Log In

TV Brasil

Destaques do dia: Quarta-feira, 8/11/2006

Pin it
Smith

Smith chega ao Brasil, aos trancos e barrancos: A história é interessante (a vida de um sofisticado ladrão), o elenco é profissional (o premiado Ray Liotta e duas atrizes indicadas ao Oscar, Virginia Madsen e Shohreh Aghdashloo) e por trás das câmeras há um produtor de renome (John Wells, de ER e The West Wing). Motivos não faltam para assistir Smith e achá-la interessante. Mas eis que, mesmo com todos estes elementos, Smith acabou sendo o grande fracasso da temporada nos Estados Unidos, e terá vida curta, o que é uma ducha de água fria para qualquer telespectador. Ainda assim a série está estreando hoje na Warner Channel, que promete exibir todos os oito episódios produzidos do show. Na Warner, às 22h.

Terceiro ano de Blow Out na Sony: Não, o cabelereiro Jonathan Antin ainda não se aposentou! A Sony estréia esta noite a terceira temporada de seu reality show, Blow Out. No terceiro ano da série, as câmeras seguem Antin supervisionando seus salões de beleza, cuidando da linha de produtos de beleza que leva o seu nome e cuidando de seu filho recém-nascido. Na Sony, às 22h.

Reality show culinário na Sony: Sucesso do canal Bravo nos EUA, a Sony estréia esta noite no Brasil o reality show Top Chef, que vai mostrar o fascinante e competitivo mundo da alta culinária. O programa é uma competição onde 12 aspirantes à chefe de cozinha. Na Sony, às 21h.

Justice

Justice estréia no Brasil: Tem drama de tribunal novo estreando no Brasil. A Warner Channel exibe esta noite, às 21h, o piloto de Justice, série estrelada por Victor Garber (Alias) e assinada pelo onipresente produtor Jerry Bruckeimer (CSI). O seriado mostra o trabalho em uma poderosa firma de advogados criminalistas. No episódio piloto, os advogados defendem um famoso corretor de imóveis acusado de assassinar a esposa. Na Warner, às 21h.

Segundo ano de Wild Card no Fox Life: A segunda temporada do drama Wild Card estréia hoje à noite no país. A série estrelada por Joely Fisher retorna com o episódio A Felony for Melanie, onde uma velha amiga de Zoey (Fischer) é acusada de matar o marido. O programa mostra ainda Taylor (Vikki Krinsky) conseguindo um emprego como garçonete, onde começará a paquerar outro garçom que também trabalha lá. A nova temporada terá o reforço da atriz Loretta Devine (Boston Public, Grey’s Anatomy) e o episódio tem participação especial de Wendie Malick (Just Shoot Me). Fox Life, às 21h.

Gary Sinise no Letterman: o ator Gary Sinise é um dos entrevistados desta noite no Late Show with David Letterman. No programa, o ator fala sobre a terceira temporada da série CSI:NY. No GNT, às 21h.

The Nine

Apresentando The Nine: Até o fechamento deste texto, o drama The Nine liderava a enquete no TeleSéries das que tinham a estréia mais aguardada no Brasil, com um terço do total de votos. Pois o dia da estréia chegou. The Nine mostra a vida de um grupo de pessoas que tem um trauma em comum: foram feitas de refém em um mal-sucedido assalto à banco. O seriado produzido por Hank Steinberg (Without a Trace) tem como destaque o elenco, repleto de rostos conhecidos: Tim Daly (Wings, Eyes), Chi McBride (Killer Instinct), Scott Wolf (Everwood), John Billingsley (Enterprise), Camille Guaty (Prison Break) e Kim Raver (24 Horas), entre outros. Warner, 20h.

Scrubs nas quartas: A sitcom Scrubs está ganhando novo dia e horário de exibição na grade da Sony. A quinta temporada da série será reprisada nas noites de quarta-feira, às 20h. Excepcionalmente nesta quarta-feira, a série terá a exibição de dois episódios em seqüência.

Madonna se explica na Oprah: O GNT exibe esta noite, com exclusividade no Brasil, a entrevista da cantora Madonna no programa The Oprah Winfrey Show. No programa Madonna fala sobre a repercussão de sua tentativa de adoção do bebê africano David Banda. No GNT, às 20h.

Outros Destaques:
Psych: episódio Caça-Fantasma (Who Ya Gonna Call?). Universal, 23h
Street Time: episódio Even. FX, 22h
Living with Fran: episódio Learning with Fran, com participação de James Avery (The Fresh Prince of Bel-Air). Fox, 21h30

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

20 Comments

  1. Victor Hugo

    Outra noite bastante movimentada…devo conferir smith e principalmente The Nine além de Psych…..

  2. Kravis

    Finalmente a Quarta vai ficar bem ocupada. Mesmo em tempos de The OC, Bones e CSI Miami, ela ficava “meio” vazia. Agora vai complicar um pouco. E tudo por causa da Warner, que reestrurou-a totalmente e chega regaçando.

    É realmente uma pena que Smith tenha sido cancelada. Ótimos atores, excelente premissa audiência não boa, mas satisfatória e, não duvido, uma boa execucão dessa premissa. Realmente uma pena. Deve ser um baque e tanto na carreira de grandes astros como o Liotta quando, acostumados a se dar bem no cinema, se dã mal logo na TV, que lá geralmente servia como trampolim pra telona…

  3. Cristiano Vieira

    QUADRINHOS INVADEM A TV?
    Pois é. Eu não sei se isso é verdade ainda ou uma questão. Falo isso por causa de HEROES. Smallville não dá para colocar nessa leva, porque o Super-homen já está na TV desde o princípio dos tempos. Mas o que parecia só uma fase no cinema jé é um gênero bem sucedido no quesito entretenimento bom (Aranha, Xmen), classudo (A Estrada da Perdição), indie (Anti-herói americano) e perturbador e inteligente (V-de Vingança).

    Vamos ao ponto.

    SMALLVILLE ONTEM.
    Podem me destruir. Podem me excretar. Eu vejo Smallville. Sim. Um cara pode ver Sopranos, Big Love e ver Smallville. Só que é bom deixar uma boa carga de neurônios e críticas pra traz.
    É a série mais irregular de todos os tempos. Tem coisa tão ruim lá que é de largar mas tem um elenco redondo e cativante que funciona. Faz girar a máquina e o melhor, o mito Superman que é ótimo pra se trabalhar.
    Smallville tem um “mal” que seria um “bem” para LOST. Resolver as coisas rápidas de mais. Aí deixa furo. LOST enrrola e não explica nada e se complica.
    Mas no geral o episódio de ontem foi bom. Efeitos especiais saindo pelo ladrão. Uma sempre ótima Chloe e a logo do Superman aparece definitiva no cristal.

    O Clark agora parece meio deixado. Sozinho. E isso é a melhor coisa do personagem. Porque ele não é um de nós. Isso pode ficar legal.

    HEROES
    Vi 3 episódios até agora. Não sei de onde veio esse hype todo. Que coisa mais irregular e desmenbrada! E exclusivamente feita para fãs de quadrinhos! Alô pessoal que desconhece os “comics”! Fujam dessa!

    Sério. E

  4. Maurício

    Concordo em parte com o Cristiano. Acho que as situações sem resolvem rápido demais em Smallville. Acontecem coisas bombásticas, e tudo se resolve e volta tudo como era antes, e sempre tem alguém que esquece tudo que aconteceu. Acho a premissa de Smallville ótima. Abordar a juventude do herói, antes dele virar o heroi adulto que todos conhecem. Só acho que a série estagnou e o roteiristas estão viajando na maionese. Ou ela acaba ou deveria evoluir para outra coisa. Poderia se transformar em Metropolis ou sei lá. Não vejo função na existência de dois personagens: Lionel e Lana. Não creio, porém, que Heroes Seja só para fãs de quadrinhos. Como a audiência dela já comprovou. Incentivo todos a verem! E tirem suas próprias conclusões.

  5. Kravis

    Espero ue os comics estejam invadindo com toda essa força mesmo, Cristiano. Pq sou gigantesco fã de quadrinhos e seria muito bom ver a qualidade desse meio se alastrar também para a televisão.

    Claro que o episódio de ontem de Smallview foi bom, Cristiano! Começo, fim de temporada, e uns 2 ou 3 episódios pingos molhados entre eles sempre são! O problema são os outro 17 ou 18 episódios!

  6. sandra

    Sobre Smallville, as pessoas criticam porque é uma série irreal, mas gente o episódio de ontem foi demais, efeito especiais de primeira, e tem uma coisa: se quisesse assistir series que retratam a realidade assistiria novelas ou iria fofocar com a vizinha. Em filmes, séries, etc. quero viver a fantasia que não existe na vida real. Claro que assisto também series, digamos, mais reais, mas as de ficção são muito bem vindas.

  7. Miguel

    “E exclusivamente feita para fãs de quadrinhos! Alô pessoal que desconhece os “comics”! Fujam dessa!”

    Cristiano, eu não sou fã de quadrinhos e virei fã de Heroes, e aí?! Acho que essa sua afirmação não condiz com a realidade, afinal de contas, se a série fosse tão exclusivamente feita para os fãs de quadrinhos, como estaria obtendo tanto sucesso nos EUA?? Se você não gostou, beleza, mas eu não recomendo a ninguém fugir dessa.

    E sobre Smallville, sandra, não acho que as pessoas critiquem a mesma por ser “irreal” e sim porque ela é mal escrita, dirigida e porque tem um elenco muito fraco, a começar pelo Tom Welling. Eu não tenho o menor problema com séries que não se passam no mundo real, tenho um problema com séries que eu acho que são ruins, independente do mundo em que elas sejam retratadas.

    Lucas, boa sorte. Nenhuma das três é boa e, além de Smith já ter sido cancelada, as outras duas também não devem durar muito.

  8. Maurício

    Concordo plenamente com a Sandra! Acho fundamental assistir series de fantasia. Quem quer ver o mundo real, tem os telejornais todo dia. Não que a gente não tenha de se informar. Porém, na minha concepção a TV é entreterimento, e não vejo como dramas lacrimosos possam entreter.

  9. Cristiano Vieira

    HEROES

    Gente. Eu estou falando como fã de quadrinhos. É que HEROES tem uma pá de referencias para fãs do g~enero. Tá longe de ser original. É um amálgama de várias coisas. Didático demais. A galera começa a ter poderes e parece que não se dá conta disso, parece nos quadrinhos onde..”Ah! Mais um mutante!”, como se fosse normal.

    E seu pior erro. Querer seguir a linha de LOST. Ou seja, colocar uma pá de mistérios e chaves interligadas, só que muito mal editado, confuso e não estão nem aí pra explicar.

    Estou no 3. É cedo ainda. Mas…

    Outra coisa. Faz sucesso nos EUA porque os comics fazem parte da cultura pop deles como música, filmes fantásticos, etc. Na nossa não. Super-heróis no Brasil é pra criança e ponto final. Isso é uma @#$%¨&*, mas fazer oque. Isso é pra quem não leu Watchman ou The Authority.

    Acho que HEROES quer chegar lá mas não chega. Fica no meio do caminho.

  10. digo_haha

    hj eu vou ver the nine, simple life e smith. justice eu vejo se posso acompanhar depois e Top CHef também queria ver numa reprise: parece que é guilty pleasure Garantido.

  11. João da Silva

    Smallville é fraquinha demais. Mas, não é fraquinha por ser uma série de fantasia. Buffy também era série de fantasia, e era muito boa. Smallville é ruim porque os personagens são pessimamente desenvolvidos, e a história não se desenvolve de forma plausível. Por exemplo: a Lana Lang arrancar aquele bastão enfiado na mão dela foi de um absurdo imenso.

  12. João da Silva

    O episódio de Justice foi bom. E a Rebecca Mader, que interpreta a advogada da equipe (Alden Tuller) é muito bonita, e possui lindos olhos azuis.

  13. Victor Hugo

    Me decepicionei muito com The Nine…. o episodio foi fraco e quase nada aconteceu…. as chamadas da Warner entregaram o episodio todo…. daria 6… vou ver semana que vem se vai melhorar senão vou parar de Assistir…
    Justice me impressionou um ótimo episodio e Victor Garber da um show quando esta em cena… só o final que foi obvio… mas bom começo..
    Smith, achei meio fraquinha também…. mas Amy Smart esta muito hot chick……
    Obs: Smallville não é fraca como alguns insistem em dizer… os personagens são carismaticos e os produtores colocaram o seriado na linha na temporada passada depois da pessima quarta temporada….
    Amanhã tem ER…oba !!!! e só falta assistir The Class e Blade- the series pra ver se valem a pena…

  14. Tábata

    concordo com o victor tambem nao gostei do the nine,tomara que melhore,mas justice eu adorei achei muito bem feita essa tem que continuar assim que ta bom!!! agora Smith eu vi do meio pro fim entao eu nao sei direito como foi…beijos

  15. Maurício

    A respeito de Smallville….sou leitor de histórias em quadrinhos desde a infância. E confesso que parei de ver Smallville desde esse último episódio. Está ridiculo há muito tempo. A premissa da série é ótima, porém pessimamente desenvolvida. Tô fora!!!!

  16. Maurício

    É claro que o que o Cristiano falou é correto, histórias em quadrinhos de super herois fazem parte da cultura deles mais do que da nossa. Mas mesmo lá, nem todos as lê, e nem vem com bons olhos quem as lê, que muitas vezes são tratados como freaks, nerds, pessoas sem vida própria etc e tal. Veja os comentários de William Shatner. Porém, não precisa gostar de quadrinhos para apreciar filmes de ficção, fantasia e ação. Veja o filme do Homem Aranha. Ele era cheio de referências aos quadrinhos, que passam desapercebidas para os “leigos” porém não atrapalham em nada quem assiste o filme. Agrada iniciados e não iniciados. Além disso séries de fantasia e ação já passaram com sucesso na nossa TV aberta, como Buffy, Lois e Clark. Entre outras. Mas o caso de Heroes é na TV fechada, e acredito que dará certo. No tocante as outras opiniões a respeito da série, respeito, por se tratarem de impressões pessoais. Que o tempo diga quem está certo!

  17. Cristiano(Highlander_Master)

    Antes tarde do que nunca, deixa eu comentar aqui.

    Smallville foi muito bom, mas é como o Kravis falou, tem mas episodios ruins do que bons, e é aí é que mata, se o cara quiser ver os 3 primeiros episodios da temporada e os 4 ultimos, vai achar que Smallville é a melhor série do mundo!! Com excessão da 4 temporada, que mas da metade da temporada foi excelente.

    Vcs pegam leve com a warner, e pesadissimo com a sony, nunca entendi o pq. The Nine e Justice, são fraquissimas, nem vou perder meu tempo vendo o segundo episodio.

    Heroes é boa, acho que o outro Cristiano ta exagerando.

    Só mas uma coisa sobre Justice, a série é fraquissimaaaa, mas o Victor Garber é um ator muito foda, já provou isso, e continua provando. Gostaria de ve-lo como chefão da CTU em 24 horas… hehe

  18. Vanessa

    Cristiano, a razão pq pegam pesado com a Sony (inclusive eu), é pq diferentemente da Warner, a Sony não produz todas as séries que exibe, salvo raras exceções, então teoricamente é mais fácil montar uma programação decente, comprando de diversas fontes.
    A Warner, com exceção de L Word e A 7 Palmos, fica dependendo de sua própria produção. Mas não deixo de criticar e pegar no pé da Warner tb, pois dá uma grand bobeada ao deixar escapar Verônica Mars, The Closer e Nip/Tuck, todos produzidos pela Warner Bros. Se é para exibir as próprias produções, que pelo menos sejam as melhores…

  19. Thomás

    Só queria deixar registrado que não assisti The Nine ainda porque a TV saiu do ar. Mas sei lá, se tiver reprise em outro horário eu assito.

    Quanto a Justice, achei legal, mas não tem futuro. A série é muito fria, os personagens são muito frios e é meio clichê demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account