Log In

Reviews

Castle – Demons

Pin it

Série: Castle
Episódio: Demons
Temporada:
Número do Episódio: 4×06
Data de Exibição nos EUA: 24/10/2011

Demons. Um episódio clássico de Castle. Com os elementos que nos fizeram adorar a série, e com muitos momentos de diversão, a marca registrada do seriado. Enfim, um ótimo episódio.

Fantasmas e caça-fantasmas. Quase posso ouvir a músiquinha de Os Caça-Fantasmas, o clássico da sessão da tarde, na minha cabeça (Who you gonna call? Who you gonna call? Who you gonna call? Ghostbusters!) quando penso no episódio. Adorei o caso da semana. De verdade. Achei ótima a forma como o tema foi explorado. Levemente, com muita diversão. Adorei a divisão da equipe entre os crentes (Ryan e Castle) e os céticos (Esposito e Beckett). Foi interessante ver cada dupla “puxando a brasa pro seu assado”, e alternando explicações místicas e racionais pros acontecimentos da casa. E, achei legal que, no final das contas, houve uma certa trégua entre os líderes das “correntes de pensamento”, e Beckett acabou admitindo que até poderia ter havido alguma participação sobrenatural nas investigações. Desde que ela não tenha sido de um demônio.

Outro ponto positivo do episódio foi a mescla da equipe. Nessa temporada temos visto outras duplas em ação, que não Castle e Beckett. Nesse episódio, foi a vez de Castle e Ryan investigarem juntos, enquanto que Beckett e Esposito fizeram dobradinha. Essa nova divisão proporcionou bons momentos. Especialmente aquele no qual Beckett dá AQUELA olhada pra Ryan e Castle, que saem correndo e meio atordoados.

E falando em dobradinha, Demons teve um encontro duplo. Duas mulheres adoráveis, dois homens gentis e fofos. Dois casais apaixonados. Nada poderia dar errado, correto? Não! Jenny + vinho = Esplaine “no telhado”. É, é esse o efeito que a pergunta “Vocês casam quando” tem em muitos casais. Torço muito pra que Lanie e Esposito acertem os ponteiros e voltem a ficar juntos. Eles são engraçados e fofos juntos, então tem toda minha torcida. E por falar em fofura, tivemos mais uma prova de amizade entre Ryan e Esposito. Achei bonita a cena da “sala secreta”, de Ryan dizendo pro parceiro que sentia muito pelo término e que ele estaria ali pra que precisava. Pena que uma lâmpada nova colocou final na cena!

Ainda falando dos momentos bonitinhos de Demons, gostei bastante das cenas entre Castle e Alexis. Sempre adoro as tentativas de Castle de ser o pai conselheiro. O que foi ele dizendo pra Alexis que ela não podia ficar esperando por Ashley e largar tudo e sair correndo sempre que ele precisasse dela, simplesmente pra fazer exatamente isso quando Kate ligou? Ri demais. No final das contas, ainda que o conselho tenha sido no melhor estilo “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”, Alexis acabou modificando um pouco seu comportamento. Mas o abraço do pai foi mais útil do que suas palavras, para a adolescente.

Por falar em rir muito … ri muito de Castle em Demons. A forma como ele acredita na coisas me fascina. Nesse episódio, mais uma vez, Rick parecia uma criança falando de doces toda vez que falava sobre os fantasmas e seus caçadores, sobre casas mal assombradas e demônios. Sem contar as cenas de “pavor”, nas quais Castle grita histericamente e faz caretas hilárias, enquanto que Beckett mantém a calma, e age com certa indiferença.

A cena de Castle e Beckett procurando pelo cômodo secreto foi inteira divertida. Kate enrolando Castle com a história da cabana mal assombrada da infância? Divertido. Rick pegando “não nas pernas” de Kate? Divertido. Castle gritando como uma menininha por causa do cadáver que caiu sobre ele? Muito divertido.

E é por tudo isso que Demons é um dos meus episódios favoritos da temporada. Estou inclinada a pensar, inclusive, que ele é o favorito, até aqui. E estou ainda mais inclinada a acreditar que na próxima segunda-feira ele perderá o posto para Cops & Robbers. Que saber por quê? Confira vídeos do próximo episódio aqui e aqui. Mas já aviso, é por sua conta e risco! Quando você tiver problemas para conter a ansiedade, nessa semana, não vá dizer que eu não avisei.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

11 Comments

  1. Fabiola Masiero

    Esta série está melhor a cada episódio e de fato, pelo jeito o da semana que vem promete!!!!

  2. Anônimo

    concordo com tudo o que você escreveu, mari! cara, eu tive de parar o vídeo quando eles acharam o matt benton, de tanto que eu ria. adoro quando os elementos clássicos de castle aparecem num episódio.
    :o)

  3. Raquel

    O que foi Castle sentado naquele sofá na casa de Piedade???? Gargalhei demais, ele parecia não caber no lugar, ainda por cima colocou as mãozinhas nos joelhos!
    Beckett é mulher macho, né? O rato andando nas costas dele e ela na maior tranquilidade, como se fosse  a coisa mais normal do mundo. tsc
    Não consigo parar de rir dele dizendo “They’re here..” na frente daquela tv fora do ar. Chega ser estúpido de tão bobo, mas me lembrou muito o filme White Noise 2, com Nathan. :)

  4. Mônica Almeida

    Adorei o episódio! Ri muito e além do mais, adoro histórias de fantasmas. Mas não gostei do Eposito e da Lanie terem dado um tempo. Acho os dois super fofos. Espero que voltem a ficar juntos logo.
    Mas tem uma coisinha que me chamou a atenção e não gostei nem um pouco. A secada que a Beckett dá no policial que entrega pra ela um envelope ou sei lá o que. Pensei até que era o Josh Hopkins. Muito parecido. Fiquei coma pulga atrás da orelha.
    Semana que vem promete. Ou assim esperamos. Ah! Sir Gates não deu as caras no episódio inteiro. YES!

  5. Mariela Assmann

    Mônica, também reparei a secada da Beckett no policial. Até achei que a história “renderia” no próprio episódio. Como não aconteceu mais nada, pensei que tinha sido cisma minha! Tomara que essa história, definitivamente, não renda, né? =)

  6. Therê

    Oi  Mariela
    Vc.  está  sendo  a  pessoa  que  faz  os  reviews  mais  próximos do  término  de  cada  capítulo  do  seriado  Castle.
    Que  ótimo,  e  além  do  mais  ele  é  bastante  abalizado  e  elucidativo. Parabéns.
    Sabe,  das  inúmeras  séries que  proliferam  em  nossa  T.V.  e  computador,  Castle  é  a  que  mais  me  agrada  e  olhe  que  a  concorrência  é  enorme  pois  temos  seriados  muitíssimo  bons.
    Mas,  acho  que  Becket  e  Castle  formam a  dupla  mais  romântica  e  bonita  de  todas  quanto  assisto. 
    e  vc.  consegue  retrata-los  com perfeição.
    Estou  ansiosa  para  ver    os  dois  finalmente  quebrarem  o  muro  que  existe no  coração  de  Kate,  para  ambos  viverem  um  grande  amor.
    Estou  com  alguma  suspeita  (depois  de  ver  o  Promo  que  vc. nos  mostrou  do  capítulo  -7-)   que  alguma  coisa  possa  acontecer  de  positivo  entre  eles  nesse  episódio  e  já  está  mais  do  que  na  hora.  
    Pois  não  tem  como  um  perigo  com  a  vida  de  Castle  para  quebrar  o  gelo  (o muro) em  Kate,  para  que  ela  corra  pra  ele  e lhe  dê  o  seu  amor.
    Desculpe-me  não  ter  comentado  nada  sobre  o  seu  review, mas  falar  o  que  se  ele  está  perfeito.

    grata 

  7. Keilacristinaceccatto

    Vcs repararam no ator que fez o policial que entrega 1 papel p/ o Exposito e dá um sorriso p/ Kate? 
    Então, quando assisti pela 1 vez nem reparei, ontem assisti de novo e reparei. Pensei, este cara é a cara de 1 ator de Cougar Town! E não é que era mesmo! O Josh Hopkins! Eu não assisto a série Cougar Town, lembro dele mesmo num episódio que ele fez em Bones ( o professor lindo da Bones).

  8. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 2 a 8/7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account