Log In

Reviews

Chicago Fire – The Nuclear Option e Madmen and Fools

Pin it

SérieChicago Fire
Episódios: The Nuclear Option e Madmen and Fools
Número dos Episódios: 3×05 e 3×06
Exibição nos EUA: 21/10 e 28/10/2014
Nota dos Episódio: 8

A minha relação com Chicago Fire sempre foi de amor e ódio. A série é a única que consegue me passar esses sentimentos tão opostos em pouco espaço de tempo. Amei os dois primeiros episódios da temporada mas, analisando, algumas coisas ainda continuam difíceis de engolir – como aconteceu nas duas primeiras temporadas da série.

Uma dessas coisas é Casey. Quase sempre foi, na verdade. O bombeiro continua tão sem sal quanto antes e é o dono de um dos plots desnecessários da temporada. Até agora não entendi qual a finalidade dele ter ajudado a irmã nesses dois últimos episódios. Não acredito que tenha potencial já que o grande drama do tenente nessa temporada é seu relacionamento com Gabby. É difícil aceitar esses plots pararelos quando se poderia abordar de um modo melhor a relação do casal que fica a cada dia mais desgastante, como era de se esperar. Enquanto isso a amizade de Casey e Severide ainda continua não sendo abordada como deveria…

Gabby tem se saído bem como cadete, mas suas cenas com Herrmann chegam a dar nervosismo tamanho machismo expresso pelo bombeiro. Por mais que algumas falas possam parecer sutis, não dá para não notar esse preconceito infundado que Herrmann tem com Dawson. Isso tem feito com que ela não tenha dias tão bons quanto cadete e algumas dessas situações tornam sua relação com Casey praticamente inviável.

Severide continua não tendo destaque a não ser pela sua tentativa de driblar esse luto eterno que lhe cerca. E a viagem pra Vegas pode deixar o luto pra trás. Newhouse, o personagem com um dos maiores potenciais da série, começou a ganhar destaque e tem protagonizado algumas cenas já marcantes na série como o resgate do cachorrinho e a surra que levou no final do último episódio. Agora nós iremos descobrir um pouco mais da vida pessoal do bombeiro.

Ao contrário dos dramas pessoais dos bombeiros, os resgates não decepcionam nunca e a produção da série tem se superado a cada novo chamado.

E é assim, com algumas coisas desnecessárias, algumas mal exploradas e outras bem aproveitadas que Chicago Fire tem caminhado nessa terceira temporada.

Séries citadas:

Tem 23 anos e é bibliotecária. No TeleSéries já foi editora de notícias e hoje escreve as reviews de Modern Family.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account