Log In

Comic Con Notícias

Bryan Fuller diz que ‘Hannibal’ pode virar filme e que pretende repetir atores em ‘American Gods’

Pin it

Quando se está na Comic Con de San Diego, é natural que a mídia especializada e os fãs façam muitas perguntas aos atores e produtores de TV presentes – cada grupo com seus interesses distintos. Mas, em 2015, o que jornalistas e espectadores queriam saber de Bryan Fuller, criador da série Hannibal, era uma coisa só: o que vai acontecer com o seriado depois da terceira temporada?

Hannibal foi cancelada pela NBC há algumas semanas. Era esperado que serviços de streaming, como Netflix ou Amazon, dessem continuidade ao seriado, mas as duas empresas já declinaram. A Amazon detém os direitos de exibição das três primeiras temporadas da série e, para a Netflix, não interessava ter apenas o quarto ano em seu catálogo. Já a Amazon queria que a produção de um novo ano começasse imediatamente após o término da terceira temporada, e isso não era viável para os produtores da atração, já que Fuller está envolvido em um novo projeto no canal Starz.

Na Comic Con, Bryan Fuller revelou que, embora ainda não estejam descartadas, as chances de que uma quarta temporada aconteça são cada vez menores. No entanto, ele se mostrou confiante com a ideia de produzir um filme – e os atores Mads Mikkelsen e Hugh Dancy estariam bastante comprometidos em idealizá-lo. Fuller detém os direitos de Hannibal Lecter na TV e precisaria correr atrás dos direitos no cinema para que o filme acontecesse, de fato. Se, remotamente, nenhuma das alternativas der certo, o produtor assegurou que o final da terceira temporada de Hannibal irá servir como um fechamento adequado para a série (embora ele ainda deixe espaço para mais…).

Dragão Vermelho

Quem também esteve na Comic Con foi o ator Richard Armitage, mais conhecido por viver o Thorin na franquia de filmes O Hobbit. Em Hannibal, ele irá interpretar o personagem, provavelmente, mais aguardado da temporada: o Dragão Vermelho.

O Dragão Vermelho, também chamado de Fada dos Dentes, é, na verdade, Francis Dolarhyde. O personagem, que teve uma infância conturbada, torna-se um serial killer quando adulto. Entre suas características, estão morder as vítimas, assassinar famílias inteiras e até estuprar as mães. Segundo Bryan Fuller, o assédio sexual não será amplamente explorado na história, apenas insinuado. Para ele, o enredo irá tratar mais da violência para com a instituição familiar do que da violência contra a mulher, propriamente. Uma decisão consciente dele e de sua equipe.

Já sobre a relação do novo personagem com os protagonistas Will Graham (Dancy) e Hannibal Lecter (Mikkelsen), Hugh Dancy falou que Will enxerga Francis como uma versão do Dr. Lecter que ele pode ser capaz de salvar, enquanto Hannibal o vê como um Will Graham que ele poderá corromper.

As primeiras imagens do Dragão Vermelho, que participa de seis dos sete episódios restantes a serem exibidos na TV americana, foram liberadas no painel:

American Gods

Duarante a Comic Con, Fuller também falou, brevemente, de American Gods, série que irá escrever e dirigir no canal Starz, baseada no romance homônimo de Neil Gaiman. Fuller contou que esse projeto tem o dobro de orçamento do que qualquer outra série em que já esteve envolvido. Quando perguntado sobre sua tradição de levar atores e até personagens de suas séries antigas para as atuais, Fuller disse que tentará recrutar o máximo possível desses atores para fazer participações em American Gods. A nova atração começará a ser gravada apenas em março de 2016.

Além de Hannibal, Bryan Fuller criou as séries Wonderfalls (uma temporada), Dead Like Me (duas temporadas, sendo que Fuller abandonou o projeto ainda na primeira) e Pushing Daisies (duas temporadas). Em 2012, ele também produziu o piloto de Mockingbird Lane para a NBC, mas o projeto não passou disso. Todas as séries de Fuller sofreram com a baixa audiência e o cancelamento precoce, e, por esse motivo, ele é comumente mencionado como um “gênio incompreendido”. Com o passar dos anos, no entanto, Fuller consagrou um pequeno grupo de fãs apaixonados e devotos, que chamou o universo de suas séries de “Fullerverse” – devido às diversas referências que uma série costuma fazer a outra, como se elas se passassem em um mesmo “mundo”.

Por isso, ao ser questionado do que sentirá mais falta com o final de Hannibal, não foi surpresa nenhuma quando Fuller respondeu, sem hesitar: dos fãs da série! Bryan Fuller é mesmo um gênio; um gênio fofo.

Com informações da NBC e Crave Online.

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

2 Comments

  1. Paulo Serpa Antunes

    Na boa, acho que o Fuller errou feio a mão neste terceiro ano. A série ficou hermética demais.
    Acho que o filme pode ser um boa saída, porque uma quarta temporada a esta altura seria uma tortura, até para os fãs!

  2. Gabriela Pagano

    Concordo. Parece que ele ficou preocupado em fazer uma série tão visual, tão poética, que se esqueceu (ou se perdeu) um pouco da história, que ficou demasiadamente lenta, inconsistente. Vamos ver o que acontece dessa segunda metade de temporada em diante, espero que melhore…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account