Log In

Reviews

Castle – 47 Seconds

Pin it
Série: Castle
Episódio: 47 Seconds
Número do Episódio: 4×19
Exibição nos EUA: 26/03/2012

Ele sabe. Mas ela não sabe que ele sabe que ela sabe. Essa é a nova dinâmica de Castle, instaurada após a descoberta de Rick em 47 seconds. E apesar de eu desejar – sim, a palavra é essa – que um embate casckett ocorresse quando o segredo viesse à tona, achei bastante compreensível a postura de Castle.

Tenho lido muitas opiniões nas redes sociais no sentido que o escritor deveria ter procurado a detetive após tê-la ouvido falando que lembra de tudo, a fim de confrontá-la. Discordo. Ficou bem claro, na conversa entre Martha e Castle, que ele acha que Kate não tem o mesmo tipo de sentimento que ele, por isso escondeu dele que lembrava do “eu te amo”. E quem, em sã consciência, se sentindo rejeitado e traído – sim, porque esconder algo de tal magnitude do “parceiro” pode ser encarado dessa forma – vai procurar a fonte da rejeição para pedir explicação? Castle não ficou bravo com Kate. Ele ficou decepcionado por perceber (na sua percepção) que ela não se sente da mesma forma. O sentimento foi de tristeza, não de fúria. Completamente compreensível, então, o afastamento, a tentativa de seguir adiante, “deletando” o sentimento.

Ainda acho que deve ser levado em consideração, para compreender a atitude de Castle, que praticamente todas as ações no “relacionamento” Casckett partem dele. A própria história mostrada em 47 seconds ilustra isso. Tocado com o drama dos mortos no atentado à bomba, Rick conversa com Martha, que o encoraja a revelar seus sentimentos para Kate. E ele parte para – mais uma vez – contar para a detetive que a ama. Se não fosse Ryan, ele teria revelado seus sentimentos para uma Kate eufórica. Ficou bem claro que Beckett estava feliz e cheia de expectativa em relação ao que Castle falaria. Se ele tivesse contado seus sentimentos naquele momento, ela não precisaria dar o 1° passo, confessando seu amor ou que lembrava das palavras dele. Muito conveniente.

Ou seja: mais uma vez a iniciativa partiu do escritor. Então, acho muito bom que agora Kate, acostumada a ser destinatária das ações, e não remetente, tenha que correr atrás e ralar um pouco. E dizer isso não significa que eu não entenda o drama de Kate, ou o quão difícil foi para ela superar o trauma do tiro, e como é duro para ela deixar alguém adentrar o perímetro definido pelo tão falado muro. Reconheço tudo isso. Mas acho que é chegada a hora dela mostrar mais que se importa, que gosta. E quando digo isso, estou falando em mostrar para ele. Por que todos nós sabemos que ela se importa, é hora dele descobrir também.

E embora tenha entendido e até gostado da forma como a descoberta foi tratada no episódio, torço para que esse “ela não sabe que ele sabe que ela sabe” não dure. Pra mim o momento do embate é em The Limey. Castle mudará com Beckett, e quanto a isso não há dúvidas. E as reações de Kate que determinarão se ela está pronta para revelar seus sentimentos e manter um relacionamento com Castle. E aí que Casckett se una, ou que rompa – ainda que momentaneamente, para se unir depois. Mas que não continue o mesmo. Mesmice gera desinteresse, por mais deliciosa que a mesmice possa ser.

Quanto ao caso da semana, gostei bastante. A dinâmica do episódio foi bem legal, através da exibição do ponto de vista de vários dos envolvidos no atentado. O fato da jurisdição ser do FBI não significou menos trabalho pro NYPD, e as reviravoltas do caso prenderam a atenção do início ao fim. Sem contar que esses episódios que envolvem tragédias em massa e a precariedade da vida humana – que acaba sem motivo, no melhor “local errado na hora errada” – sempre mexem com as emoções e nos levam a refletir, assim como Castle.

Gostei da participação de Gates. Fazia um tempinho que ela não aparecia, acho que a dinâmica entre ela e Castle funciona bem. E é delicioso ver que ela – apesar dos seus protestos negativos – está se rendendo ao charme do escritor. E gosto também da forma que ela conduz a equipe, e como se porta perante a terceiros. Ta aí. Achei que odiaria o personagem pra sempre, mas estou criando afeto por ela.

Semana que vem outro episódio que promete muito. The Limey antecede um novo hiato – provavelmente de duas semanas – então acho que essa nova tensão entre Castle e Beckett será explorada. Será que o episódio conduzirá para uma season finale na qual o casal será de fato um casal? Que sejam feitas as apostas. Quem viver, verá.

P.S.1: e no maior momento wonderstruck do episódio, deu vontade de abraçar Castle e confortá-lo, dizer que Kate estava blefando com o suspeito. Foi tipo um soco muito bem dado no meio do rosto. Pensei que o vidro estilhaçaria. E, agora, sem mais café para Kate. Ela não tá mais merecendo.

P.S.2: sim, estou criticando Kate de montão em razão do segredo. Castle tá posando de “bom moço” essa semana. Mas a vez dele ser o criticado “bad guy” chegará. Esperem só o segredo dele ser revelado.

P.S.3: amo completamente a relação mãe e filho amigos de Martha e Castle. E acho legal perceber que Castle adota a mesma postura com Alexis. É legal ver mais das duas.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

5 Comments

  1. Therê

    Hoje  vc.  se  superou,  seu  review  esteve  perfeito,  expressou  com  a  maior  clareza  tudo  mesmo o  que  aconteceu  nesse  episódio. 
    Tanto  com  referência  a  estória  da  semana,  como  a  revelação  de  Becket.
    Cheguei  á  lamentar  que  Castle  tenha  sabido  dessa  forma  a  mentira  de  Kate.Percebo  que  os  produtores  vão  dar  mais  tempo  para  unir    os  dois,  é  evidente  que  isso  irá  acontecer.    Mas  como  será  difícil  (para  nós fãs shipper’s)  esperar.Pelo  Promo  que  nos  foi  mostrado  do  próximo  capítulo,  tanto  Castle  como  Becket  procurarão  novos  amores. E  isso  não  nos  agrada  nem  um  pouco.Mas,  vamos ter  que aceitar  e aguardar   para  que   a  direção  desse  seriado  tenha  coragem  de  encarar  e  deixarem  Casket  juntos.Therê   

  2. our101blogs

    Gostei muito desse episodio e concordo em tudo com a sua review. Desde o começo eu tinha certeza que o segredo da Kate causaria muito mais “estragos” que o do Rick, porque por mais que seja obvio que ela vá ficar braba quando descobrir o dele, acho que vai entender e perdoar muito mais depressa.
    Quando ele contou pra Martha no memorial o que tinha acontecido, eu só queria invadir a TV e dar um abraço dele, deu muita dó! 
    Agora ele vai fazer de tudo pra provar que não se importa, pra provocar ela, como já ficou claro na promo, e é hora dela agir. Ainda não é tarde demais, mas vai depender dela tomar uma atitude. 
    Aposto que o confronto sobre o segredo dela vem no final de The Limey. Ela vai finalmente tomar a iniciativa e ele vai dizer que já sabe de tudo, eles vão brigar e vamos ficar 2 semanas enlouquecidos querendo saber o que acontece depois rs

  3. Bianca Mafra

    Não acho absurda a posição do Castle, mas acho que nunca passaria pela cabeça do Castle que ela poderia estar mentindo no interrogatório, pois ele é muito inseguro, mas achei que passaria na cabeça da mãe, fazendo assim ele confrontar a Beckett, o que seria perfeitamente aceitavel. Mas vamos ver como fica e rezando ao santo padoreiro dos adoradores de série para que o inevitável beijo entre os dois não estrague a série. Produtores, tenham uma reunião com o povo do PSych, a união do Shawn com a Juliet ficou perfeita!!!!

  4. Mônica Almeida

    Entendo pefeitamente o Castle. Por mais que eu goste da Beckett e entenda os motivos dela pra erguer esse tal muro diante deles já está mais do que na hora de ela parar de frescura e jogar uma bomba nesse muro. Sim. Frescura. No lugar dela eu já tinha casado com o Castle. Odeio quando os roteiristas escrevem sobre pessoas tão inteligentes e bem sucedidas na vida profissional, mas que são perfeitamente burras na vida pessoa/amorosa. Dá vontade de bater em um. E com força.
    Review show, Mariela. Continuo achando a Gates uma chata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account