Log In

Reviews

Covert Affairs – Around the Sun

Pin it
Série: Covert Affairs
Episódio: Around the Sun
Número do Episódio: 2×05
Exibição nos EUA: 06/07/11

O espaço é um assunto bastante amplo a ser tratado e gostei dele no episódio, afinal de contas, tínhamos que superar o episódio anterior que foi realmente entediante. Não que esse tenha sido fascinante, mas eu queria rever as tramas paralelas sendo tratadas.

No caso desse episódio, vemos um pai e um filho muito inteligente que acaba nas garras de terroristas querendo tirar proveitos de dados confidenciais que podem acabar prejudicando uma região de grande interesse para os EUA. Tirando o episódio anterior, as missões da série estão bem elaboradas. Foi uma surpresa descobrir que o filho era quem estava por trás de todos aqueles problemas e o pai o estava encobertando. A luta no ‘apaga luz’, que Annie teve com a terrorista, também foi genial. Ficou em segundo lugar, pois a luta em pleno ar superou todas as minhas expectativas e essa dificilmente algum episódio vai superar (ou talvez não, quem sabe). Também não poderia esquecer da divertida entrevista que ela fez com os funcionários da NASA. Aquele astronauta era mesmo um cara metido e ele sabia disso.

Finalmente a conspiração contra Arthur foi resolvida. Mesmo com altos e baixos e pagando uma quantia muito alta para o advogado, o problema foi solucionado e o diretor da CIA pôde finalmente descansar em paz. Joan se sentiu um pouco culpada por sua promessa quase não ter sido cumprida, pois em minha concepção, essa era a única coisa que ainda matinha esperanças para Arthur continuar firme em seu cargo. E falando em cargo, Auggie assume o novo cargo e começa a lidar com novos desafios.

O nosso cego favorito se sentiu otimista em seu primeiro dia. Mesmo sentindo saudades e deixando para trás seu antigo escritório, ele queria aproveitar a nova oportunidade. Foi triste ver a cena em que Annie e Auggie se despedem mesmo ambos levando a situação de forma agradável: “Está vendo Annie? Eu apertei o número 7” afirma Auggie se referindo ao sétimo andar. Mas quem ficaria no lugar do sarcástico nerd da informática? Reva Kline, o novo terror de Annie Walker.

A nova funcionária Reva inicialmente causa desgosto a Annie, já que ambas se desentenderam na praça de alimentação. O sonho de Kline era conseguir um novo desafio, já que em seu antigo trabalho, o protótipo de um satélite (que Reva havia criado) tinha sido a causa de alguns devaneios em relação a sua posição na empresa. E agora, ela tinha a oportunidade de mostrar o quanto inteligente ela era para a DPD, mesmo se mantendo rude.

Mas essa posição de durona não se manteve por muito tempo, pois Annie, a espiã que vê bondade nos corações das pessoas, acabou derretendo aquele gelo e se tornando amiga de Kline, que infelizmente, não ocupou definitivamente o cargo de Auggie, que resolveu voltar ao seu antigo posto, pois sentiu que aquela não era a sua praia e que gostava de ser o segurança de Annie (até parece).

E como era de se esperar, até Danielle voltou para o episódio retratando o problema com o marido. Ela não sente mais amor por Michael, devido às viagens de seu novo trabalho. As cenas com a família de Annie oscilam bastante, isto é, às vezes são interessantes de se ver, e outras são tão chatas que sinto vontade de fechar a janela do filme. Nesse episódio não foi diferente. Foi bem ‘boring’ ficar vendo as irmãs conversando, mas acabou de forma interessante, vendo Annie passar um tempo com as sobrinhas (uma cena que eu queria ver muito e finalmente aconteceu).

O que espero para os próximos episódios:

1- que Annie tenha um relacionamento estável.

2- que Jai ganhe uma trama envolvente e não para preencher um espaço vazio na série. 3- que Joan e Arthur também tenham uma trama mais interessante, já que as últimas tenham sido bem ‘clichês’.

4- que os personagens Steve e Reva se tornem personagens regulares, pois gostei muito deles, já que ambos quebraram aquela rotina dos mesmos personagens com as mesmas histórias.

PRIMEIRA OBSERVAÇÃO: Me lembrei muito do filme Se Eu Fosse Você no começo do episódio.

SEGUNDA OBSERVAÇÃO: A misteriosa situação com o Scoot não foi tratada no episódio. Ainda estou na curiosidade para saber o que é.

Séries citadas:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade São Judas Tadeu. Nasceu em São Paulo, Brasil, no ano de 1993. Trabalha com desenvolvimento de software na Foster, empresa afiliada a WPP, estuda teatro e desenvolve vários experimentos em seu Laboratório. Assiste Once Upon a Time, Nashville, Downton Abbey e muitas outras.

Website: http://www.mariomadureira.com.br

1 Comment

  1. Pingback: Covert Affairs – The Outsiders

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account