Log In

Reviews

Dexter – Run

Pin it
Série: Dexter
Episódio: Run
Número do episódio: 7x04
Exibição dos EUA: 22/10/2012
99.5
4.9
2

A cada episódio que passa, nós temos mais certeza do quanto Dexter está ferrado. Imagino que ele terá que ser muito ninja pra conseguir se livrar de todo mundo e sair ileso dessa temporada.

Graças ao Louis cagueta, o chefão-mafioso-badass Sirko descobriu quem é o Dexter e que foi no barco dele que Viktor foi visto pela última vez. Não entendi se ele é pai do Viktor ou se os dois tinham um caso. (Essa cara de malvado pode esconder uma boneca russa! E o Viktor podia ser o boy magia do Sirko) Mas não posso afirmar nada, vamos aguardar mais esclarecimentos nos próximos episódios.

A máfia armou pro barman ficar com a culpa do assassinato do Mike Anderson, mas essa história não convenceu Batista. Acho meio tenso eles continuarem a cutucar os caras da Fox Hole, certeza que a polícia vai acabar descobrindo alguma treta dos caras da máfia e vão acabar interferindo na vingança de Sirko contra Dexter.

Estava sentindo falta de ficar tensa com os episódios de Dexter, mas pelo menos em Run consegui matar um pouquinho dessa vontade. No começo, estava achando o Speltzer meio sem graça, com cara de grandalhão babaca, mas neste quarto episódio ele conseguiu me fazer mudar de ideia. Dexter e Debra conseguiram perder o cara no último episódio de uma forma muito tosca e no fim das contas, a polícia conseguiu prender o cara denovo.

Dexter percebe que pegar Speltzer era importante para a irmã, então abre mão de matá-lo para que Deb fique satisfeita. Isso mostra que Dexter não é tão egoísta quanto pensamos. Mas como a justiça tem seus momentos falhos, o maluco é solto e Dexter vai atrás dele. Isso serviu para que Deb perceba novamente que nem sempre é possível confiar nas leis e um cara super perigoso pode vagar tranquilamente nas ruas.

Pensei que Deb estava aceitando Dexter como ele é, mas pelo jeito o processo de aceitação está acontecendo gradualmente. Gostei bastante da cena em que Debra está na banheira e acaba tendo o pesadelo com sangue e Dexter pedindo sua mão em casamento. Particularmente não curto essa ideia de Deb ser apaixonada pelo irmão, já que eles cresceram juntos e isso não tem nada a ver. Mas a banheira de sangue compensou a cena, fazia muito tempo que não me lembrava da Rita e Trinity.

E por falar em Rita, quem aparece no episódio? Harrison! Mas mal o garoto apareceu, já deram um sumiço nele. Acho muito fácil ser pai e serial killer ao mesmo tempo quando você tem uma babá 24 horas por dia, sete dias da semana e que leva seu filho pra passear na casa dos avós. Poderiam explorar mais a influencia de Dexter na criação de Harrison, os valores que ele passaria para o filho, a relação dos dois etc. Mas vamos deixar isso pra próxima.

Outra coisa que ainda não estou entendendo: o que vão fazer com essa Hanna McKay? Por enquanto ela só aparece um pouco, esbanja sua beleza pra lá e pra cá, mas nada de explicar a relação dela com Dexter. Fico aguardando essa moça me surpreender.

Gostei da cena do Speltzer indo no enterro da própria vítima para debochar da Debra. Acho que ela só vai entender mesmo o que o irmão faz, se sentir muito ódio pelos assassinos que estão impune. Quando ela confessa para Dexter que queria matar o Speltzer, parece que ela foi tão espontânea que nem percebe o que fala, só vai se tocar quando o irmão olha pra cara dela com cara de “viu? É disso que eu estou falando! Todo mundo quer ver alguém morto”.

Acho que Deb está sendo importante para conscientizar Dexter de que ele é parecido com as pessoas que ele caça. Comparar os brincos do Speltzer com as lâminas de sangue, fez Dexter cair na real e se livrar dos seus troféus. (Pelo menos agora fica mais difícil de terem provas que ele é o Bay Harbor Butcher). Deb olhando a fumaça saindo da chaminé do crematório e sabendo que está segura, me fez acreditar que ela está a um passo de aceitar o Dark Passanger. Dexter finalmente terá um cúmplice confiável!

Séries citadas:

3 Comments

  1. Ubirajara Júnior Do Carmo

    Sou o obrigado a admitir: esse episódio me deixou eufórico pra caramba. Curti tudo, tudo mesmo. E finalmente alguém pra jogar na cara do Dexter que a Rita foi morta e a culpa foi dele. Nem fiquei com dó, ele mereceu.

  2. Rafael Ruiz

    Eu gostei bastante deste episódio de Dexter.

    Eu concordo contigo. Acho que deveriam explorar mais a questão da criação do Harisson e a influencia de Dexter na vida dele. Além disso, a Astor e o Cody terem simplesmente desaparecido da vida dele é bem estranho!

    Fora isso, eu achei o episódio muito bom e cena da banheira me fez lembrar a magnifica quarta temporada com o Trinity.

    Em relação a Hanna – maravilhosa, diga-se de passagem – eu acho que ela será o par romântico dele. No episódio ela disse que sentia falta e mimimi…

    PS: Ri muito com o boneca russa e boy magia. Mas, apesar de não ter falado, eu parti do principio que era filho, porém, analisando melhor o episódio e o local da foto, sem contar que em momento algum tratam a morte do Viktor de forma mais pessoal e sim como um membro da máfia, eu acho que o Viktor era o boy magia do Sirko.

  3. Pingback: Destaques na TV – Sábado, 16/2 e Domingo, 17/2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account