Log In

Notícias

‘Dexter’ – Balanço de Temporada

Pin it

Acompanho Dexter há algum tempo, mas confesso que a série nunca deixou de me surpreender. Com esta sétima temporada não foi diferente e mesmo com tantos problemas acontecendo simultaneamente na vida de Dexter, o episódio final conseguiu conquistar a minha curiosidade e ficar torcendo para que a próxima temporada chegue logo. Nesta temporada tínhamos Debra, Laguerta, Sirko, Louis e Hanna como problemas na vida de Dexter. No primeiro episódio, ficamos pensando que não tinha como tudo dar certo. E realmente não deu.

O que me animou de cara foi a morte de Louis. Ele era muito chato e sem emoção para um antagonista de peso. Quem se acostumou com Trinity, não engole Louis tão fácil assim. Depois foi Sirko que conquistou meu coração e ganhou um lugar no pódio dos melhores vilões de Dexter. Ele era divo, cheio de classe e mesmo querendo picotar Dexter, não perdeu a postura e tinha toda aquela elegância nos diálogos. Confesso que sofri muito com a morte de Sirko, fiquei torcendo pra que ele sobrevivesse e se tornasse amigo de Dex. Mas não foi dessa vez.

Já Laguerta se empenhou em tentar limpar o nome de Doakes e incriminar Dexter pelos assassinatos do Bay Harbor Butcher. Não foi muito difícil ligar os pontos e perceber a negligência do departamento na época da investigação e Dexter se envolveu em algumas situações sem explicações. Só fiquei com medo que o Doakes estivesse vivo e aparecesse no último episódio. Mas meu medo não era porque ele poderia incriminar Dexter e sim, porque isso seria muito inexplicável e sem noção e eu iria acabar me decepcionando com o roteiro. Mas ainda bem que Doakes só apareceu em um flashback e a Laguerta acabou sendo morta por Deb.

Achei que essa cena foi uma das melhores da temporada toda. Debra tendo que decidir entre matar o irmão e “fazer o certo” ou matar Laguerta, que era inocente, mas sabia demais e iria acabar colocando ela e Dexter na prisão. Acho que foi aí, nessa cena, que tivemos certeza de que lado Deb está. Não importa mais o que é certo ou errado, ela está no time do Dark Passanger e não tem mais volta. Com todas as situações da temporada, ela mesma percebeu que aceitar o irmão do jeito que ele é, de alguma maneira, é errado. Mas seu afeto por ele faz com que ela passe por cima de tudo em que acreditou ser certo, apenas para poder protegê-lo.

Achei muito legal o diálogo entre Deb e Hannah no dia do julgamento quando Hannah diz que Debra é hipócrita porque aceita que Dexter mate pessoas, e como as mortes são “convenientes”, não tem problema. Ela estava certa e Deb sabia muito bem disso.

E por falar em hipocrisia, achei muito hipócrita Dexter matar o pai de Hannah e julgar a moça por ter tentado matar sua irmã. Então só ele pode matar a família dela? Mesmo o pai da moça sendo um babaca, ele não tinha o direito, Hannah teria que decidir o destino do pai.

Fiquei chateada por Hannah ter sido presa e mais chateada ainda por ter sido Dexter o responsável. Para falar a verdade, eu estava torcendo para que não fosse ela quem tivesse tentado matar Deb. E mesmo depois que foi provado, queria que ela tivesse fugido e não sido presa. Me apeguei a personagem com o tempo :( Muito triste a cena em que ela fala que preferia ter sido morta na mesa a ter sido entregue para a polícia. Dexter, mancada. Pelo menos ela conseguiu fugir e ter colocado o vaso de flor na porta do apartamento do Dexter nos mostrou que ela ainda gosta dele, mesmo depois de tudo. Seria uma pena ter que desperdiçar o “primeiro amor” de Dexter! Ainda mais Hannah, a única pessoa que o entende e o aceita sem ter que tomar uma porrada de calmantes. Tenho esperanças que ela retorne na oitava temporada! Seria tenso, mas muito interessante.

A temporada foi muito conturbada, com vários problemas na vida de Dexter, mas mesmo assim acho que o final foi positivo e sensato. Gostaria muito que explorassem mais a relação de Dexter com Harrison na próxima temporada. É muito triste ver que esse menino serve só de enfeite na série! Dão uns perdidos que a gente até esquece que Dex tem um filho. Deixá-lo sempre com Jamie está ficando muito forçado, já que ela não é mãe do menino e sim só uma babá.

Muito angustiante saber que só veremos Dexter ano que vem. A história chegou em um ponto que todos esperávamos: Deb tem que ser cúmplice de Dexter. Ao que tudo indica, ela repensou seus valores e ficará do lado do irmão, mas a dúvida que fica é até quando ela irá aguentar conviver nesta situação. Chega logo setembro do ano que vem!

Séries citadas:

1 Comment

  1. Rafael Ruiz

    Eu gostei muito desta temporada de Dexter. E tenho o mesmo sentimento, apesar de assistir a série desde sua estréia, eu ainda me surpreendo com Dexter.

    Gostei do season finale. Acho que na próxima temporada iremos ver uma transformação na Debra, tendo em vista que ela matou a Laguerta que era inocente. E se ela mal conseguia agüentar o Dark Passenger do Dexter, eu fico imaginando como ela irá reagir com uma morte em suas mãos.

    Eu acredito que a Hannah voltara para a oitava temporada para dar seguimento no plot desta temporada.

    E concordo contigo, eu acho que deveriam dar um enfoque maior na relação entre o Dexter e Harrison. Não quero ter que ligar para o serviço social. Sem duvidas ele é a criança mais renegada da TV. E sem duvidas o Sirko foi um dos vilões mais empolgantes de toda a série.

    E depois do Trinity, realmente fica muito difícil engolir um Louis.

    Excelente temporada e acho que morrerei de ansiedade até setembro de 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account