Log In

Reviews

Covert Affairs – Man in the Middle

Pin it
Série: Covert Affairs
Nome do Episódio: Man in the Middle
Número do Episódio: 3x13
Exibição nos EUA: 30/10/2012
100
5
2

Sabe aquele sentimento de rancor que você guarda dentro de si e chega num momento em que você não consegue mais segurar? Pois então, Annie finalmente soltou os cachorros nesse episódio e provou que não é mais aquela espiã dócil que era antes.

Acredito que a única coisa que não tenha mudado entre a antiga personalidade de Annie e atual é o sorriso no rosto quando fala com o Auggie. O relacionamento de ambos ainda permanece forte, apesar de estarem distantes desde o começo da temporada. O interessante é que o motivo dos roteiristas terem realizado uma missão que só envolvia tanto Annie quanto Auggie, foi para poder explorar Annie de modo mais significativo, sem se preocupar em sempre deixar Auggie presente na vida dela. O que acontece agora é que Simon morreu e a missão da Rússia acabou. O momento é perfeito para mostrar a distancia que ficou e as consequências  dessa missão na vida de Annie. A verdade é que todo espião tem uma missão que marcou sua vida e o que o tornou o que é no presente. Será que Annie ficará fria e presa a sua paixão por Simon para sempre?

Quando o meu amigo morreu na explosão, você me deixou ser transferida. Quando me jogaram numa prisão russa, você me deixou apodrecer sem esperança. Eyal foi me salvar. E agora questiona a minha integridade por conta da minha relação com ele? Uma relação que você me fez explorar enquanto era conveniente para a Agência.  – Annie Walker

De fato, a cena mais marcante do episódio foi entre Annie e Joan. Em toda a série, eu nunca presenciei uma discussão tão intensa e tão sincera, quanto à desse episódio. Estamos adaptados com aquele Covert Affairs com uma missão por episódio e sem explorar de forma significativa a vida dos personagens. Chegamos a uma terceira temporada que pedia, encarecidamente, que esse tipo de trama fosse explorado para a série se manter. E sinceramente, depois de ter provado desse novo Covert Affairs, não quero mais o antigo. Essa nova visão da história, dos personagens, convence o fã a se apegar mais nas histórias dos personagens. No antigo Covert Affairs, jamais Annie diria a Joan que a culpa de sua perda amorosa fosse da Agencia e de sua doutrina rigorosa e muitas vezes fria. Estamos presenciando um crescimento estrondoso na vida de Annie Walker.

Será que Eyal é confiável? Será que para ele trabalhar na Mossad é mais importante que sua amizade com Annie Walker? O que ele sente por ela de fato? É nesses momentos que da um medo de imaginar Annie se apaixonando por Eyal. Quer dizer, não que ambos não façam um casal bonito, mas eles não foram destinados a ficar juntos. Se isso ocorrer, estragará o relacionamento por inteiro e não é isso o que nós queremos. Na verdade, Annie sente por Eyal um relacionamento de amizade, mas eu acredito que o sentimento não seja recíproco. Da para perceber nos olhares de Eyal para Annie que ele sente algo a mais por ela.

Ainda estamos presos no grande segredo de Joan. Ela está fazendo algum tratamento com um grupo de pessoas. E a bomba: ela está fazendo isso com o seu ex-amante. É isso mesmo que vocês ouviram! Seth era amante de Joan! Quem imaginaria que aquela mulher cheia de ditaduras pessoais e uma vida reservada fosse capaz de fazer algo do tipo? E, sinceramente, Arthur tomou a decisão certa em pensar a respeito. As três pessoas que ainda não sabem do segredo da Joan são: Auggie, Annie e eu. O que será que ela está passando? Que crise é essa?

Chegamos a um ápice em que a confiança de qualquer pessoa será testada. Em quem Annie deve confiar?

Curiosidades: Christopher Gorham (Auggie Anderson) dirigiu o episódio dessa semana! Tem futuro, viu!

Séries citadas:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade São Judas Tadeu. Nasceu em São Paulo, Brasil, no ano de 1993. Trabalha com desenvolvimento de software na Foster, empresa afiliada a WPP, estuda teatro e desenvolve vários experimentos em seu Laboratório. Assiste Once Upon a Time, Nashville, Downton Abbey e muitas outras.

Website: http://www.mariomadureira.com.br

4 Comments

  1. Amanda Carvalho

    Também estou curiosíssima para saber qual foi a missão(?)
    que tornou a Joan dependente. Apesar de usarem o termo “lovers”,
    ainda não estou certa se ela traiu ou não o marido. Gosto de pensar
    que eles (Joan/Seth) ficaram juntos um tempo, não deu certo e ela conheceu/se
    envolveu com o Arthur. Quanto à explosão da Annie, soltei um “finalmente”
    naquela cena, que devo concordar, foi uma das mais intensas da série. Estou com
    o coração na mão com essa situação Eyal/Mossad. Eu espero que ele não a traia –
    se o fato dele não ter revelado que a Annie está na safe house dele servir de
    alguma indicação -, que tudo isso seja a Mossad jogando com a ligação entre
    eles (Annie/Eyal). Se ele estiver mesmo ciente do que está acontecendo/fazendo,
    por mais que seja uma série de espiões e que as agências sejam concorrentes,
    ficarei tão arrasada quanto acredito que a Annie vá ficar. Ansiosa demais pelo
    episódio de hoje. Descobri suas reviews de Covert Affairs semana passada e
    adorei o fato de alguém cobrir a série aqui no Brasil. :)

  2. Mario Madureira

    Obrigado Amanda! Seja bem vinda ao ponto de encontro dos covertianos. E não é? Não vejo a hora da Annie se desapegar da DPD e começar a trabalhar numa nova seção. Tirando o fato da Lena ter traído ela, a seção era ótima para Annie trabalhar. Também estou muito ansioso para o episódio de hoje! Será que Eyal está traindo a Annie?

  3. biancavani

    É verdade, MÁRIO, agora a série está sondando o aspecto emocional das personagens,
    crises de existência, questionamento de verdades… A cena entre Annie e Joan lembrou aquele filme Persona, de Ingmar Bergman (oops, exagerei, rsrs).
    Tô achando que Eyal não traiu Annie. Meu argumento é o seguinte: olhando o passado,
    Annie demonstrou ter ótimos instintos (com relação a pessoas e questões do próprio trabalho), portanto ela não erraria em relação a Eyal…

    hahahahaha: “As três pessoas que ainda não sabem do segredo da Joan são: Auggie, Annie e eu”… (Y nosostros también, Jefe!)

    Oba, AMANDA, trazendo entusiasmo e comentários inteligentes à coluna! É mesmo, aquela explosão de Annie. Finalmente! (nosso bebê cresceu, rs).

  4. Mario Madureira

    Não sei… Se formos pensar nas missões passadas, o Eyal sempre dava um jeito de passar a perna na Annie, apesar de ambos se ajudarem. O relacionamento dos dois é uma verdadeira incógnita.

    Eu disse ‘eu’, mas me referia a pessoa que estava lendo, ou seja, nós! – escapei dessa! hahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account