Log In

Reviews

Castle – Bad Santa

Pin it

Série: Castle
Episódio: Bad Santa
Número do episódio: 7×10
Exibição nos EUA: 08/12/2014
Nota do episódio: 8.7

Para ajudar a equipe,
A um chefe da máfia Castle foi se juntar.
Caso resolvido, Gates foi avisar
Que fora do departamento ele tem que estar.
Quem mandou Castle agir sem pensar?

Em ritmo natalino e poético, Bad Santa chegou para encerrar a exibição de episódios antes do tradicional hiato de fim de ano. Provavelmente, muitos esperavam um episódio mais grandioso de natal e ele realmente não foi essa coca-cola toda. No entanto, trouxe questões importantes e deixou um gancho terrível para a continuação em 2015. E a gente achando que o sumiço do Castle no início da temporada seria a única pauta desse sétimo ano, né? Tsc tsc.

Numa avalanche de clichê descobrimos que o caso da vez se tratava de um homem cujo assassino estava vestido de papai noel. Quantos não foram os episódios natalinos vistos por vocês que não trataram do caso da mesma forma? No início, foi o que pensei, mas ainda bem que eles saíram um pouco do clichê e tomaram outro rumo. Confesso que, na verdade, o caso em si não foi o que mais me chamou a atenção nesse episódio. Eis o que me matou logo nos primeiros minutos:

castle - 01

E eu gritei: ESPLAAAAAAAAAAAAAAANIE! E tive pequenos surtos porque, sim, eu os shippo desde a primeira insinuação, desde o primeiro beijo, e acho um desperdício os roteiristas não aproveitarem os atores e não aprofundarem essa história. Acho que Lanie  e Espo possuem uma química maravilhosa e sou totalmente contra a ideia de que uma série tem que focar somente no shipper principal. Dito isso tudo, meu coração shipper surtou, mas também cambaleou numa falha terrível: desde quando eles estão assim? Achei péssimo o fato de introduzirem essa história da Lanie mentir pros pais sem que a gente tenha visto qualquer tipo de processo dos dois. Se tem algo que a equipe/produção de Castle falha, é na forma como exploram esse casal e sua “evolução”.

Paralelo ao fato da Lanie mentir para os pais dizendo que ela e Espo estavam noivos e toda a preparação psicológica dele para recebê-los, estava Beckett entrando numa fria maior que o Polo Norte: ela tinha que escrever, rimando, um poeminha que falasse de como o ano dela foi bom e o que tinha sido a melhor coisa. Óbvio que ela não tinha preparado nada ainda, né? Beckett ainda está entrando no ritmo das tradições da família do Castle e acho divertidíssimo vê-la se esforçar e saindo, quase sempre, com sucesso no final das contas.

castle - 02

E enquanto Beckett procurava palavras para rimar e apresentar ao Castle no dia da confraternização do departamento e Espo ia lidando com os pais de Lanie, Castle agiu quase que sem querer e sem pensar: para ajudar na investigação, prometeu ao chefe da máfia que descobriria o real assassino de Eric Mercer e, quando percebeu, havia feito um pacto de sangue para selar o compromisso. A princípio, o pacto feito por eles não parecia que traria grandes consequências, ainda mais porque com a benção do chefão, Castle pôde ouvir todos os integrantes da família Carlucci e isso ajudou muito na descoberta do real assassino. Mas como nem tudo são flores, a história foi para um caminho que ninguém esperava e/ou queria.

Após a surpresa e inesperada constatação de que o detetive da unidade de crime organizado era o real assassino, tudo parecia estar nos conformes. Ele seria preso, pagaria pelo crime, e Rick ficaria com um saldo positivo com a família Carlucci. No entanto, era óbvio que Dino não deixaria que o assassino de Eric fosse apenas preso: para a máfia, as contas se acertam com sangue, e bastou o detetive por os pés fora do departamento para ser morto pelos mafiosos.

castle - 00

O que ninguém esperava era o tamanho da consequência que esse novo assassinato causaria. O promotor, de alguma forma, soube que Castle estava colaborando com a máfia e, por infelicidade do destino, isso chegou aos ouvidos do prefeito. A bomba veio, então, pela boca de Gates: Castle não tem mais permissão para trabalhar com a polícia. Desde que o mundo é mundo e always é always, Castle tem ajudado Ryan, Espo, Lanie e Beckett nos mais variados tipos de caso. Suas teorias da conspiração sempre muito loucas – e as vezes muito coerentes – são partes fundamentais para a resolução dos assassinatos. Além disso, claro, toda a significação de ter o Castle lá, com ela, sendo seu parceiro no amor e no crime, está ameaçada com esse novo empecilho. Meu coração está apertadíssimo.

Pra piorar, mas talvez tenha sido a melhor escolha no momento, Castle não quis contar para Beckett, ainda mais porque a detetive veio toda animada para ler pro marido seus versinhos (que ficaram mega fofos, por sinal *-*). E como a desgraça nunca vem sozinha, pro lado de Esplanie as coisas não terminaram do jeito que eu esperava. Após os encontros e a mentirinha, ambos chegaram à conclusão de que gostavam um do outro, mas não para ter aquilo, não daquela forma. O que é infinitamente estranho, porque Espo recentemente disse para Ryan que estava pronto para avançar uma casa nessa relação com Lanie. Novamente, Castle insere o casal e no mesmo episódio corta de forma que deixa – não deixando – o shipper em aberto. Conseguem entender? Nem eu.

De qualquer forma, o gancho para a volta do hiato foi interessante, mesmo sendo doloroso. Tô curiosa para saber como Castle contará para Beckett essa novidade e como fará para reverter essa situação, até porque NYPD sem Castle é quase que o piu-piu sem  o frajola. Até ano que vem, pessoal, e boas festas! :)

Séries citadas:

Futura professora, 20 anos, estudante de Letras da UFF, monitora de Português do Colégio e Curso pH e amante de uma boa literatura. No TeleSéries é editora de reviews e reviewer de Castle e Bad Judge. É viciada em séries e dizem por aí que shippa praticamente tudo que se move. Fã incondicional de Roberto Carlos, ama também falar em 3ª pessoa.

Website: http://minhaasconfissoes.blogspot.com.br/

7 Comments

  1. Cinthia

    Adorei a review!

    Achei que rolaria um pedido de casamento do Espo naquela hora que ele e a Lanie conversaram… também lembrei daquela vez que ele disse p/ o Ryan que estava pronto para um relacionamento sério. Meio doido, não? Vai entender…

    Agora… sobre a saída de Castle das investigações… eu não quero nem ver. Achei que o episódio terminaria todo felizinho (clima de natal e afins), mas mesmo com essa nova notícia, eu acho que o episódio foi bem bacana =)

  2. Cinthia

    “relacionamento sério” = avançar no relacionamento que eles já têm =P

  3. keila

    Só eu achei que esta ajuda do Castle p/ máfia ia dá em M…. ???? A Kate deveria ter tentado impedir. Agora, uma hora ou outra o Castle teria que sair da delegacia, pq afinal o mandato de prefeito não é vitalicio.

  4. Fátima Beatriz

    Oi, Ana. Senti uma certa melancolia ao fim do episódio. Não só por Castle ter sido expulso da delegacia como também pelo próprio tom do roteiro. Tomara que no próximo ano a série venha mais focada para esclarecer como Castle vai superar o trauma e o que aconteceu com ele nos dois meses que ficou desaparecido. Temo que essa seja a última temporada. Sempre pensei que deveria finalizar no auge e com coerência. Oxalá seja assim! Feliz Natal e um 2015 repleto de sucessos! Beijos.

  5. Ana Botelho

    Sim! Achei mega estranho ele dizer que está preparado e do nada falar que não era aquilo que ele queria para os dois o.O
    Obrigada pelo comentário e pelo elogio! :)

  6. Ana Botelho

    Também fiquei com medo e melancolia ao final do episódio, e espero de verdade também que o roteiro satisfaça a nossa vontade de saber por onde Castle andou nesses dois meses.
    Fátima, muito obrigada pelas felicitações e desejo tudo em dobro pra você! Te espero aqui no ano que vem :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account