Log In

Reviews

Dallas – Blame Game

Pin it
Série: Dallas
Episódio: Blame Game
Número do Episódio: 2x06
Exibição nos EUA: 25/02/2013
100
5
1

O começo do episódio foi bem parado, não posso negar, mas o nível estava tão alto, que muita série que a gente vê por aí não faz metade de tudo do que vimos. Tudo porque Dallas conseguiu desenhar uma trama totalmente alucinante, de fazer qualquer telespectador ficar sem fôlego, sem deixar de lado o desenvolvimento e evolução de vários de seus personagens.

A primeira da lista, foi Emma, a personagem se encontra talvez com seu psicológico mais balançado do que o da própria Ann, pois tem que se desdobrar para demonstrar a frieza necessária perto do pai, quando na verdade por dentro ela está suplicando por uma oportunidade de acertar as coisas com sua mãe. Emma, além de tudo, tem medo do que Harris possa fazer caso ela resolva perdoar Ann.

Ann agora irá pagar sua pena em liberdade condicional, e sabendo que agora pode se abrigar em Southfork, cada vez mais aumenta as chances de Emma se reconciliar com ela. (#Adorei ver a reação do juiz do tribunal com Harris no final do julgamento!)

Alguém aqui se lembrava de Vicente Cano? Pois é, ele está de volta, e não esqueceu que John Ross o traiu e o colocou na cadeia. Claro que ele quer vingança, e o plano do Metano das empresas Ewings que lhe foi prometido. A volta do venezuelano à trama deu uma das melhores cenas de ação e tensão que Dallas já teve. Realmente não tem como reclamar desse plot, justamente por ele ter movimentado a trama de uma forma absurda. O engraçado aqui é os Ewing estarem na maior briga de suas vidas, se unirem contra um inimigo comum e na cena seguinte voltarem as mesmas brigas de antes.

Noutro plot tivemos Sue Ellen e John Ross terminando sua vingança contra Elena e tomando suas ações da empresa dos Ewings. (#Está certo que era para a gente odiar os dois, porém minha implicância com Elena é tão grande que adorei a vingança.)

Completamente avulso e talvez em sua última aparição, tivemos JR brincando com seu Ipad, enchendo o saco de Bob, mandando vídeos de cachorros jogando basquete. Mas claro que ninguém iria imaginar que JR, completamente “antenado na tecnologia”, mandaria um vírus para o próprio irmão, e que tudo era um plano dele com John Ross. (#Nada menos do que genial!)

Quem provavelmente vai sair como o salvador da pátria, neste episódio, é Drew, o mexicano salvou a irmã de morrer (#Pelo menos alguma coisa de útil ele fez!), o que certamente já deu a ele alguns créditos extras, mas apesar de ter confessado seu crime e se livrado da prisão, com certeza Drew não irá parar até ter a justiça feita.

Como comentei acima o desenvolvimento dos personagens, podemos citar nesse ponto o próprio John Ross e Pamela. Por mais que ele tenha declarado para ela que vai jogar sujo para roubar a parte da empresa que ela havia prometido, fica bem claro aqui que entre eles há muito mais do que interesse ou sexo. É nos momentos de perigos que revelamos nossos sentimentos, e foi na invasão de Vicente que John Ross deixou transparecer que entre ele e Pamela existe uma química muito forte. (#Estou adorando que explorem a relação dos dois, afinal dois ótimos personagens tem mais é que ficar juntos.)

No fim de tudo o que acaba parecendo é que John Ross realmente gosta de pegar os restos do primo… Será que implicância dele com Chris é mais obsessão/inveja do que a ganância propriamente dita?

Outro ótimo episódio, e já estou ansiosa pelo próximo!

PONTOS A DESTACAR:

#Parabéns a Emma Bell por estar conseguindo passar todo esse conflito interno da personagem apenas através do olhar;

# A mãe de Harris tem alguma paralisia facial? Muito botox!? Ou a atriz é tão ruim que quando os produtores falam “faz cara de bruxa” ela não desfaz a mesma cara até acabarem de gravar todas as tomadas, pois ela estava exatamente do mesmo jeito que estava no episódio passado.

*Esta review foi originalmente publicada no Blog Dominação Nerd e é de autoria de Cátia Santos.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account