Log In

Reviews

Chicago Fire – Warm and Dead

Pin it
Série: Chicago Fire
Episódio: Warm and Dead
Número do Episódio: 1x13
Exibição nos EUA: 30/01/2013
94.666666666667
4.7
3

Desde sua estreia Chicago Fire deixou bem claro de que não seria uma série com o elenco cheio de homens bonitos que fazem a vez de bombeiros nas ruas de Chicago. Muito mais que isso, a série mostrou que além de salvar a vida dos outros os a equipe toda do batalhão também tem que salvar e tomar decisões importantíssimas em sua própria vida.

E é justamente o que acontece no episódio Warm and Dead que, acredito, definiu os rumos dessa primeira temporada da série. As consequências das decisões tomadas pelos personagens nesse episódio serão mostradas no decorrer dos próximos episódios e enquanto eles não chegam, vamos ver o que aconteceu no episódio e fazer algumas especulações do que pode vir por aí.

Severide, que finalmente foi pra faca no finalzinho do espisódio, decidiu de última hora não abandonar tudo e ir pra Madri se aventurar com Renee e uma possível cirurgia inovadora na qual uma das consequencias poderia ser paralisia parcial. Acho que o bombeiro fez a escolha certa ao optar por fazer a cirurgia tradicional já que terá o apoio dos seus amigos e principalmente, Shay. Como consequência de sua escolha temos: 1) um bombeiro tristinho por abandonar Renee mas que logo vai se recuperar, afinal ele é o pegador; 2)complicações inesperadas na cirurgia ou; 3) vai dar tudo certo e todo mundo será feliz.

Casey deu seu depoimento simples e verdadeiro à favor da liberdade condicional de sua mãe e comoveu sua irmã pedra de gelo que no último momento não conseguiu proferir um palavra contra a liberdade da mulher. A mãe foi liberada com a condição de ter um lar estável, ou seja, morar com Casey. Como consequências da escolha temos: 1) Casey arrependido da liberdade da mãe porque ela vai ficar enchendo o saco em casa; 2) a mãe vai fazer alguma outra burrada e terá de voltar para a prisão ou; 3) a família será feliz novamente, inclusive com a presença da irmã.

Boden foi quem fez o episódio valer a pena, na minha opinião. A atitude do Chief em relação à Ernie (aquele menino dos incêndios nas lixeiras) foi muito bonita. Depois de levar o caso do garoto para a polícia e essa (como na maioria das vezes) não fazer nada a respeito, decidiu fazer justiça com as próprias mãos apesar de ter chegado um pouco tarde para salvar a vida do garoto que vivia com seu tio doidão. A atitude do Chief em ir atrás do tio do garoto e lhe dar uns belos de uns sopapos fez com que seus superiores o chamassem para uma conversinha e ele ficasse todo revoltadinho e entrasse com uma licença pra poder pensar em todo o ocorrido, afinal não é todo mundo que lida com a morte de uma criança (vide Peter Mills em episódios anteriores). E com o Chief acontecerá 1) Vai tirar sua licença básica e voltar como se nada tivesse acontecido; 2) não voltará depois da licença (acho improvável)

Otis pediu transferência pro outro batalhão onde foi fazer serviço voluntários e acabou gostando do ambiente. Acho que ele cansou do bullying que vinha sofrendo dos amigos que nunca deixavam ele pilotar o caminhão. E o que será de Otis: 1) Boden vai assinar sua transferência e ele nunca mais vai aparecer; 2) vai ser trasferido mas descobrir que sua família está no batalhão antigo.

E por último, Shay. Já sofreu tanto a coitada que torço imensamente para que Clarice não faça nenhuma besteira dessa vez senão eu mesma vou ter que ir tirar satisfação quessa gravidinha. O amor falou mais forte e a paramédica cedeu ao charme de seu verdadeiro amor e num ímpeto a convidou para morar junto com ela. Acho que essa história ainda vai render muito porque 1) Clarice vai ter o bebê e o ex pode aparecer pra fazer barraco; 2) Clarice vai fazer alguma outra besteira e arruinar de vez o relacionamento; 3) Shay vai arruinar o relacionamento de alguma forma ou; 4) elas podem ser feliz do jeitinho delas mas sempre com alguma coisa pra atrapalhar.

Fora isso, Pouch é o novo membro do batalhão. E é o mais bonitinho também!

PS: paramédicos não podem usar taser, Shay. Está na primeira página!

Façam suas apostas para os próximos episódios pois os personagens já fizeram as deles!

Séries citadas:

Tem 23 anos e é bibliotecária. No TeleSéries já foi editora de notícias e hoje escreve as reviews de Modern Family.

5 Comments

  1. Claudia Braga

    Adoro essa série, principalmente porque mostra os dramas pessoais dos personagens, mas como acompanho pela tv brasileira, não li a sua resenha ( estou sendo forte ) mas quis deixar o meu comentário!

  2. Maísa França

    Obrigada pelo comentário Claudia!
    Enquanto esse episódio não passa no Brasil, leia as resenhas dos episódios anteriores (:

  3. Gilson Junior

    Chicago Fire evoluiu mt do começo pra cá e eu to mt feliz com isso!
    Não sei pq mas dsd q vi a mãe do Casey pela primeira vez acho q ela não é boa pessoa. Acho q o maior problema pro Casey nessa convivência deve o o possível namorado dela, q certamente deve passar a frequentar a casa do bombeiro.
    Pode me chamar q vou com vc tirar satisfação com a Clarice! Shay não merece sofrer mais. Porém não duvido que clarice em breve suma sem dar explicações e deixe a Shay na depre d novo. Amei a história do taser e q só ela não tinha lido as regras!
    Ainda bem q a Renne foi embora pq qria Severide com a irmã do Mills!!!
    Falando em Mills amo o triangulo entre ele, Casey e Dawson, apesar de torcer pra ela ficar com Casey. Realmente esperava q a ex-noiva dele não desse mais as caras pq odeio a personagem, mas ela deve aparecer pra causar uma confusãozinha.

  4. Pingback: Chicago Fire – A Little Taste

  5. Pingback: Chicago Fire – A Little Taste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account