Log In

Reviews

Castle – Montreal

Pin it

Série: Castle
Episódio: Montreal
Número do episódio: 7×02
Exibição nos EUA: 6/10/2014
Nota do Episódio: 9.7

Que surpresa gostosa esse episódio! Já virou lei em Castle o segundo episódio – pelo menos para mim – vir com mais surpresas e até melhor que a premiere da temporada. Porém, quem disse que eu estava esperando tanta informação e reviravoltas em Montreal? Obviamente, nós não tivemos nenhuma resposta concreta, mas o caminho de Kate e Rick, pelo menos no próximo mês, já foi traçado.

castle - montreal 00

Como já era de se esperar, Castle quer respostas e as quer rapidamente. O que quer que seja que tenha acontecido com ele tornou a sua vida uma loucura e mexeu, principalmente, na sua relação com Beckett. Além disso, há ainda uma pressão por parte da imprensa que custa em acreditar na história da amnésia apresentada pelo escritor. Paralelamente às buscas de Castle, o dono da empresa de brinquedos Williger, Wallace Williger, foi encontrado morto, no mar, envolvido em um saco plástico. Confesso que amei esse ritmo com dois casos paralelos e não me incomodaria se isso fosse repetido durante a temporada.

Logo no início nós vemos Castle sendo Castle: agindo sem pensar nas consequências. Ele oferece 250 mil para quem ajudá-lo a solucionar, com pistas, o caso do seu desaparecimento. Claro, como eu disse antes, Castle está cego por respostas e não o julgo, mas Gates, sim. Eu tive um ataque de riso quando ele põe em ação o plano – que consistia em dar um beijo em Gates – para acalmar a raiva da capitã. Se acalmou a raiva, eu não sei, mas que deixou a mulher sem o que falar, ah, isso sim.

E entre mulheres solteiras querendo chamar atenção e pessoas malucas dizendo que Castle havia sido preso por uma espaçonave, entrou na história um casal que, em sua lua-de-mel, em Montreal, contou com a aparição de Castle no fundo de uma das fotos tiradas na viagem. E, se o caso não estivesse complicado o suficiente, ficaria ainda mais: Castle foi fotografado conversando com o homem que havia se passado de Henry Jenkins. Se toda essa história do sumiço de Castle fosse um mar, eu poderia tranquilamente dizer que, naquele momento, uma tsunami de ideias passou pela minha cabeça. E pela sua também, aposto.Castle - montreal 02

“Queria poder explicar. Mas saiba que eu te amo. Sempre te amei. Sempre.

Chegando em Montreal, Castle juntamente com Alexis foi ao Banco Central com a chave que estava em seu bolso no dia que foi encontrado. Lá, no cofre de número 38, encontrou três envelopes destinados a Martha, Alexis e Beckett, nos quais continham cartões de memória com filmagens de Castle. Nessa hora meu coração doeu. E Beckett, se tinha alguma dúvida ainda se confiar em Castle era o certo, definitivamente baixou a guarda, permitiu cair o muro, e deixou-se levar por aquelas palavras simples, sem rodeios, mas que significam muito para a história dos dois. O sempre nunca se fez tão necessário como dessa vez.

E enquanto Beckett, Espo, Ryan e Lanie descobriam que Williger estava trabalhando disfarçado como zelador do galpão da sua própria empresa para investigar um possível tráfico de drogas, Castle agia sem pensar pela segunda vez e, ao descobrir o endereço do lugar onde foi filmado o seu vídeo, partiu para Montreal sem avisar ninguém. castle - montreal 03

Quando eu achei que estava começando a entender o caso, vem uma bomba e deixa ele ainda mais confuso. De toda a loucura que foi o encontro entre Castle e o falso Henry Jenkins, de uma coisa é certa: Castle realmente não se lembra, porém, não lembra porque ele PEDIU para não lembrar. Sério, eu soltei um ‘wtf?’ inevitável. E, obviamente e felizmente, eu assisto uma série cujos roteiro e histórias são impecáveis e muito bem elaborados, e não poderia esperar nada menos que mais uma informação louca no meio desse mistério. Algo aconteceu com Castle, quando ele tinha 11 anos, e que o fez virar escritor, mas ninguém sabe, nem Beckett. Misturado a esse passado pouco explorado do escritor, ainda temos o que Castle fez lá em Montreal que, para ele ter pedido para não se lembrar, podemos presumir que não seja pouca coisa.

Mas a cerejinha do bolo ficou para cena final. Essas cenas caseiras nas quais Castle e Beckett desfrutam de uma intimidade sem tamanho, por mais que já sejam do nosso conhecimento desde a quinta temporada, ainda mexem comigo – aliás, acho que vão mexer sempre. É natural que Castle queira casar-se logo, numa medida até de tentar voltar à vida normal, sair daquele caos, mas também é natural da Beckett que nós conhecemos colocar a cabeça de Rick no lugar, fincar os pés no chão e optar o que, sem dúvida, o melhor para eles. A entrega que os dois têm um pelo outro é incrível, e a confiança num futuro -certo- juntos é o que fez Beckett propor um prazo de um mês para que as coisas se ajeitassem e é o que fez Castle aceitá-lo. Eles sabem que são um do outro, no matter what, para sempre. Por isso, o que 30 dias são? Nada.

Episódios como Montreal, que juntam os dois extremos de Castle (o brincalhão e o noivo mais amoroso do mundo) e ainda trazem antigas significações, simplesmente me tiram do plumo. Acho que para duas pessoas que pretendem unir suas vidas, estar junto nessa investigação será muito saudável. Além disso, nós tivemos uma série inteira praticamente baseada no passado de Beckett o caso de Johanna e agora teremos a oportunidade de colocar Castle em foco e extrair tudo que tem de bom do personagem, do ator e da sua atuação sempre impecável. Tô ansiosa DEMAIS para o restante dos episódios e eu definitivamente acho (e vou repetir isso sempre) que será um desperdício acabar, na sétima temporada, uma série que tem pano na manga pra mais 5. Até semana que vem, gente :)

Ps1: Desculpem a demora, people. A semana foi corrida e minha cabeça não estava em condições de escrever algo decente para vocês. Na semana que vem, como forma de gratificação, escreverei a review em tempo recorde. Aguardem!

Ps2: Shippo Esplanie sim, fiquei feliz em vê-los juntos sim, e amei o “hola, preciosa” sim <3

Ps3: Fico me perguntando como os produtores de Castle conseguem, de forma tão natural, mesclar o drama e o humor. Palmas.

Ps4: A única coisa que me preocupa desse segredo que Castle tem (sobre o que aconteceu com ele aos 11 anos) é que ele esconder isso pode deixar Beckett magoada. Espero que seja apenas uma teoria falha minha.

Séries citadas:

Futura professora, 20 anos, estudante de Letras da UFF, monitora de Português do Colégio e Curso pH e amante de uma boa literatura. No TeleSéries é editora de reviews e reviewer de Castle e Bad Judge. É viciada em séries e dizem por aí que shippa praticamente tudo que se move. Fã incondicional de Roberto Carlos, ama também falar em 3ª pessoa.

Website: http://minhaasconfissoes.blogspot.com.br/

4 Comments

  1. Pingback: Castle – Montreal » TeleSéries - Portal Quetau - TV - Notícias, fofocas, informações, curiosidades e muito mais!

  2. keila

    A história ( de quando ele era criança), deve ter sido terrível, pq ele não contou nem p/ mãe dele!
    Mas, acredito que a história (na infãncia) não esteja relacionada ao sumiço do Castle., mas sim que foi um código p/ provar que o próprio Castle pediu que ele não seja lembrado do que aconteceu c/ ele nestes 2 meses!

  3. Ana Botelho

    Sim, também não acho, e to doida pra eles explorarem esse passado! Curiosidade mil hahahahaa

  4. sorayaestrela

    Eu agora estou mais interessada em saber o que aconteceu com ele qdo tinha 11 anos do pq ele sumiu.
    Estou feito uma louca tentando achar um eps que foi ou na 2a ou 3a temporada (apostando mais na 2a) que ele conta pra Kate do pq se tornou um escritor (acho que foi isso) e ele conta de um amigo que morreu de infância que morreu. Queria achar esse eps e rever essa cena, vai que tem algo a ver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account