Log In

Reviews

Covert Affairs – All The Right Friends

Pin it
Série: Covert Affairs
Episódio: All The Right Friends
Número do Episódio: 2×04
Exibição nos EUA: 29/06/2011

Argentina. O país de los hermanos foi escolhido para trazer o próximo caso a ser resolvido pela nossa heroína, Annie Walker. Mas o que dizer sobre o país, já que a série mistura todos os países em um só. O episódio pode até se passar na Argentina, mas o fugitivo dessa vez é italiano… Vai entender, não é?

Carlo, o fugitivo italiano, possui uma personalidade única. Ele é um indivíduo que consegue influenciar e manipular as pessoas com sua lábia e carisma que o fazem ser um jornalista perigoso, principalmente pelo fato de suas reportagens falarem sobre os ‘podres’ de diversos países. Não sei ao certo o que falar sobre sua relação com Annie, pois eles, simplesmente, foram obrigados a conviver juntos por um bom tempo. Depois de assistir a metade do episódio, os dois se falavam como se fossem vizinhos de rua. E cá entre nós, até eu cheguei a pensar que eles se conheciam há muito tempo, por causa da facilidade que a conversa fluía (mesmo que uma boa parte dela fosse sobre comida). No entanto, a atração física que um possuía pelo outro era visível. Não foi a toa que no final, Carlo convida Annie para ir conhecer sua casa em Roma. Por que será que uma vasta parcela dos personagens masculinos que a Annie tem contato, existe um relacionamento amoroso ou uma atração física aparentemente visível ou indiretamente explícita? Será que é pelo fato de ela ser solteira, ou por que quando não existem tramas suficientes no episódio, é necessário colocar uma “pitada de sal” no prato? (trocadilho com as conversas entre Carlo e Annie).

Por outro lado, existem alguns aspectos a serem discutidos, pois eu achei de extrema importância transcrevê-los. De modo geral, senti que esse episódio foi para preencher a quantidade de episódios encomendados para a temporada. Não vi nada de especial, principalmente da personagem principal. Porém, vimos que uma trama deixada no último episódio veio a ser tratada, que foi a dívida que Arthur tinha com Auggie com o caso da jornalista. Ele resolveu pagá-lo, aumentando o cargo do cego sarcástico.

Tomar uma decisão como está não é fácil. Quando você aceita uma promoção, isso te exige mais responsabilidades e mais coisas com o que se preocupar. Sem contar, que no contexto do Auggie, é perceptível a forma como ele considera o departamento que ele trabalha. O DPD é como se fosse sua casa. Ele vive em função da CIA, portanto, ele acabou se adaptando com aquela vida. Entre elas, trabalhar com as mesmas pessoas e o espaço de trabalho. E decidir se quer deixar tudo aquilo para trás é um passo muito grande.

Outra coisa que percebi foi que Jai teve um grande papel nesse episódio: ele ajudou a Annie a se safar de algumas situações e depois jogou algumas indiretas para o Auggie em relação a sua promoção. Como sempre, o seu contexto fica cada vez pior em cada episódio. É necessária uma trama digna para o seu personagem ou simplesmente o retire da série, pois não fará a mínima diferença.

Bem, só posso dizer que esse episódio foi o pior da temporada. Vamos esperar pelo próximo.

PRIMEIRA OBSERVAÇÃO: Qual será a surpresa que o doutor guarda para Annie?

SEGUNDA OBERVAÇÃO: Que milagre a família da Annie não ter aparecido por pelo menos 5 segundos.

Séries citadas:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade São Judas Tadeu. Nasceu em São Paulo, Brasil, no ano de 1993. Trabalha com desenvolvimento de software na Foster, empresa afiliada a WPP, estuda teatro e desenvolve vários experimentos em seu Laboratório. Assiste Once Upon a Time, Nashville, Downton Abbey e muitas outras.

Website: http://www.mariomadureira.com.br

1 Comment

  1. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 13 a 19/8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account