Log In

Preview

‘Cristela’ é a comédia certa para pensar o atual momento do Brasil

Pin it

A esta altura você já deve ter visto alguns pilotos das nova séries e ter escolhido uma ou duas comédias novas pra seguir: Selfie tem a dose de narcismo certa pros novos tempos, Manhattan Love Story é fofa; Black-ish é o novo The Cosby Show; Marry Me tem a Casey Wilson.

E tem Cristela. Que você certamente não viu. Quase ninguém está vendo.

Cristela estreou no último dia 10 de outubro, numa noite de sexta-feira, um dos dias mais irrelevantes da TV americana, completando a grade da rede ABC após a exibição de Last Man Standing, que é certamente a comédia mais irrelevante da TV americana na atualidade.

Mas não há nada de irrelevante em Cristela. Estelada pela comediante Cristela Alonzo, roteirista do humorístico Mind of Mencia, a série, após duas semanas no ar, vem se sustentando (e, sinto informar, está melhor de audiência que Selfie e Manhattan Love Story, que caminham a passos largos pro cancelamento).

Se Black-ish é a nova comédia afro-americana da TV, Cristela é a nova comédia latina da TV. Mas veja bem, ela não é latina como a Gloria e o Manny em Modern Family. É latina classe C, latina de quem sua a camisa fazendo a faculdade e trabalho, latina que mora de favor na casa da irmã, com o cunhado no pé, dois sobrinhos e a mãe. É uma série que não temos na TV aberta desde 2010, quando Ugly Betty saiu do ar.

Cristela

Cristela me surpreendeu positivamente, quando tudo apontava para o contrário. Esteticamente é feia: parece sitcom da Disney Channel, ou da ABC Family, só que ainda mais barata. E sua protagonista de longe não tem o charme que se espera de uma protagonista – nem digo beleza, porque Tina Fey, Melissa McCarthy e Mindy Kalling, entre tantas outras grandes atrizes, já deixaram esta questão há muito para trás.

O que é que a Cristela tem? O roteiro do episódio piloto é redondinho, mesclando um humor muitas vezes familiar-infantil, mas também com uma boa pegada de piadas sobre a cultura dos imigrantes hispânicos. Em um determinado momento, a mãe de Cristela (Terri Hoyos, coadjuvante em Cold Case) explica porque a filha foi confundida pela filha do chefe com uma faxineira:

– Você não pode ensiná-los que só porque todos os zeladores são latinos, nem todos os latinos são zeladores.

Mas além de fazer rir, o piloto fala ao coração, com a história de superação pessoal de quem, às vezes apoiada pela família, às vezes sob a desconfiança dos familiares, ambiciona um outro horizonte, e luta para fazer a faculdade, e fazer o estágio e construir uma carreira e um futuro muito maior do que aquele que seus pais imaginaram.

Neste final de semana de eleições, que encerramos um período em que estamos reavaliando as conquistas de nossas vidas, das nossas famílias e da sociedade brasileiras nos últimos 12 anos, a jornada desta texana hispânica da rede ABC pode dizer um tanto sobre nós também.

Acabei o piloto pensando em como é importante uma sociedade que possui os mecanismos que permitem a ascensão social. Possivelmente nem é esta a intenção da série – apenas rir e criar um universo com o qual os imigrantes dos EUA possam se identificar. Mas se uma série leva você a fazer este tipo de reflexão, bom, esta é uma série que você não pode desprezar.

* * *

Cristela vai ao ar nas sexta-feiras nos EUA, na rede ABC, e ainda não tem previsão da exibição no Brasil A série está sendo legendada em português pela @LikaPoetisa e as legendas estão disponíveis no site legendas.tv.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

3 Comments

  1. Eliane Kanashiro

    Valeu pela citação (@LikaPoetisa) Paulo, ótima review. Realmente uma série cômica que nos faz refletir sobre outros aspectos além da própria comédia não merece passar despercebida. Uma pena que ela não está tendo tanto destaque assim em relação a outras estreias da fall season.

  2. Pingback: Temporadas de cancelamentos. Estou de luto por ‘Cristela’, ‘About a Boy’ e ‘The Mindy Project’. E vocês? » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account