o coração dos Estados Unidos no século 19. A história do prato conta com uma série de contos e versões, mas é certo que o famoso lanche norte-americano tem um pé bem calçado na cultura germânica. Afinal, foi através dos imigrantes europeus que a salsicha, o elemento mais importante do hot dog, chegou à América.

As salsichas tradicionais de hot dog (frankfurter para os alemães e wiener para os austríacos) são conhecidas como “daschund”, um nome que faz referência aos cães “linguicinha”, que são provenientes da Alemanha. Apesar de as salsichas serem servidas com pão pelos germânicos, quando chegaram nos Estados Unidos, eram vendidas sem esse acompanhamento. O hot dog que conhecemos hoje, com o pão em formato de rolinho, é filho dos primeiros anos do século 20.

Suitshotdogvelho

Nas ruas de Nova Iorque, no início do século 20, os antigos carrinhos que deram origem à febre do hot dog. Fonte: NHDSC

Tradicional presença em diversos eventos esportivos, uma das lendas conta que o nome hot dog veio de um estádio. O cartunista Tad Dorgan, durante uma partida, observou os vendedores gritando “Elas estão bem quentes (red hot)! Pegue as suas salsichas daschund enquanto elas ainda estão bem quentes (red hot)!”. Sem saber como soletrar “daschund”, Dorgan escreveu hot dog em meio a um cartoon que fez sobre a cena. O desenho ficou tão famoso que logo o nome se espalhou e, desde então, alcunhou um dos lanches mais famosos do mundo.

A delícia sem receita

Suitshotdog

Clássico e old fashion: hot dog só na mostarda! Foto: Guilherme Moreira.

Bem prático, o hot dog não tem mistério. Basta um pão sovado bem gostoso, condimentos (mostarda, ketchup e maionese estão entre os mais tradicionais no mundo todo) e, claro, a salsicha. Já que não é um prato nada saudável, procure não piorar tanto e escolha uma boa salsicha. Além de ser melhor para a sua saúde, pode acreditar: uma salsicha de qualidade faz muita diferença em um hot dog! Originalmente produzidas com uma mistura de carnes bovina e suína, hoje encontram-se no mercado salsichas feitas com diversas partes de aves e muitos corantes, aromatizantes e estabilizantes, uma estratégia que barateia os custos da indústria, mas cria uma bomba para a nossa mesa. Por fim, se você quiser fazer uma receita temática, outros complementos bem tradicionais nos Estados Unidos são picles de pepino, queijo e chucrute.

E se você ficou curioso sobre essa história, saiba mais no site (em inglês) do National Hot Dog and Sausage Council, ou seja, o Conselho Nacional do Hot Dog e da Salsicha (é, os norte-americanos definitivamente são apaixonados por hot dog!).

Séries citadas:

formada em jornalismo, trabalha como revisora e, sempre que tem oportunidade, adora falar, escrever e estudar sobre comida. Nas horas vagas, também gosta de exercitar os talheres e os copos. Compartilha suas receitinhas caseiras no blog Panela de Pau. Saudosa irreparável de Friends e Barrados no Baile, atualmente acompanha Homeland, Suits e House of Cards.

Website: http://paneladepau.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account