Log In

Especiais

Como escrever uma série de colegial

Pin it

Em setembro de 2012, aproveitando a chegada do Outono em Nova Iorque, nós, Gabriela e Maísa, decidimos pegar um avião rumo ao hemisfério norte e fugir do início da estação das flores no Brasil. O cenário, no Central Park, era típico do filme clássico da Sessão da Tarde estrelado por Winona Ryder e Richard Gere. As folhas secas e amarelas forravam o chão e quase não dava para ver a grama verde por debaixo daquele lençol natural. Talvez, por isso mesmo, a Maísa não tenha notado um livro esquecido ali – provavelmente por alguém que tenha feito um piquenique no parque recentemente. Maísa tropeçou em algo e quase bateu o nariz no gramado.

Nós duas abaixamos para olhar do que se tratava o caderno e passeando por algumas das páginas, percebemos que aquilo era, na verdade, um diário de uma “estudante colegial” (ou high school). Começamos a ler as histórias narradas ali em voz alta e notamos que conhecíamos aqueles personagens – e enredos clichês – de algum lugar. Seria apenas uma sensação causada por já termos vivido o Ensino Médio e todas as suas experiências piegas? Não sabemos. Vamos dividir com você alguns dos trechos que continham no livro – e tire suas próprias conclusões. Conhece esses clichês colegiais de algum lugar?

13 de Agosto de 2011

Querido diário,

o primeiro dia de aula sempre dá um friozinho na barriga! Fico feliz por poder rever as amigas e colocar a conversa em dia. Apesar de apenas um mês separadas, muitos acontecimentos agitaram nossas vidas nos últimos tempos e eu mal podia esperar para contar – e também ouvir – as novidades. No quesito “social”, entra ano, sai ano, as coisas não mudam. A menina mais linda do colégio, como de praxe, abriu alas para atravessar o corredor (ou desfilar por ele?), com suas respectivas “seguidoras” ao lado, enquanto os meninos suspiravam por ela – inclusive meu melhor amigo. Não bastasse ela ser alta, linda, magra e loira, ela simplesmente namora o menino mais gato do terceiro ano! Semana que vem, vou vê-lo jogar com o time de basquete da escola. De longe, claro.

Mas nem tudo eram flores por lá, não. O primeiro dia de aula também significava encarar as pessoas depois de acontecimentos ruins. A Carrie Bradshaw (The Carrie Diaries) perdeu a mãe e todo mundo ficou a encarando durante o intervalo – isso me fez lembrar da mesma dificuldade que passou a Elena Gilbert (The Vampire Diaries) uns anos atrás, quando ela perdeu a mãe e o pai naquele acidente de carro terrível. Enfim… Não sou de ficar espionando a vida alheia, mas vi a Carrie se isolar em um banco, na área externa do colégio, quando o Sebastian, o garoto novato (e lindo!), foi puxar conversa com ela. Eles formam um casal bonito… Será que o destino também me reserva um príncipe encantado esse ano? Ai ai… Vou dormir, que amanhã o dia começa bem cedo novamente. xo xo

21 de Setembro de 2011

Querido diário,

lembra que eu falei da Carrie e do Sebastian? Minha intuição estava certa. Hoje, quando voltei à piscina do colégio para pegar minha mochila, que havia esquecido por lá, pude ver os dois se beijando ainda na água (até tirei uma foto, que vou dividir com você, meu amigo). Parecia coisa de filme! Tenho certeza que foi o primeiro beijo da Carrie, porque na semana passada, enquanto almoçávamos juntas no refeitório, ela me confidenciou que nunca tinha beijado. Fico imaginando como será o meu. Também quero que seja algo bem romântico, como se eu estivesse sonhando acordada. Isso é de praxe! Podia ser em um barquinho no Central Park, enquanto as folhas amarelas do outono caíssem sobre a gente. Minha irmã vem aí. Depois dessas confissões, melhor eu te esconder, meu amigo! hahaha

17 de Outubro de 2011

Querido diário,

hoje o dia foi de altas emoções na escola! Na saída da aula, ainda na calçada do colégio, o Nate Archibald (Gossip Girl) deu um soco no rosto do Chuck Bass, o mauricinho mais insuportável de todos! Sei que a vontade de muita gente era fazer justamente aquilo, mas as motivações do Nate eram outras: ele descobriu que a Blair fingiu que era virgem na primeira noite deles. Ela perdeu a virgindade, na verdade, com Chuck, a bordo de uma limousine. A namorada e o melhor amigo fazendo sexo? No fundo, até tem algo justo aí, porque o Nate também traiu a Blair no ano passado e teve a primeira vez justamente com a melhor amiga dela, a Serena. Mesmo assim, acho que ninguém esperava isso da Blair. Por que as boas meninas sempre tem a primeira noite com os cafajestes? Tenho várias amigas que dividiram esse momento tão especial e idealizado com meninos que não davam a mínima para a importância desse acontecimento na vida delas. Espero que eu não caia no mesmo erro… Mas confesso que tenho aquela quedinha básica por caras maus ou mais velhos. Já contei que estou encantada com meu professor de inglês Ezra Fitz (Pretty Little Liars)?! Ele tem uma carinha de bebê, que dá vontade de cuidar! Owwn s2

5 de Novembro de 2011

Querido diário,

quem nunca teve uma paixão pelo professor que atire a primeira pedra. Mas a Aria não só atirou, como também acertou o professor Ezra Fitz! Tem o maior boato na escola de que os dois estão namorando sério (parece que eles já se conheciam antes!). Ninguém confirma nada, mas minha amiga disse que viu os dois trocando olhares suspeitos durante a aula. Quando ele chegou no colégio, circulava o maior burburinho de que ele havia se envolvido com uma aluna em outra escola e havia até sido expulso de lá. Professor e aluna é o maior clichê de todos – isso quando não tem uma gravidez indesejada no meio – mas, por um instante, desejei que esse clichê fosse comigo! Meu coração está partido. Preciso do ombro do meu melhor amigo, ele sempre me faz rir quando estou triste… Às vezes, acho que ele gosta de mim! :x

23 de Dezembro de 2011

Querido diário,

se eu pudesse escolher uma pessoa com que o Ezra devesse ficar, essa pessoa seria a professora Sue Sylvester (Glee). Ela só pode ser mal amada, diário! Hoje, ela torturou todos os alunos, principalmente aqueles com veia artística, e obrigou que todos fizessem duzentas abdominais! Ainda bem que as férias de inverno estão chegando. Não aguento mais olhar para a cara dela. Por que sempre tem alguém tentando atrapalhar a nossa felicidade? Mas o bem sempre vence o mau, tenho certeza disso. Vou dormir, porque depois de tantas abdominais, nem consigo ficar sentada direito, minha barriga está doendo. Boa noite, amigo!

p.s.: chegou o winter break… Amanhã, vou para a casa de um tio que mora em Oklahoma e passarei as férias todas lá. Vou te deixar em casa, querido amigo, porque, durante as férias, não tenho histórias para contar. Até a volta! Aproveite esse hiato para descansar de mim.

7 de Janeiro de 2012

Querido diário,

Voltamos das férias de inverno, natal e ano novo… Estou me arrumando para ir ao colégio, as aulas voltam hoje. Estou ansiosa e feliz, como sempre. Deixa eu correr, que estou ouvindo o ônibus amarelo buzinar. Tenha um bom dia, diário!

28 de Fevereiro de 2012

Querido diário,

Como eu estava com saudade do colégio! Acho que quando essa fase da vida acabar, vou sentir saudade. Hoje, sentei no Gigabyte, a cantina da escola, e fiquei analisando como tudo funciona ali. A Dona Vilma (Malhação), sempre irreverente, veio me servir um milkshake, quando o Cabeção, um dos meninos mais engraçados da escola, gritou “Uma rodada de suco para a galera para comemorar a volta às aulas” e quase fez a Dona Vilma derrubar toda a bebida na minha mochila, tamanho o susto! Ela ficou tão brava…

A Serena, que, não por acaso, estava sentada na mesa central da cantina – onde, por estratégia, estavam todas as figuras mais populares da escola – logo deu um grito e propôs um brinde, que foi imediatamente aceito pelo Finn Hudson (Glee), o capitão do time de futebol. A Blair torceu o nariz, mas, como toda patricinha e rainha do lugar, no fundinho, eu sabia que ela estava feliz. O veterano Nathan Scott (One Tree Hill) também estava de passagem por ali e se juntou à comemoração. Confesso que já perdi alguns minutos em frente ao mural de ex-alunos do time de basquete e ele era meu preferido. De perto, ele é uma gracinha!

Na mesa do lado esquerdo dos populares estão os alunos excluídos ou melhor dizendo, os que não são notados por ninguém e passam praticamente desapercebidos pelos corredores, sala de aula, aulas de educação física. São os estranhos que aparecem em somente uma foto do anuário e aqueles dos quais só se têm uma vaga lembrança. Sue Heck (The Middle) é o típico exemplo desses “fantasmas” do ensino médio. Ainda bem que não sou um deles! A foto a seguir mostra como essa tal de Sue é esquisita…

Na mesa do lado direito dos populares estão os nerds. Pouco mais notados que os alunos citados anteriormente, os nerds são lembrados principalmente pelo fato de fazerem os deveres de casa dos populares. Além disso eles também são constantemente ameaçados pelos populares em épocas de provas e outros testes. Eles estão aí para manter o equilíbrio nos corredores do colégio, já que os populares têm muita coisa para fazer para perderem tempo com deveres e provas. Não sou tão popular assim, mas confesso que já consegui que um nerd fizesse meu dever por pura falta de interesse e preguiça em fazer. Afinal, de que servem os nerds se não pra fazer com que consigamos boas notas?

12 13 de Março de 2012

Querido diário,

partindo para as quadras e campos do colégio estão os esportistas. Ah, os esportistas… Os garotos mais desejados são também os mais bonitos e aqueles que fazem parte de alguma equipe principal do colégio e defendem com unhas e dentes a camisa que vestem. Geralmente são do time de futebol americano e desfilam com as jaquetas da equipe arrancando suspiros e mexendo com o imaginário das garotas por onde passam. Inclusive com o meu, é claro! Apesar de bonitos e com fama de pegadores são, em sua maioria, os maiores ogros e babacas de toda a escola. Fora do time são tão perdedores quanto o resto dos alunos. Um exemplo claro desses garotos são Puck e Finn (Glee) que, apesar de populares, entraram para o coral dos maiores perdedores do colégio. Pois é, até agora não acredito nesses dois cantando e dançando pelos corredores… Okay, no fundo eles até podem ser boas pessoas mas lembre-se que isso é uma exceção à regra, diário.

Como todo bom time tem uma boa torcida, nos arredores das quadras se encontram as líderes de torcida. As garotas mais bonitas e habilidosas do colégio formam a equipe responsável por animar o time e também as arquibancadas da escola. De saias curtas e corpos invejáveis elas são esnobes e, atrás das populares, as mais conhecidas do colégio. Geralmente são elas as responsáveis por dominarem os meninos do time principal e intercalam suas vidas entre estar pendurada nos pescoços dos meninos e horas árduas de treinos. Algumas têm super poderes, como Claire Bennet (Heroes) e outras tem o super-poder de serem o mais bitches que conseguirem como é o caso de Quinn, Santana e Britanny (Glee). Bitches ou não, o fato é que elas figuras principais em qualquer high school que se preze. Até agora não sei qual é esse super poder que essa tal de Claire tem, acho que isso é tudo mentira. E não me atrevo a lançar um olhar em direção à essas três últimas porque elas são capazes de me matar com um olhar. Confesso que sempre quis entrar para a equipe de líderes de torcida mas depois de um tempo me contentei em somente observar e torcer para que essas bitches torçam seus pés nas acrobacias…

Abril de 2012

Querido diário,

esqueci que dia é hoje mas sei que acabou o spring break com ele a paz na diretoria da escola… Ao contrário da vida de atletas e almejo pelas bolsas na faculdade, estão os alunos que têm sua vida rodeada de baladas regadas à muita bebida e drogas: a turma dos rebeldes e descolados. Ouvi dizer que os irmãos Tony e Effy (Skins) são os líderes de suas turmas e responsáveis muitas vezes por colocar todo mundo em problemas, inclusive eles mesmos. A maioria desses rebeldes que conheço tem uma família bastante desestruturada o que pode ser a causa de tamanha rebeldia desse pessoal que não mede as consequências quando o assunto é esse tipo de diversão. Até os classificados como os mais caretas vão na onda dos ditos descolados. E que aqui fique bem claro que nunca fui na onda deles mas também não sou careta! O problema é que essa diversão e consumo exagerados de drogas ilícitas nem sempre acabam bem e a confusão reina na vida desses jovens. Problemas envolvendo a polícia são comuns e a presença dos responsáveis na diretoria da escola é frequente. Felizmente meus pais nunca precisaram ir até a sala do diretor para terem uma conversinha…

22 de Maio de 2012

Querido diário,

se por um lado temos os famosos por frequentar a diretoria, por outro temos os famosos e talentosos de fato. Por aqui sempre rolam aqueles festivais de talentos… e alguns alunos são os verdadeiros artistas do colégio. Não existe lugar melhor que o colégio para se exibir para os perdedores de plantão e ser o assunto do momento nos corredores. Alguns jovens talentosos podem até esconder sua identidade para conseguirem manter uma vida normal de adolescente, mas ouvi alguém comentando outro dia no banheiro que Hannah Montana  e Miley Stuart são a mesma pessoa. É, acho que esse disfarce não vai durar por muito mais tempo…

Mais do que enfrentar problemas e esconder sua verdadeira identidade, alguns  adolescentes também se escondem nos armários do colégio. E as vezes até saem deles… Muitas vezes a confusão reina na cabeça desses jovens e muitos deles acabam se descobrindo e se aceitando nessa fase, onde tudo é tão simples e complicado ao mesmo tempo. Admiro Emily e Naomy (Skins), Santana (Glee) e Jack (Dawson’s Creek) que apesar do medo do preconceito, foram corajosos o suficiente para assumirem sua sexualidade perante a sociedade e continuarem de cabeça erguida apesar de todas as fofocas pelo corredores do colégio.

19 de Julho de 2012

Querido diário,

apesar das diferenças, no final todos são iguais e o momento mais esperado do ano finalmente chegou: o baile de formatura! Esperado por muitos e temido pelos excluídos, o baile é a oportunidade dos populares se tornarem o rei e rainha do baile e dos excluídos de finalmente saírem com alguém (isso se forem convidados, é claro). As garotas têm a oportunidade de desfilarem em vestidos deslumbrantes e os garotos têm a oportunidade de conquistar a garota de seus sonhos. E como num bom baile de formatura não pode faltar música, o elenco de Glee anima a festa com seu repertório diverso. O ponche também é um ingrediente indispensável pra festa continuar. E enquanto vemos alguns partirem para a faculdade podemos continuar observando esse loop infinito de acontecimentos na vida de uma jovem que ainda tem mais um ano de high school pela frente. Se eu não conseguir ser a rainha do baile esse ano, me aguardem ano que vem!

//

Especial produzido por Gabriela Pagano e Maísa França.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account