Log In

Notícias Novos Pilotos e Séries

Criador de Arrested Development em novo projeto

Pin it

Mitchell HurwitzMitchell Hurwitz e Richard Day, respectivamente criador e roteirista de Arrested Development, estão trabalhando juntos em um novo projeto. A dupla está desenvolvendo uma versão para os EUA da sitcom britânica The Thick of it. Está série inglesa produzida pela BBC mostra um grupo de políticos incompetentes e foi eleita no ano passado a melhor comédia nova no British Comedy Awards.

A versão americana será desenvolvida pela Sony. Day fará o roteiro do piloto e será o co-produtor executivo da série, ao lado de Hurwitz.

A versão original de The Thick of it segue membros do parlamento britânico. É esperada que a versão americana seja ambientada em Washington, DC, não perdoando ninguém no Congresso.

Séries citadas:

18 Comments

  1. Osório Coelho

    Se fizerem um Reality Show aqui em Brasília, dentro do Congresso Nacional, Ricky Gervais,Mitchell Hurwitz, Richard Day e companhia perdem o emprego na mesma hora.

  2. Ale Rocha

    Adoro as séries britânicas. É uma pena que elas tenham pouco destaque aqui no Brasil. Alguns canais se esforçam para exibi-las, mas acabam trocando os pés pelas mãos às vezes.

    “Coupling”, por exemplo, é demais. Muito melhor do que 90% das sitcoms norte-americanas. A “The Office” original é bem melhor que a versão americana – por mais que eu goste do seriado made in USA.

    Ale Rocha
    Poltrona.TV [ o blog sobre televisão ]
    http://www.poltrona.tv

  3. ThiagoFLS

    Para mim, só o especial que encerra a versão original de “The Office” é melhor que a todos episódios da versão americana juntos. E é mais por causa do “Finch, why don’t you fuck off” de David Brent do que pela resolução emocionante da subtrama romântica de Tim e Dawn.

    Mas não sei se é justo comparar as duas versões, pois os formatos das séries britânicas e americanas acabam resultando em necessidades diferentes. A versão americana, por ter 22 a 24 episódios por temporada e duração indefinida, ainda vai ter que enrolar muito na relação de Jim e Pam, o que é algo complicado de se fazer sem deixar os espectadores de saco cheio. Por outro lado, os roteiristas têm mais oportunidades de desenvolver o elenco de apoio, e nesse aspecto eu acho o remake superior.

    Mas os 12 episódios e os dois especiais da versão original são a perfeição na forma de série cômica, sem nenhuma oscilação de qualidade ou momento desperdiçado. Se o remake (muito) inferior de “Coupling” também tivesse vingado, fico imaginando o quanto teriam esticado as “sagas” dos relacionamentos de Steve e Susan e de Sally e Patrick.

    Voltando ao assunto, Mithchell Hurwitz se revelou um gênio da comédia em Arrested Development, e qualquer novo trabalho dele merece a minha atenção, mas fiquei curioso em ver o original britânico também.

  4. ThiagoFLS

    Vixe, quantos erros de digitação. MITChell Hurwitz que me perdoe, hehehe.

  5. Pingback: TeleSéries » ABC pega a nova série dos criadores de Arrested Development

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account