Log In

Reviews

Castle – After Hours

Pin it
Série: Castle
Episódio: After Hours
Número do Episódio: 5x08
Exibição nos EUA: 19/11/2012
77.285714285714
3.8
7

Começo a review dizendo que achei After Hours bem mais ou menos. A sorte dele foi ter vindo depois de Swan Song, o único episódio “ruim” dessa temporada. Se ele fosse a sequência de Probable Cause, estaria perdidaço. Mas o episódio teve seus méritos, que certamente precisam ser destacados. Então, mãos a obra.

Começo elogiando a maturidade com a qual o relacionamento entre Castle e Beckett vem sendo tratada. Eles discutem o relacionamento e o que lhes incomoda, reduzindo, assim, a chance de algo vir a dar errado. Pelo menos por falta de comunicação. Era óbvio que os “diferentes mundos” do casal acabariam aparecendo, eventualmente. E isso poderia vir a ser um empecilho para o relacionamento. Como eles debateram e chegaram a conclusão que o sentimento e as similaridades falam mais alto, isso não deve ocorrer. A não ser que algo muito grande aconteça, e que coloque os dois em extremos opostos, o que também acho que pode ser descartado. Enfim, quero dizer que não é por causa das diferenças sociais que Casckett deixará de ser um casal.

E o papel de mostrar as diferenças entre Castle e Kate coube a Jim e Marta. O jantar com a “mãe do noivo” e o “pai da noiva” era uma bomba relógio prestes a explodir, já que os “gênios” dos papis é muito diferente. Jim acha Marta pouco séria, Marta acha Jim um tanto quanto chato. Ou melhor, eles achavam isso. Porque algumas horas na delegacia, unidos pela incerteza do destino de suas crias, foram suficientes para eles terminarem o episódio no maior clima. Será que o amor está no ar pela segunda vez, nas mesmas famílias? E caso ocorra o relacionamento entre os velhotes simpáticos, que reflexos isso pode trazer para Casckett? Confesso que não sei o que acontecerá. E prefiro assim. Há certas coisas que perdem muito da graça quando não se tratam de surpresa.

E porque estou dizendo isso, agora? Porque eu, infelizmente, li no Facebook, enquanto o episódio era exibido nos Estados Unidos, que Leo era, na verdade, o assassino. Com certeza isso tirou um pouco da graça do episódio, já que o fator surpresa deixou de existir, para mim.

Mas ainda que eu não soubesse de nada, não gostei muito da trama do episódio. É claro que sempre que Castle ou Kate ficam em perigo sobram momentos de fofura. E sei também que são eles os protagonistas do seriado. Mas só nessa temporada já foram 3 episódios, se não me falha a memória (After the Storm, Probable Cause e After Hours), nos quais eles correram risco direto. Seria pedir muito que variasse um pouco? Esposito e Ryan também são detetives, seria bem plausível que eles corressem mais riscos. Ou algo mais elaborado, que coloque Gates no olho do furacão. Enfim, algo que modifique um pouco a dinâmica das coisas.

Outra coisa que não tem funcionado 100% nesses dois últimos episódios, para mim, é o timing cômico da série. Ta certo que nesse episódio já senti tudo mais natural do que em Swan Song, mas as coisas estão parecendo um tantinho forçadas. Quase tipo vestir Castle, Javi e Ryan de Elvis. É óbvio que dou boas risadas com os episódios – principalmente com as ideias insanas de Castle -, mas torço pra que a comicidade volte a aparecer com mais fluidez.

Finalizando, preciso dizer que fico muito contente em dizer que o fato de eu ter relativamente desgostado dos dois últimos episódios não tem qualquer relação com casckett. E isso me deixa feliz, já que é um sinal de que não há maldição que prejudique o andamento das coisas, quando o roteiro é bem trabalhado. E em se tratando do relacionamento entre Becks e Rick, preciso dizer que o trabalho tem sido muito bom.

Na próxima semana não será exibido episódio inédito de Castle. Então, nosso próximo encontro é dia 3 de dezembro, em Secret Santa. Que, provavelmente, será o último (ou penúltimo) episódio do ano. O episódio promete, já que será o primeiro Natal de Castle e Becks como um casal. Fofura à vista.

P.S.1: há algo mais chato, em se tratando de seriado, do que pessoas que comentam cada vírgula do roteiro EM TEMPO REAL, enquanto assistem o episódio? Vou lançar uma campanha em prol da galerinha que corre de spoiler. Faça um fã feliz, não dê spoiler. Ainda que seus dedos sejam nervosos.

P.S.2: sim, sou chata. E vocês já sabem disso. Marlowe me acostumou mal, agora ele vai ter que se virar pra continuar agradando.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

2 Comments

  1. Fan de Castle

    Com Alexis na faculdade as conversas da família Castle que sempre rendiam gargalhadas estão fazendo a maior falta. O episódio de certa forma trouxe um pouco disso de volta. As farpas trocadas entre Castel e Beckett me renderam boas gargalhadas.

    Acho que por eles terem alterado a ordem do episódios também mexeu na dinâmica do seriado.

    Mas para mim foi muito melhor do que o ultimo e o final foi tudo de bom! Apagando da minha mente os finais dos dois últimos episódios que foram terríveis !!!

  2. Mônica Almeida

    Gostei do episódio. Não foi assim, uma maravilha, mas foi gostoso de assistir. Martha e Jim tiveram uma ótima química juntos e senti falta da Alexis. Mas adoro momentos fofos entre Castle e Kate e vamos combinar, o cara tem pegada, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account