Log In

Notícias

Conheça os atores da série ‘The Tunnel’, versão franco-britânica de ‘The Bridge’

Pin it

Novidades no elenco da série The Tunnel (Le Tunnel), uma nova versão da série escandinava The Bridge (Bron/Broen, no idioma original). Depois da francesa Clémence Poésy (a Fleur, de Harry Potter) e o inglês Stephen Dillane (Game of Thrones) terem sido anunciados como protagonistas da série franco-britânica, uma verdadeira lista de atores regulares e recorrentes da história foram revelados.

Segundo informou a imprensa americana, as gravações do seriado tiverem início no dia de hoje, segunda-feira. Na história, Karl Roebuck (Dillane) e Elise Wassermann (Poésy) são dois detetives incumbidos de investigar o assassinato de um político francês. Quando eles descobrem algo inesperado na cena do crime, a dupla é obrigada a assumir uma parceria conturbada e perseguir um serial killer de políticos, que determina os passos dos dois detetives conforme lhe convém. A atração, uma parceria entre as empresas Sky Atlantic HD e Canal Plus, é descrita como a primeira série bilíngue tanto na Inglaterra como na França.

NOTÍCIAS | Clémence Poésy, a Fleur de ‘Harry Potter’, está em versão franco-britânica da série ‘The Bridge’

Por isso, os novos nomes divulgados no programa são de atores ingleses e franceses, conforme publicou o Spoiler TV. Vamos começar com os astros da França. Por isso, se você é amante do cinema francês, fique atento, você pode reconhecer alguns rostos.

Jeanne Balibar (a primeira na imagem, do filme Va savoir) interpreta Charlotte Joubert, cujos problemas do marido a levam até os protagonistas Karl e Elise. Quem dá vida ao marido em questão é Mathieu Carrière (quarto na foto, de O Jovem Törless), cujo personagem se chamará Alan. Thibault de Montalembert (o último na imagem, de La sentinelle) será um Chefe de Polícia. Já os atores Cédric Vieira (Dis-moi que je rêve) e Sigrid Bouaziz (Les Meutes), respectivamente o segundo e a terceira na foto, foram confirmados na atração, mas não tiveram seus papéis divulgados.

Para disputar com o encanto dos cenários parisienses, o charme do sotaque britânico ficará por conta de:

Na ordem da imagem: Joseph Mawle (de Game of Thrones) interpreta o assistente social Stephen Beaumont. Tom Bateman (Da Vinci’s Demons) será um jornalista que, sem querer, acaba preso na “teia” do serial killer da história; o repórter vai se chamar Danny Hillier. Angel Coulby (Merlin) vive a mulher do protagonista Karl, Laura Roebuck. Tobi Bakare (The Shadow Line) vive Chuck Akinades, que trabalha com o protagonista. Finalmente, Jack Lowden (Mrs Biggs) dá vida ao filho de Karl, Adam.

Além disso, a atriz Keeley Hawes (Upstairs Downstairs) participa do segundo episódio da série como a acompanhante da viciada em drogas Harriet (personagem da vencedora do BAFTA Liz Smith, de The Royle Family).

The Tunnel tem entre os produtores-executivos Anne Mensah, Fabrice De La Patellière, Jane Featherstone, Karen Wilson, Manda Levin, Ben Richards, Nora Melhli e Lars Blomgren. Ruth Kenley-Letts, de The Hours, atua como produtora e Dominik Moll (O Monge) é o diretor de todos os dez episódios encomendados. A data de estreia – tanto no Canal + quanto Sky Atlantic, não foi anunciada, mas deve acontecer simultaneamente nas duas emissoras.

Com informações do Spoiler TV.

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

3 Comments

  1. Pingback: ‘The Bridge’: Diane Kruger participa de conferência para promover a série e trailer do primeiro episódio!

  2. Julia

    Série muito boa, apesar de eu não conhecer a Bron/Broen (original). Já a versão americana, The Bridge, é terrível…

  3. Cida Lima

    Lamento demais quando uma série tão boa não obtém o merecido crédito apenas por não estar no circuito americano. Mas fico feliz por acompanhar algo que não está lá só porque é “modinha”. Estou começando agora a assistir e já estou adorando cada detalhe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account