Log In

Notícias

CBS confirma o fim de Swingtown

Pin it

Molly Parker e Lana Parrilla em SwingtownA rede CBS oficializou esta semana a notícia que todo mundo já sabia: a série Swingtown foi cancelada.

O drama, que foi ao ar de junho a setembro nos Estados Unidos, abordava a liberdade sexual nos anos 70 e provocou a ira de organizações conservadoras, que organizaram boicotes ao canal.

No anúncio, a presidente de entretenimento da CBS, Nina Tassler, comentou a decisão:

Nós não vamos retomar Swingtown. Mas estamos extremamente orgulhosos de tê-la executado – que acabou entrando em algumas listas dos melhores programas de 2008. O seriado também foi uma vítima da greve. E foi um risco. Mas nós fizemos e temos orgulho dele.

A CBS chegou a buscar parceiros nos canais de TV por assinatura para renovar a série para uma segunda temporada. Mas não fechou negócio – o canal Bravo acabou comprando o direito de exibição das reprises, mas não se comprometeu com novos episódios.

Swingtown ainda está inédita no Brasil. Os direitos de exibição foram adquiridos pela Warner Channel junto a CBS Paramount Network.

Com informações da Broadcasting & Cable.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

10 Comments

  1. Rodrigo B.

    “Mas estamos extremamente orgulhosos de tê-la executado – que acabou entrando em algumas listas dos melhores programas de 2008.

    Isso é sério?

  2. Fernando dos Santos

    Desde o ínicio dava pra ver que esta era uma série incompatível com a tevê aberta.Se a CBS realmente acreditava no potencial do programa, então deveria tê-lo colocado no Showtime.

  3. Claire

    Boa série mesmo…concordo com o Fernando,acho que teria mais chance no Showtime.

  4. Rafa Bauer

    Gostei da série. Começou excelente, mas foi decaindo no decorrer da temporada. Merecia uma sobrevida, pelo menos uma 2ª temporada…

  5. Cacaio

    Isso que a série “ficou” prá lá de puritana. Tem outras por aí que mostram muito + coisas.

  6. Rubens

    Rodrigo B, claro que o papo da presidente de entretenimento da CBS não é sério, mas ela era “obrigada” a falar qualquer coisa de legal, pouco importa se verdadeiro ou nao. É de praxe. Tolice é levar esses elogios a serio.

    [ ] Rubens

  7. Carl

    Eventualmente isso ia acontecer. Vi uma palestra do diretor onde tiveram que usar computação gráfica para desfazer uma cena de sexo (eles mudaram o lugar da coxa da personagem – em ângulo visto de lado – ocorria ao fundo, lá pelo eps. 4 ou 5) por causa da regulamentação americana. Polêmico demais para TV Aberta, como citado acima. Se fosse na TV paga poderia ser, até porque justificaria a produção, que não é tão cara. Louvável a vontade de fazer, pena que talvez no momento e TV errada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account