Log In

Reviews

Dexter – Every Silver Lining

Pin it
Série: Dexter
Episódio: Every Silver Lining
Número do episódio: 8x02
Exibição nos EUA: 07/07/2013

Estamos começando bem a temporada! O segundo episódio foi tão bom quanto o primeiro: sem enrolação, várias respostas e dicas para os acontecimentos quem vem por aí.

Então, durante todo esse tempo, nós que achávamos que o Harry estava moldando Dexter para ser um assassino que “limpa” a sociedade, na verdade estava apenas sendo orientado por uma psiquiatra pouco ortodoxa. Descobrir que não existe o Código de Harry e sim o Código de Evelyn me fez pensar que o pequeno Dexter mais parecia um Frankenstein na mão de um pai desesperado e uma psiquiatra meio maluca. Nesse momento, a importância do Harry foi um tanto diminuída e Vogel ganhou mais créditos com os fãs da série, já que ela é a responsável por quem Dexter se tornou hoje.

Treinar um assassino ao invés de entrega-lo a polícia ou alguma instituição mental não faz dela menos maluca que seus pacientes, mas pelo menos torna tudo um pouco mais interessante (psiquiatras, não façam isso em casa!). Achei interessante darem uma posição materna para Vogel, já que o espaço desta figura na vida de Dexter sempre ficou vazio. A mãe verdadeira só trouxe lembranças de um container ensanguentado e Doris foi tão irrelevante que podemos contar nos dedos da mão quantas vezes ela foi citada nestes oito anos de série.

Voguel quer assumir um papel de mãe, mas com toda a sua expertise em psicopatas, não conseguimos ficar inteiramente confiantes com ela, já que ela parece ser manipuladora e misteriosa.

Um ponto que me deixa intrigada (mas acho que será abordado nos próximos episódios) é que normalmente os psicopatas não tem sentimentos afetivos por outras pessoas. Normalmente são muito frios e por isso, conseguem matar todas as vítimas tão bem. Mas Dexter se importa com as pessoas que ele ama, neste episódio ficou bem claro que ele se preocupa tanto com Deb que vai atrás dela mesmo sabendo que a irmã não quer vê-lo nem pintado de ouro. Talvez esse seja o “defeito” de Dexter.

Achei bonitinha as cenas em que a Voguel chama o Dexter de dádiva, ser humano alfa, de perfeito. Mas mesmo assim não estou completamente convencida que ela realmente “ame” o Dexter. Isso pode ser apenas uma puxação de saco pra que ele goste dela e seja manipulado mais facilmente.

Já Dexter e Deb continuam naquela tensão e ninguém se entende. A morte da Laguerta foi um marco muito grande na vida de Deb, ela nunca mais conseguirá voltar a ser quem ela era antes. Dexter fez um estrago muito grande em sua vida e eu tenho medo onde tudo isso vai chegar. Deb é muito fraca para lidar com uma situação dessas, daí fica se envolvendo com criminosos, usando dorgas e chapando o coco sem parar. Acho que nem Dexter é capaz de ajuda-la, ela deve se recuperar sozinha.

Talvez Evelyn seja útil na relação de Deb e Dexter. Por ela estar de fora de toda a situação, ela possa dar uns conselhos mais sóbrios e ajudar Dexter a lidar com a crise da irmã. E por falar em Deb, por favor, não me diga que ela e Quinn podem voltar! Não vou com a cara deste sujeito desde que eles terminaram o noivado. Ele simplesmente se tornou um apêndice na série, mas ficou tão sem graça que não tem jeito dele voltar a ser par romântico com a Deb. Deixe ele com a Jaime e ponto final.

E em relação ao assassino “neurologista”, podem fazer o mistério que for, esta temporada é sobre Dexter, qualquer serial killer colocado na trama será ofuscado pelo protagonista. Sem Ice Truck Killer e sem Trinity, esta temporada é sobre um assassino em série: Dexter Morgan.

Michael Hall foi muito bem como diretor deste episódio! Gostei dos movimentos de câmera, das cenas clássicas em slow motion com a musiquinha de fundo e ele narrando seus sentimentos. Deve ter sido complicado dirigir um episódio no qual você mesmo é o protagonista principal.

Só pela promo do próximo episódio, mal posso contar os dias pra domingo que vem!

Séries citadas:

2 Comments

  1. LunaB

    A temporada está excelente. Já estou sofrendo por ser a final.
    E concordo, a temporada é sobre Dexter Morgan – é o fecho (esperemos que com chave de ouro) na história dele.

  2. Pingback: Destaques na TV – domingo, 27/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account