Log In

Reviews

Chicago Fire – Until Your Feet Leave the Ground e A Heavy Weight

Pin it
Série: Chicago Fire
Episódio: Until Your Feet Leave the Ground e A Heavy Weight
Nº dos episódios: 2×18 e 2x19
Exibição nos EUA: 08/04 e 15/04/2014
98.666666666667
4.9
3

Clima pesado define esses dois episódios. Não lembro de ter visto o batalhão numa torta de climão por tanto tempo como aconteceu em Until Your Feet Leave the Ground e A Heavy Weight. Jones foi a protagonista disso tudo e deixou muitos por aí se corroendo de remorso pelo acontecido – eu confesso que sou uma dessas pessoas.

Jones veio pra ser aquela que amamos odiar e, por fim, acabamos gostando muito mais que o previsto. Afinal, ela era um personagem cativante e que aos poucos se mostrava muito mais interessante do que poderíamos imaginar. Mas os roteiristas fizeram questão de, mais uma vez, sambar na nossa cara porque nós não temos coração e já tínhamos criado diversas teorias sobre como ela atrapalharia muita gente por ali. Em um episódio com clima morno, Jones roubou a cena com seu comportamento suspeito e descobrimos que o pior aconteceu: ela se suicidou.

Fomos pegos de surpresa porque, para nós, ela não passava de uma garota mimada com vontade de enfrentar o pai. Mas, na verdade, ela se mostrou até mais forte do que poderíamos imaginar. Mas, infelizmente, nós só conseguimos descobrir sua coragem e determinação através da morte. Seu fardo já estava muito pesado e ela resolveu dar um basta da pior maneira possível. O suicídio foi a única – e nesse caso, melhor – saída que a personagem encontrou para dar um basta em todos esses fantasmas que a acompanhavam.

O suicídio de Jones foi o pivô do desentendimento entre Herrmann e Mills e, também, pelo clima extremamente pesado que rondou o batalhão. A morte de Darden, no início da primeira temporada, não foi tão sentida por todos como a morte de Jones. As situações eram diferentes e, talvez por isso, a preocupação dos produtores tenham sido exatamente isso: mostrar o quão difícil é perder um amigo nessas circunstâncias. Chega a ser tão assustador que Chief Boden pede para que todos ali se apoiem para que isso não se repita e, de fato, é a coisa mais sensata a se fazer. Com isso, sentimos mais uma vez que o Batalhão 51 é uma verdadeira família.

Tão família que vemos sempre a preocupação que um tem pelo o outro. Dawson foi bombardeada pela famosa pergunta “você está bem?” depois que recebeu um bilhete deixado por Jones. Não é pra menos. Depois que vimos o quão chocante foi para Shay lidar com um suicídio, a preocupação do batalhão não seria menos. O que pensamos ser um bilhete suicida era, na verdade, uma frase motivadora que pode deixar Dawson ainda com mais vontade de ser bombeira, apesar de todas as circunstâncias que a rodeia. Seu envolvimento com Casey a impede de tomar o lugar de Jones no batalhão e a paramédica logo terá de escolher entre Casey e sua carreira.

Outro fato importante que mostra o batalhão sendo super família é quando eles se unem para fazer o bem a um desconhecido ou a uma pessoa aleatória nessa vida. O felizardo da vez foi Bloom, que conseguiu tirar das costas o peso do remorso graças à Severide e sua equipe.

Os resgates trouxeram emoção, mas foram ofuscados pelos dramas apresentados. Afinal, quem lembrará de um resgate quando se tem a notícia de que Clarke é, agora, um tenente e o Chief Boden será papai? Quando se trata de surpresas e dramas, os resgates viram detalhes em Chicago Fire.

 

Séries citadas:

Tem 23 anos e é bibliotecária. No TeleSéries já foi editora de notícias e hoje escreve as reviews de Modern Family.

1 Comment

  1. Aury Albuquerque

    O fato de que Herrmann será promovido e Dawson não poder responder a Casey só me leva a acreditar que algo acontecerá a ele com relação as sequelas da cirurgia e Casey terá que se afastar do batalhão. Só espero que Jesse Spencer não deixe a série.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account