Log In

Reviews

Chicago Fire – Nobody Touches Anything e Chopper

Pin it

Série: Chicago Fire
Episódios: Nobody Touches Anything e Chopper
Número dos Episódios: 3×07 e 3×08
Exibição nos EUA: 11/11 e 18/11/2014
Nota dos Episódios: 8.5

E a ida de Severide a Vegas foi como o esperado: desastrosa. Ele conheceu Brittany na mesa de dados e voltou casado. Como já esperado, Casey apoiou completamente o novo estado civil do seu amigo enquanto Dawson ficou com os dois pés atrás com essa união. Gabby acusou Severide de usar o casamento para esconder seu luto pela morte de Shay e que ela desaprovaria essa atitude dele, mas quem fala o que quer ouve o que não quer e Kelly declarou que era Dawson quem entristeceria Shay adiando o casamento por tempo indeterminado o que a deixou realmente sentida. Espero que agora tenhamos mais drama no casal “Dawsey”.

A cada episódio vou gostando mais da Brett, o jeito atrapalhado dela me faz rir bastante. Porém, quando o assunto é Severide ela fica ainda mais enrolada e acredito que exista algum interesse romântico no tenente, mas quem a julgaria? Ainda sobre Brett, o que foi aquela aula de zumba com Cruz sendo o professor? Cena mais leve do episódio e que me fez rir bastante. Espero que essa história não fique abandonada, pois Cruz dançando zumba foi impagável.

Conhecemos também um pouco mais de Newhouse que está investigando um foragido perigoso em troca de uma recompensa para pagar as despesas da viagem da equipe de decatlo de sua filha e o Mills, sendo o bom moço de sempre, vendo o risco que o bombeiro corria juntou-se com o restante do batalhão e arrecadou o dinheiro necessário para viagem.

Quanto aos resgates, destaque para o último que iniciou a investigação do crossover Chicago Fire/ SVU/ Chicago PD. Ao resgatar um homem num incêndio Severide encontra fotos de crianças seminuas e chama Lindsay e Voight para investigar o caso de pedofilia.

Sobre o crossover, acredito que ele deixou os fãs de Chicago Fire desapontados, pois essa cena foi a única participação da série no evento e ainda não foi dessa vez que tivemos o esperado encontro Voight x Casey.

Chopper começou com o drama que estava “esquecido” a algum tempo: o de bebê de Donna e Boden. A gravidez é mais perigosa do que se imaginava e Donna corre risco de morte. Depois de desabafar com Herrmann, Boden ouviu do bombeiro que ele deveria apoiá-la e a para ter fé: “céu escuro nem sempre é sinal de chuva”.

Como já era de esperar a convivência de Severide/Brittany/Dawson/Casey no mesmo apartamento não está sendo fácil. Até entendo Dawsey, ouvir coito alheio não é bacana. Ainda falando em Brittany, ela foi ao local do acidente buscando notícias do seu marido e foi fofo quando Boden a deixou ouvir o rádio, mas essa visita dela acabou causando a primeira briga do casal. Ela perdeu uma irmã recentemente e por isso está sufocando Severide.

Na minha opinião esse resgate foi um dos melhores da season 3. Dois meninos brincavam sozinhos com um drone e acabaram batendo num helicóptero que caiu em cima de um edifício. Ao evacuar o prédio Dawson deu sua máscara a vítima, porém ela ficou presa nos escombros o que gerou o primeiro suspense da noite. Foi extrema irresponsabilidade da cadete e acho que ela deveria ser corrigida com mais severidade, porém ficou apenas numa advertência breve de Casey.

Já Brett fez o resgate de um homem suspeito que não queria ser socorrido pensando que ela fosse policial, porém a paramédica teimou em atendê-lo e para afastá-la ele lhe apontou uma arma nos levando ao segundo susto na noite. Ao sentir uma forte dor, o bandido deixou a socorrista ajudá-lo porém ela não conseguiu leva-lo ao hospital.

Ainda tivemos mais alguns sustos. De um lado, Severide quase despenca do prédio dentro do helicóptero, do outro Casey por pouco não foi eletrocutado enquanto resgatava uma das crianças causou o acidente.

Foi muito humana a atitude de Brett e Herrmann durante os resgastes. A paramédica tentou confortar um moribundo e o bombeiro acalmou e distraiu, com certo humor, uma vítima que estava presa a hélice do helicóptero enquanto era resgatada.

Teve ainda um momento “Dawson e Mills” e o ex bombeiro demonstrou que ainda sente algo pela cadete. Espero que não volte o triangulo Casey-Dawson-Mills porque esse drama já saturou.

No fim do turno Brett nota que está sendo perseguida. Era Gus tentando pedir desculpa pela forma estupida que agiu durante o salvamento e lhe deu um cartão dizendo que quando ela precisasse deixasse uma mensagem que ele a acharia. Todos querem um “vale-resgate”. Mas a pergunta que fica é: ao notar que está perseguido, quem para num beco sem saída sozinha? Sylvie Brett.

E o momento cômico da noite mais uma vez foi “Cruzumba”. Casey nota a aproximação de Brett e Cruz e a aconselha sobre relacionamentos dentro do quartel. Ela tentando se justificar, confessa que Cruz lhe dar aulas de dança e a partir daí a história se espalha, bombeiros fofoqueiros! Todo batalhão então resolve fazer uma surpresa a Cruz e se vão em sua aula. De um lado Dawson, Newhouse e Mills davam um show, do outro Casey, Mouch, Herrmann, Otis ou Cap passavam vergonha, era um desafio de quem dançava pior.

*Texto por Aury Albuquerque

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account