Log In

TV Brasil

Destaques do dia: Quinta-feira, 16/11/2006

Pin it
John Stamos

Novo galã em ER: O elenco de ER ganhará um reforço esta noite. No episódio Graduation Day, o ator John Stamos (Três é Demais) retorna no papel do paramédico e estudante de medicina Tony Gates, e desta vez chega para ficar na série. O episódio, dirigido pela atriz Joanna Kerns (Growing Pains), conta ainda com nova participação de Sally Field. No programa, Luka (Goran Visnjic) e Abby (Maura Tierney) precisam tomar decisões sobre a saúde do nenê, os problemas causados por Clemente ainda repercutem no hospital e Sam (Linda Cardellini) está de volta após o seqüestro. Warner, 22h.

Termina nono ano de Stargate SG-1: A nona temporada de Stargate SG-1 termina esta noite na Fox, com a exibição do episódio Camelot. A temporada encerra com a equipe da SG-1 descobrindo um sistema de armas dos Antigos em uma vila alienígena chamada Camelot e mostra ainda a descoberta do Supergate, um portal gigantesco que pode permitir aos Oris atacar nossa galáxia. Os fãs devem ser preparar: esta será umas das season finales mais emocionantes dos nove anos da série. Na Fox, às 21h.

Kiefer Sutherland e Jenna Fischer no Late Show: A edição desta quinta-feira do talk show Late Show with David Letterman conta com a presença de duas queridas estrelas da televisão, Kiefer Sutherland e Jenna Fischer. Sutherland, vencedor do Emmy por 24 Horas, fala sobre o documentário I Trust You to Kill Me, que mostra outra faceta sua: seu trabalho como empresário da banda Rocco DeLuca and the Burden (que também se apresenta no programa). Já Jenna Fischer fala sobre a terceira temporada de The Office. No GNT, às 21h.

Outros Destaques:
Weeds: episódio A planta (A.K.A. The Plant). A música tema da série é interpretada esta semana pelas McGarrigle Sisters. GNT, 23h45
CSI: episódio Built to Kill – parte 2, com participações de Danny Bonaduce (A Família Dó-Ré-Mi), Monica Keena (Dawson´s Creek) e Kay Panabaker (Summerland). Sony, 22h
Teachers: episódio 7 da segunda temporada. Fox Life, 21h
‘Til Death: episódio Sex For Furniture. Sony, 20h30
Gilmore Girls: episódio That’s What You Get, Folks, For Makin’ Whoopee. Warner, 20h

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

17 Comments

  1. Thiago Sampaio

    Como um cara que fez uma série tão besta como ‘Três É Demais’ consegue tanta atenção? Algun fãs de ER não são de se dar bem logo de cara com um novo personagem: não gostei desse não.

    E o q aconteceu com CSI? Não me lembro de tanto episódio com participações especiais. Concorrência é dose, né? Culpa de Grey’s =p

  2. Cristiano Vieira

    Falando em ER eu comprei a 4ª temporada.

    Puta que o pariu. O episódio de abertura é aquele ao vivo!!!!!
    Quem tem culhão e elenco para fazer isso????

    MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA DA HISTÓRIA DA TV ABERTA AMERICANA MESMO. Tá louco!

  3. Cristiano Vieira

    Bahhh! Essa eu não sabia Juliano.

    Mas é aquilo né?
    The West Wing.
    O melhor grupo de elenco de todos tempos junto com ER das antigas.

  4. Cristiano Vieira

    E o mais anormal disso tudo é que foi feito 2 vezes seguidas segundo os extras do DVD.

    Eles entraram ao vivo para Costa Leste e depois repetiram 2 horas depois ao vivo para Costa Oeste na NBC. Todo mundo no auge! Steven Spielberg acompanhando ali nos sets, Mark, Carter, Benton, Carol, Ross….não dá pra descrever esses “galacticos” da TV.

  5. Thiago Sampaio

    Juliano, eu concordo q TWW e W&G fizeram bons trabalhos ao vivo, mas… vc viu o episódio de ER?

    EM TWW era apenas um palco com dois atores. Em W&G foi bastante teatral. No de ER… cara, foi como um episódio “comum”. Todo mundo falando aqueles jargões, longas cenas… teve até “briga”. E bem feita. A cena de Carter perdendo paciente, Morgastern tendo um ataque…

    E a Warner não passa isso, né Cristiano?

  6. Juliano Cavalca

    Nunca vi ER (só na Globo, mas eu tinha uns 7 anos, não conta).

    Acabei de ver que foi o Schlamme que dirigiu esse episódio. Então tá tudo explicado. :)

  7. Cristiano Vieira

    Eu acho que a Warner não reprisa mais da 8ª temporada para baixo para vender DVD´s. Só pode. Eu não vejo outra explicação.

    E concordo com o Thiago, aquele episódio ao vivo de ER foi um episódio “normal” com câmeras em todos os lados sem aparecer os cabos ou furos de cenários. Tem planos sequencias sem corte kilométricos, onde a câmera segue um ator em diálogo e já entra numa sala com outros em diálogo. Deveras impressionante!

    Eu via ER na Globo também. Na era do “depois” do Fantástico e depois nas noites de quinta em horário nobre da Globo. Acho que a Globo foi até a 4ª temporada se não me engano. Ainda me lembro da Maria Belo (Drª Della Mico)na globo ainda.

    Depois foi a era Sony.

  8. Miguel

    ER, The West Wing e Will & Grace. Notaram algo? Todos eram, e no caso de ER, ainda é, exibidos pela NBC. Acho que é a única emissora que se arriscou nesses episódios especiais. Também já fizeram crossover entre Friends e Mad About You (aliás, se eu não me engano, essa foi outra série que teve um episódio ao vivo), e entre Las Vegas e Crossing Jordan.

  9. Leonardo

    “Ambush” foi um dos melhores episódios na história de ER. Com uma premissa bastante interessante, elenco afiadíssimo e crew mais do que organizado, foi uma verdadeira façanha o que o pessoal da NBC fez.
    Curiosidade: Tem uma cena, no dvd, em que a Jeanie Boulet (Gloria Ruben) erra a fala e pede pra repetir. Muito hilária essa cena.

    Quanto ao John Stamos, eu também não to gostando desse estardalhaço que estão fazendo a volta dele. E o personagem dele é como um Ray Barnett mais velho…

  10. Juliano Cavalca

    A emissora é a mesma, mas as produtoras são diferentes. WW e ER são da Warner e WG não. Até onde eu sei, o controle criativo cabe à produtora…

  11. Miguel

    Juliano, a sugestão de um episódio ser feito ao vivo pode até partir dos produtores, mesmo que eu duvide disso, mas a decisão de ir ao ar só pode ser da emissora. O controle criativo eu suponho que seja dividido, sendo que, obviamente, quanto mais bem sucedida for uma série, menor será a interferência da emissora.

    E esses episódios especiais são feitos para atrair mais audiência, geralmente são exibidos durante os meses de novembro, fevereiro e maio, justamente quando são feitas as medições de audiência geral, o que eles chamam de sweeps. Por isso acho que faz mais sentido que parta da NBC, única conhecida por encomendar episódios ao vivo, a intenção de fazer esse tipo de episódio.

  12. Thomás

    Will & Grace ao vivo foi um show de Eric McCormack e Megan Mullaly (malhor atriz coadjuvante no Emmy 2006 e na minha opinião). Já a Debra Messing e o Sean Heyes não seguraram o riso algumas vezes.

    E sobre as reprises, é uma questão contratual. Algumas séries não podem ter algumas temporadas reprisadas. A Warner esclarece isso em seu novo site (www.wbla.com) no FAQ.

  13. Gislene

    GOSTARIA DE RECEBER INFORMACOES SOBRE O ER PORUQE É O MEU PROGRAMA PREDILETO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account