Log In

Notícias

Conheça a minissérie ‘Vikings’, do canal History, que estreia amanhã na TV americana

Pin it

Um guerreiro Viking dá o comando para seus homens fincando o machado no chão. Com força. Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel, de The Beast) é tão forte quanto uma lâmina de aço – e tão letal quanto. Ele é uma lenda trazida à vida em Vikings, segunda produção original do canal History (a primeira foi a minissérie de western Hatfields & McCoys). “Ragnar é muito ambicioso”, revelou Fimmel no set na Irlanda, perto na famosa cachoeira de Powerscourt. “Ele começa como um fazendeiro, mas isso não basta para ele. Ele busca aventura, conhecimento e fama.”

E para conseguir tudo isso vai precisar de um barco melhor. Ragnar secretamente encomenda a criação de uma versão mais leve e mais rápida de um barco Viking convencional que será o primeiro a liderar expedições da Escandinávia à Inglaterra, atrevendo-se a velejar pelo mar aberto ao invés da rota normal que vai pela costa da atual Rússia.

É com a mesma confiança e espírito aventureiro que o canal está entrando de vez no ramo de séries dramáticas. Após obter bons índices de audiência em 2012 com Hatfields & McCoys, o canal já prevê ao menos três temporadas de Vikings, desde que os índices de audiência sejam altos.

“Ninguém jamais fez algo sob os ponto de vista Viking”, disse o produtor-executivo Michael Hirst (Elizabeth, The Tudors). “Eles são na realidade uma cultura surpreendente, com um sistema de leis e sua atitude em relação às mulheres.” Em outras palavras, se está procurando por bárbaros que usam capacetes com chifres e saem estuprando mulheres e saqueando vilarejos você não vai encontrar nada disso. “Esta é a história de uma homem que tenta satisfazer sua curiosidade e sobreviver em uma sociedade”, explicou Hirst. “Para fazer isso, ele tem que desafiar homem mais poderoso de sua região.”

Este homem é Haraldson (Gabriel Byrne, de In Treatment), o chefe local, que desdenha das ambições de Ragnar. “Ele vê Ragnar como uma ameaça”, disse Byrne, “Ele é um grande guerreiro mas atualmente vê sua influência diminuir. Seus filhos foram assassinados e ele é assombrado pelas suas mortes.”

A falta de herdeiros homens e sua sedutora esposa, Siggy (Jessalyn Gilsig, de Glee), o deixa exposto a uma possível derrubada do poder. “À medida em que a trama avança”, entrega Gilsig, “você percebe que ele tem uma certa razão.”

Medo, no entanto, não está no vocabulário da bela esposa de Ragnar, Lagertha (Katheryn Winnick, de Bones). “Ela participa das expedições”, disse Winnick, que é uma campeã de artes marciais e faz a maioria de suas cenas de batalha. “Mas dela é uma mãe antes de tudo. E fará qualquer coisa para proteger seus filhos.”

A ligação dos Vikings com a familia e a fé é demonstrada nas cenas em que Ragnar e seu filho de 12 anos Bjorn (Nathan O’Toole, de The Borgias) estão em peregrinação para ver Odin o deus da batalha e da sabedoria. “Ele quer ensinar o seu filho e fazer com que tenha orgulho dele”, disse Fimmel. Mas nem todos seus homens são honrados.  “Há traição”, ele revelou.

O irmão mais velho de Ragnar, Rollo (Clive Standen, de Robin Hood e Camelot), um guerreiro que espera garantir seu lugar no Valhalla, é imprevisível. “Rollo é uma espécie de sociopata — ele quer ser admirado, mas seu irmão é quem está ganhando todo o reconhecimento”, disse Standen, que ainda está se recuperando de uma cena de luta. “Levei um golpe de escudo de um dublê. Há momentos em que você pode ver sua vida passar diante dos olhos e pensa ‘Vou passar o resto de minha vida interpretando personagens com cicatrizes no rosto’.'”

Às vezes, ideias são mais mortais do que armas: o construtor de barcos Floki (Gustaf Skarsgård, de Expedição Kon Tiki), cujo personagem foi inspirado no deus nórdico Loki, tem o dom para causar problemas. “Ele será o causador de uma perigosa sequência de acontecimentos”, disse Skarsgård. (Curiosidade: Os dois barcos que foram construídos especialmente para a série tem cerca de 56 pés de comprimento – 17 metros – e pesam 2 toneladas e meia cada um.)

Graças ao escopo da produção e à complexidade da história a pressão é grande. “Nós quisemos fazer algo com qualidade de um longa e colocar no horário nobre”, disse o produtor-executivo Morgan O’Sullivan. E não há outro canal com o qual os produtores gostariam de trabalhar. “Sinto-me abençoado”, disse Hirst. “Não posso pensar em outro lar melhor para esta série.” Se tudo isso não atrair o público, talvez o sexo irá.  “É uma produção sexy”, promete Winnick. “Tem guerra. Tem sangue. Tem sexo. É fantástico!”

Vikings estreia neste domingo, 3 de março, no History.

Com informações de TV Guide.

Séries citadas:

é fã do gêneros sci-fi, drama, ação e policial. Começou a acompanhar séries ainda criança, mas foi a partir de Arquivo X que as séries de TV tornaram-se uma parte cada vez maior de seu dia a dia - dos encontros de fãs às amizades, às discussões em listas de emails, chats, redes sociais e sites especializados. Séries britânicas, canadenses e de outros países também costumam chamar sua atenção. Suas séries preferidas de todos os tempos são Mad Men, Dexter, Battlestar Galactica, Arquivo X, Jornada nas Estrelas, In Treatment, The Sopranos, Six Feet Under, Sex and the City, The Shield, Homeland, Frasier, Spooks (MI-5), Downton Abbey, Anne Fortier, Cold Squad e Sherlock.

Website: http://thameshouse.wordpress.com

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account