Log In

TV Brasil

Destaques do dia: Quinta-feira, 15/3/2007

Pin it

House está de volta: A esperadíssima terceira temporada de House estréia esta noite no Brasil. O seriado retorna com o episódio Significado (Meaning), que vai mostrar o que mudou em House (Hugh Laurie) após os acontecimentos da temporada passada, quando recebeu dois tiros. O episódio mostra ainda o médico e sua equipe trabalhando em dois casos: um homem de cadeira de rodas que tentou suicídio e uma mulher que ficou com paralisia após uma sessão de ioga. Carter Jenkins (Surface) participa. No Universal, às 23h.

Cena de Masquerade

Liza Minnelli visita Criminal Intent: Não é todo dia que o drama Law & Order: Criminal Intent recebe um convidada de tanto renome – Liza Minelli, vencedora de um Oscar por Cabaret faz uma participação especial no episódio Masquerade. No programa, Goren (Vincent D’Onofrio) e Eames (Kathryn Erbe) vão até o Vietnam para buscar um homem que acaba de confessar o assassinato de uma criança cometido há 10 anos, mas durante a viagem descobrem furos em sua história. O caso é inspirado no assassinato da criança JonBenét Ramsey, que só recentemente foi solucionado. AXN, 21h.

Jornada dupla em American Idol: Depois do show dos 12 homens, chegou a vez das 12 mulheres semi-finalistas mostrarem sua voz no American Idol. Assim como o programa de ontem, este episódio será especial, com duas horas de duração. Na Sony, mais cedo, às 20h.

Outros Destaques:
Shark: episódio Fashion Police, com participações de Diedrich Bader (The Drew Carey Show) e Ion Overman (Love, Inc.). Fox, 22h
ER: episódio Murmurs of the Heart, com novas participações de Paula Malcomson (Deadwood) e de Forest Whitaker (The Shield). Warner, 22h
CSI: episódio Redrum. Sony, 22h
Entourage: episódio Dominated. HBO Plus, 21h30
The O.C.: episódio The Groundhog Day, com novas participações de Chris Pratt (Everwood) e Kevin Sorbo (Andromeda). Warner, 21h
The Cooks: episódio The Gingerbread Man. Fox Life, 21h
Gilmore Girls: episódio I’d Rather Be In Philadelphia. Warner, 20h
CSI:NY: episódio Open and Shut, com participação de Hal Ozsan (Dawson´s Creek). AXN, 20h
Starveillance: episódio 6. Final de temporada. E!, 20h30
Condenação: episódio Separação (Breakup). A&E, 20h
Outras Vidas: episódio Your Hand in Mine. People+Arts, 13h

Aviso: Excepcionalmente nesta quinta-feira a Sony não exibe Ghost Whisperer:.

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

14 Comments

  1. Edu

    Finalmente, ele está de volta!

    Uma das séries mais inteligente dos últimos tempos. O engraçado é que, ao invés de odiá-lo pelo comportamento ranzinza, anti-ético e muitas vezes grosseiros…nós acabamos gostando cada vez mais!
    Isso é House!!!

  2. Maurício

    Talvez essa predileção que as pessoas têm por personagens como House advenha do fato dele falar e expressar opiniões e atitudes que muitos gostariam de tomar mas não o fazem em razão de seus princípios (ética, educação, etc).

    Porém continuo achando muito mais difícil o outro lado. É fácil ser mal educado, ranzinza e impaciente com as pessoas. O difícil é tratar os outros com respeito e consideração. Tratar como a gente gosta de ser tratado. Acho essa série um mal exemplo sob esse aspecto. Quem já foi mal tratado num hospital sabe o que estou falando.

    Porém reconheço que a série possui seus méritos. E para quem gosta! Bom Proveito!

  3. Maurício

    Também acho que ER com o Whitaker merecia um destaque maior. Mas não dá para esperar muita sensibilidade de um canal que estraga as surpresas do que vai acontecer nas séries nas cenas dos próximos capítulos. Como quando entregou a morte de Jonathan em Smallville.

  4. Rubens

    O fato é que House á mal-educado, mas é COMPETENTE. E’ um genio. E voce acaba admirando-o por causa disso.

    Antes um mal-educado extremamente competente — muito acima da média –, que um educadinho incompetente.

  5. Cristiano (Highlander_Master)

    Hj é o episódio final de coupling…

    Como assim inédito na warner? Não tava tudo sendo reprise? Que coisa…

    Como faço pra dividir a tela em 3? Pq hj as 22:00 tem C.S.I, Shark e E.R.!! Só dividindo em 3 mesmo… hehe

  6. Fer Funchal

    mauricio, o house trata os pacientes com respeito e consideração, sim. ele respeita as pessoas como se elas fossem adultas, e não as infantiliza como a maior parte das pessoas faz com as outras hoje em dia, e por isso as pessoas no início não entendem. e ele move céus e montanhas para ajudar cada um dos pacientes que ele já teve até hoje, mas como ele não depende da aprovação externa para se sentir validado como pessoa, ele não faz nenhuma cena a respeito.

    meu pai era muito parecido com o house. ele tbm era da área da saúde (dentista), trabalhou a vida inteira em posto de saúde pública, e no início os pacientes não entendiam muito bem a dele tbm. mas com o tempo, a maioria só queria ser atentida por ele, exatamente porque ele não bancava o bonzinho com ninguém.

    não só em se tratando de médicos, mas com qualquer tipo de profissional, eu prefiro mil vezes ser atendida por um house do que por qqr outro tipo de pessoa.

  7. Cristiano (Highlander_Master)

    Simone, eu não tenho como gravar :(

    Na verdade eu assisto C.S.I hj, e vejo Shark as 15:00 no domingo e E.R. as 16:00 também no domingo. Aliás o meu domingo ta ficando cheio… Quem diria…

  8. Maurício

    Eu só acho que o respeito e a educação fazem parte do tratamento.

    Um médico, um advogado, seja qual for o profissional deve saber tratar as pessoas com respeito e consideração.

    Quem não gosta de ser bem tratado? de ser bem recebido?

    Não é a puxação de saco que estou dizendo, que realmente incomoda. Nem tratar a pessoa com um bebê. Que também seria demais.

    As pessoas não vão aos médicos porque querem, muito pelo contrário. E já o vão num estado de fragilidade psicológica, tendo em vista que doenças as fragilizam. Se você for a um médico, ele além do serviço te der atenção, te tratar com respeito, te der palavras de alento. Nossa! Isso colaborará e muito no próprio tratamento, na medida em que o paciente se sentirá melhor.

    Eu repito: quem já foi mal tratado por médicos frios e mal educados em postos de saúde, sabe do que estou falando.

    Além disso: você pode ser muito bem competente e educado. Uma coisa não anula a outra. Inclusive acho um sinal de competência a pessoa além dos atributos técnicos saber tratar os outros.

  9. Anderson Vidoni

    House is back!!!!

    Sobre todo o resto, a Fer já falou e concordo.

    Já que estão reclamando dos destaques, pra mim só devia ter House ai :D

  10. Rô Floripa

    Não sou fã de House nem do House, mas acho que ele provoca quem merece ou precisa ser provocado. Os pacientes que mentem e os que se fazem de coitadinhos, a hipocrisia das regras do hospital e equipe que está para aprender e tem que ser muito exigidos. Acho até que ele tem um bom humor muito peculiar e não é uma pessoa má.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account