Log In

Reviews Spoilers

Dexter – First Blood

Pin it

Dexter -  First Blood
Série: Dexter
Episódios: First Blood
Temporada:
Número do Episódio: 5×05
Data de Exibição nos EUA: 24/10/2010

First Blood. Nome mais do que adequado para esse episódio, que traz um novo fôlego para a temporada. E este fôlego me parece suficiente para resistir até a season finale, já que nos trouxe novidades nas subtramas que podem render um desfecho interessante para diversos personagens.

Debra a Manzon (cada vez mais me convencendo que fará parte da equipe de detetives da Miami Metro) continuam seguindo as pistas sobre os casos da Santa Murte. Embora isso não seja nenhuma novidade, foi bom ver Dexter Morgan oficialmente de volta a equipe de investigadores dando seu palpite detalhado sobre uma cena do crime. No caso em questão, ninguém melhor do que ele para reconhecer os primeiros passos de um serial killer.

A relação entre Batista e LaGuerta vai se complicando. O detetive Cubano é levado a crer que sua esposa mantêm um caso extraconjugal com McCourt (da corregedoria) e acaba estragando uma investigação sobre traidores dentro do departamento. Também pudera; a competência com que os roteiristas e diretor trabalharam nos fez realmente acreditar que isso estava acontecendo e que Maria LaGuerta sofria algum tipo de chantagem para livrar o marido de uma investigação formal. Muito bem sacado.

Quinn parece ter finalmente conseguido a atenção de Debra e agora eles vivem algo parecido com um relacionamento. Mas isso não o impede de continuar suas investigações particulares contra o irmão de sua ‘amiga colorida’. E para deixar as coisas mais tensas, ele procura a ajuda do homem que estava sob a investigação de LaGuerta e McCourt, interpretado por um novo convidado especial que tenho certeza que irá agregrar e muito ao já excelente elenco: Peter Weller. Se o nome não lhe traz nenhuma lembrança, talvez você o conheça pela série de filmes Robocop, em que foi o protagonista. Uma boa novidade.

Enquanto tudo isso acontece, Dexter tenta convencer Lumen que o melhor caminho para seguir com sua vida é voltando para casa. Entretanto, a obsessão da garota em se vingar dos homens que a abusaram sexualmente a faz seguir a pista de um suspeito que dividiu cela com Boyd anos antes. Para sua sorte, Morgan antecipa seus passos a impede de matar um ‘inocente’ (ou pelo menos alguém que não teve nada a ver com o que Boyd lhe fez) e consequentemente ser uma candidata em potencial para mesa do nosso anti-herói.

Dexter -  First Blood
E o que falar do Masuka nesse episódio? Hilária a cena onde ele mostra sua tatuagem e temos uma noção de seu enorme bom gosto para roupas íntimas. Uma cueca de oncinha? Por essa eu realmente não esperava. Também foi divertido rever a policial que cuida dos arquivos da Miami Metro. Se me lembro bem, sua última aparição foi na terceira temporada, quando Debra a procura para obter informações sobre as informantes de seu pai.

Em suma, o melhor episódio da temporada. Depois de assistir aos vídeos promocionais de First Blood confesso que fiquei com receio de que a personagem de Julia Stiles fosse desperdiçada tornando-se uma espécie de Miguel Prado. Me agrada também a postura dos roteiristas em desvinculares a investigação de Quinn de seu personagem propriamente dito. Até então me soava muito Sargento Doakes. Vale citar ainda a preocupação de Dexter em que seu filho não venha se tornar como ele em sua juventude. Realmente espero que isso não aconteça e acho que seria muito mais interessante vermos alguma espécie de comportamento suspeito vindo de Cody. Aliás, será que os filhos de Rita voltam à série? Eu particularmente gostaria que eles voltassem, mas não tenho muita esperança de que isso vá acontecer. No mais, as expectativas começam a melhorar e é bem possível que tenhamos novamente um final surpreendente. É esperar para ver.

Séries citadas:

Estudante e aspirante a crítico nas horas vagas. Começou assistir seriados enquanto zapeava os canais e deparou-se com Arquivo X. Tem preferência por séries de sci fi, mas tem começado a cultuar uma paixão por dramas. Atualmente sua série favorita é Dexter. Fala sobre cinema em seu blog Destino Poltrona.

Website: http://www.destinopoltrona.com.br/

10 Comments

  1. MicaRM

    Vixe…não deveria ter lido o review antes de assistir o episódio, hehe
    Mas também espero que os filhos da Rita voltem a aparecer. Eu gostava dos dois por perto do Dexter.

    Não suporto Angel e LaGuerta. Acho que esse romance dos dois acabou com os dois personagens.

  2. Pingback: Tweets that mention Dexter – First Blood -- Topsy.com

  3. Rafael Pires

    Acho que o grande problema é que depois da primeira temporada não havia mais o que fazer com os dois… E começaram a inventar histórias sem pé nem cabeça. A LaGuerta até desenvolveu alguma história, mas o Batista coitado… Pensei até que um dos dois fosse morrer na investigação do caso Trinity… Mas vamos ver, talvez agora os roteiristas consigam encaixar algo legal para os dois… vamos ver…

  4. Anônimo

    Eu to achando morno demais até agora, na temporada passada já estavamos aflitos no quinto episódio. Claro que John Lithgow e seu Trinity são incomparáveis, mas ta na hora de por o pé no acelerador.

  5. MicaRM

    Eu não estava. Só engatei na temporada passada a partir da metade. Até lá estava na maior monotonia, postergando sempre para assistir os episódios.
    Eu estou gostando bastante desta temporada, embora os outros personagens que não o Dexter, estejam chatinhos.

  6. MicaRM

    Eu sequer entendi porque eles separaram o Angel daquela outra policial e o uniram à LaGuerta. Ficaram insuportáveis juntos, e antes eu gostava do Batista. Por mim ele poderia continuar sendo um policial competente e só. Eu lembro que foram eles que me deram sono na temporada passada.

  7. Rafael Pires

    é, realmente essa temporada esta demorando para embalar, mas acredito que daqui para frente tudo começe a acontecer de maneira mais intensa, até pq nao dá p ser diferente. muita coisa envolvida. mas Dexter é sempre assim, leva um tempo p/ engatar. comecei a ficar otimista

  8. Rafael Pires

    Concordo que estava bem mais interessante com a outra. Mas acho que foi justamente por nao ter muito oq fazer com eles que acabaram os unindo. Mas vc está certo, na temporada passada dava sono mesmo. Eles até que estão tentando fazer algo para movimenta-los, mas acho q seria interessante dar um sumiço na LaGuerta, colocar o Batista p/ assumir a delegacia e vambora. Até pq o Zayas é muito mais ator que a Vélez

  9. Juliana

    Parabéns Rafael, suas reviews estão excelentes.
    Gostei bastante deste episódio, apesar do núcleo fraco formado por Angel&Laguerta desperdiçarem tempo precioso na série, mas enfim. Dexter e sua futura pupila (será?) ainda vão dar muito o q falar, não sei pq mas acredito que no futuro os roteiristas tentem alguma aproximação amorosa entre os dois. Só espero que essa relação complicada entre eles se intensifique e fique ainda mais interessante.
    Não sei até que ponto o retorno de Astor e Cody beneficiaria a série neste momento, pq ver o Dex perdendo tempo com as crises de adolescente da Astor não é algo que me deixe muito contente. Até o momento a dinâmica entre ele e o Harrison está mais do que suficiente, toda esta expectativa em torno da criança ser um futuro serial killer com certeza é uma das grandes jogadas dessa temporada.

  10. Rafael Pires

    Juliana,

    Obrigado =)

    Eu nem sei muito oq esperar do Dexter/Lumen, sinceramente nem arrisco nenhuma opinião… Vamos ver se conseguimos ser surpreendidos. Acho que uma relação amorosa ñ cairia muito bem nesse momento, mas vamos ver né… Como costumo dizer, jamais substimo os roteiristas de Dexter.

    Acho que vc está certa sobre o Astor e Cody… principalmente sobre a Astor (hehe), mas ainda sim seria legal ver o Dexter não sabendo como lidar com isso, desde que ñ ficasse cansativo.

    Enquanto isso, na ansiedade pelo próximo episódio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account