Log In

Reviews

Chuck – Chuck Versus Sarah e Chuck Versus the Goodbye

Pin it

Série: Chuck
Episódios: Chuck Versus Sarah e Chuck Versus the Goodbye
Número dos Episódios: 5x12 e 5x13 (Series Finale)
Exibição nos EUA: 27/01/2012
94.666666666667
4.7
3

Não sou de fazer textos dissecando cada cena porque eu mesmo não curto. E no caso desse final de temporada não quero entregar tudo para quem por acaso não tenha assistido. A promessa que essas duas horas finais seriam um presente para aqueles que acompanharam a série até aqui foi realmente cumprida. E a melhor coisa que fiz foi rever o piloto horas antes.

“Algumas coisas que vocês precisam saber e talvez tenha esquecido”. É assim que começam os episódios narrados por Chuck. Nunca essa frase encaixou também. Ele poderia ter repetido esse mesmo texto encerrando a história. Chuck, Casey e Morgan estão decidindo como farão para encontrar Sarah. Enquanto isso a vemos brigando com Quinn em seu antigo apartamento para logo em seguida reaparecer machucada na porta de Chuck. Em segundos sabemos que mesmo a primeira reação ter sido de desconfiança, Walker acreditou em Quinn e está pronta para descobrir o paradeiro do último Intersect. Essa foi a primeira oportunidade dos roteiristas em escolher um caminho fácil para Sarah. Ela poderia ter recuperado a memória e junto com o marido e os amigos lutar contra Quinn. Felizmente não foi o que aconteceu.

A primeira parte do final é a que mais mexe com a emoção de quem acompanhou a série, só perdendo para os minutos finais. Apesar do protagonista ser Zachary Levi, foi Yvonne Strahovski quem roubou a cena. Ela nunca esteve tão bem no papel. Conseguiu dar conta do recado de precisar recriar a personagem e ao mesmo tempo reviver o que era quando tudo começou.

O texto trabalhou muito com a essência de cada um e ao mesmo tempo com a mudança de cada personagem nesses últimos anos. Casey ao mesmo tempo que mostrava um lado mais emocional precisou resgatar o general lá do início. Morgan também abusou daquele humor quase infantil de outrora mas sem ser irritante como antes.

Foi bom também a oportunidade dada a Sarah Lancaster de mostrar mais o seu trabalho. Além de linda, a atriz é excelente, e por muitas vezes foi mal aproveitada. As cenas durante o seqüestro foram prazerosas de assistir. A esperteza de Ellie mostrou que no final das contas os Bartowski tem um lado espião bem aguçado.

A cena de Chuck e Sarah na casa em que eles cravaram seus nomes foi o meu primeiro momento “abrindo o berreiro” não bastasse a conversa dos dois, Bartowski se recusando a reagir para provar a esposa seus sentimentos foi muito bem trabalhada. E quando ele leva um tiro por um momento pensei: ai meu Deus, ele vai morrer, para lembrar que ainda faltava muita lenha para queimar. Eu tinha uma ideia fixa que no final Chuck morreria. Para fechar, Casey entrega a Sarah um DVD com o diário/relatório dela durante o tempo que foi a handler de Chuck. E bom, se você não viu, veja.


Na segunda parte Sarah retorna e aceita ajuda para conseguir derrotar Quinn. Assim começa a parte mais divertida desse final. Várias referências ao passado. Temos Walker novamente vestida de alemãzinha, ela e Chuck dançando tango, etc. Durante toda a ação Bartowski fica ouvindo conselhos do Morgan sobre como reconquistar a esposa que continua sem qualquer lembrança sobre os dois.

Com isso quando surge a oportunidade de matar Quinn, ele recua e não consegue atirar porque uma das coisas que Sarah amava nele era o fato dele não ser capaz de matar.


Isso acaba atrapalhando toda a missão e Casey os prende no castelo com o objetivo de resolver o problema sozinho mas Morgan convence o sogro do contrário e ele resolve soltar os parceiros. No entanto Sarah está decidida a continuar sozinha mas é impedida por Mama Bartowski numa das cenas mais fofas/engraçadas do seriado. Ela, Mary, apontando a arma para a nora e sendo repreendida por Awesome porque existe uma regra que Baby Clara não terá contato com armas foi hilário.

Preciso me render. Toda a reclamação que fiz sobre Jefster terem descoberto que Chuck faz parte da CIA e aqueles desperdícios de cenas foram justificadas, e perdoadas, com esse final. A-HA foi golpe baixo. Eu vou passar uma semana cantarolando Take on Me. E a cena realmente funcionou. Os dois não só salvaram a vida da General Beckman como proporcionaram muita diversão tamanho o absurdo da situação. Com certeza essa foi a maneira de amenizar o que estava por vir.

Chuck tinha como objetivo usar o Intersect para devolver a memória da Sarah mas quando finalmente ele tem os óculos em suas mãos precisa decidir entre ter a esposa de volta ou salvar o dia. E assim volta a ter o Intersect. Eu já tinha cantado a pedra que de alguma maneira tudo iria voltar a ser como no início. Tenho que dizer que amei a decisão. Não gosto de finais fáceis e admiro quando se há coragem de deixar algumas respostas.

Foi um final agridoce para uma série que não foi constante (mais por incompetência da emissora que de seus criadores).


A cena final na praia entre Chuck e Sarah foi de uma leveza e beleza, além de uma grande sacada em nos lembrar do piloto quando é Sarah quem está o confortando. Mais uma vez eu abri o berreiro. Seria mais simples ela lembrar de tudo, nem que fosse com o beijo ‘mágico’, mas gosto de imaginar Chuck a reconquistando a cada dia e a memória dela voltando aos poucos. Yvonne e Zachary disseram em entrevista que as lágrimas foram verdadeiras. A atriz estava com dificuldades de segurar a emoção. E que isso foi uma constante em todas as cenas de despedida. Para mim esse final de temporada foi um dos mais bonitos que assisti não por ser perfeito mas por respeitar a essência da série.

Séries citadas:

Pós-graduada em História Contemporânea, pretende fazer mestrado usando séries como fonte. Seriados fazem parte da sua vida desde sempre. Magnum, Casal 20, Macgyver, Super Vicky são alguns deles. Assiste aproximadamente 40 séries (incluindo algumas já canceladas). Está aprendendo a abandonar séries mas sempre acaba colocando outras no lugar.

8 Comments

  1. @lusali

    ótimo review! tenho a mesma impressão do final, de q ele foi reconquistando ela aos poucos. mas, talvez ela fosse recuperando alguma memória já que durante o episódio ela já estava fazendo isso.
    enfim, sentirei saudades! era daquelas séries pra amenizar a semana.

  2. Carlos

    Ótima review. E adorei o final da série. Esses dois últimos episódios foram fantásticos, ainda mais por não ter dado, como você disse, um final fácil, e olha que eles tiveram várias oportunidades.

  3. Caline

    Que final foi esse de Chuck?? Lindo e emocionante!!! Muito bom!! Vai fazer falta…#goodbyechuck

  4. Luana oliveira

    A Melhooooor Serie, lindoooo a história de Chuck e Sarah, …SAUDADEEEEEEEEEEESS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account