Log In

Colírio

Colírio: James Badge Dale

Pin it
Astro da série prematuramente cancelada Rubicon é o homenageado da coluna Colírio para Mulheres, Astro da série prematuramente cancelada Rubicon é o homenageado da coluna Colírio para Mulheres

James Badge Dale
O problema dos bons rapazes é que eles criam uma dificuldade enorme na hora de fazermos um bom colírio (entenda-se que eles sempre estão vestidos demais em todas as fotos encontradas na internet, um desperdício).

E James Badge Dale é o típico bom moço: nascido em Nova Iorque em 1 de Maio de 1978, filho de um coreógrafo e uma atriz, ele estreou cedo no cinema interpretando Simon em uma refilmagem do filme O Senhor das Moscas. Diz ele que, ao voltar para a escola depois da temporada de filmagens na Jamaica, sofreu bastante na mão dos colegas que brincavam com ele por conta do personagem que interpretou.

O romance é um clássico americano, obrigatório para todas as crianças de lá, que conta sobre um grupo de garotos presos em uma ilha e quais maldades estes são capazes de fazer quando ditam as regras – ou do quanto ficam semelhantes aos adultos.

Ao investir na carreira de ator ele acabou por abandonar a carreira como jogador de hóquei e, enquanto o sucesso não vinha, ele trabalhou com construção civil.

James Badge Dale
Na televisão o bonitão foi visto em pontas em seriados como Law & Order:SVU, CSI e Rescue Me, além de participações maiores em 24 Horas e The Black Donnellys. O ator sério, e que eu considero mais bonito quando faz cara de mal, acabou por estrelar a minisséria da HBO The Pacific e ganhou o papel de protagonista em Rubicon, aposta da AMC cancelada precocemente.

Esperemos que ele não fique desempregado por muito tempo…

Séries citadas:

7 Comments

  1. Anônimo

    Simone,
    Era exatamente ele que eu gostaria que figurasse em sua coluna. Um grande ator, que escolhe bons papéis para representar, e tem o tipo de beleza e masculinidade de minha preferência.

  2. Flávia Ribeiro Varsano

    Melhor escolha, impossível!!! Ele nem me chamou tanta atenção quando fez o Chase em 24 Horas – eu só tinha olhos para Jack Bauer. Mas em The Pacific… É homem com cara de homem, né não?

  3. Anônimo

    Bem, eu acho nojenta a Pamela Anderson, a Daniela Winnits e outras desse tipo, e o mesmo se aplica aos seus equivalentes do gênero masculino – tanto fisicamente quanto no que se refere a talento e intelecto de abobrinhas. Mas o aqui escolhido é um legítimo representante da Beleza e do Talento. Parabéns, Simone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account