Log In

Notícias

Canal USA cancela ‘Fairly Legal’ e ‘Political Animals’

Pin it

Não sabemos se é a chuva de novembro – “nada dura para sempre”, já avisava Axl Rose em sua November Rain – ou o motivo é mesmo a baixa audiência. Fato é que o mês mal começou e o USA Networks cancelou duas de suas séries: nem Fairly Legal, nem Political Animals estão renovadas para 2013.

A estreante da temporada, Political Animals, que tinha como criador Greg Berlanti (Everwood, Brothers & Sisters), fez 3.8 milhões de espectadores na noite de estreia e nunca conseguiu muito mais do que isso nos episódios seguintes. Os números não eram considerados tão baixos para o canal USA, o maior problema seria o alto custo da produção. Preços exorbitantes implicam em audiência exorbitante. Mas não foi o que aconteceu.

O programa, no entanto, foi bem recebido pela crítica e “abriu as portas” da emissora para uma nova fase, que tentava levar ao público atrações sérias e que teriam mais chances de se tornarem aclamadas.

“Nós estamos orgulhosos de Political Animals, nossa minissérie teve aclamação crítica e causou impacto nas conversas culturais deste verão. Foi um prazer trabalhar com Greg Berlanti e Laurence Marks [produtores], além de um elenco poderoso liderado por Sigourney Weaver”, publicou o USA em nota.

Na história, Weaver interpretava a mulher de um ex-presidente americano que viu a família se envolver em um escândalo depois que um caso extra-conjugal do marido se tornou público. Mais tarde, a personagem também conquistou cargos políticos. Muito se apontava a semelhança com a história real de Hillary Clinton.

Com o cancelamento da série, agora Greg Berlanti deve se concentrar na produção-executiva de Arrow, programa que está fazendo bastante sucesso na CW, Golden Boys, da CBS, além de outros projetos desenvolvidos com outras emissoras.

Notícia pior ainda deve ser a cancelação de Fairly Legal, que já estava na segunda temporada e tinha fãs ainda mais apegados. O canal se desfez da série e também agradeceu aos atores talentosos que integravam a produção.

Nenhum motivo foi dado ou especulado, mas, em seu segundo ano, o seriado viu a audiência ter uma queda significativa – a primeira temporada chegava a ultrapassar os 4 milhões de espectadores, enquanto o segundo ano tinha pouco mais de 2 milhões.

O canal ainda desejou boa sorte à protagonista Sarah Shahi, que participa de Chicago Fire da NBC, em breve. “Shahi é, sem dúvidas, uma estrela e estamos extasiados que ela vai se juntar à nossa ‘emissora-irmã’ NBC”, declararam os representantes do USA.

Shahi é mesmo poderosa. Antes de sua série ser cancelada, ela já tinha outro emprego garantido. Ela entra no drama sobre bombeiros da NBC e, de cara, vai conquistar um dos galãs da atração. Vai trocar de canal no controle remoto?

Vale lembrar que, na última quarta-feira, 31 de outubro, o canal USA já havia avisado que não renovaria Common Law.

Com informações do Deadline e do TV Line.

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account