Log In

Notícias Reviews

Breaking Bad – Madrigal

Pin it


Série: Breaking Bad
Episódio: Madrigal
Temporada:
Número do Episódio: 5×02
Data de Exibição nos EUA: 22/07/12

Esse episódio poderia muito bem ser ao primeiro da temporada, já que nele toda a trama desse ano é revelada. Percebemos que assim como nos dois últimos anos, não teremos uma desacelerada na trama, como previsto. Porém longe de ser um problema. Pelo contrário: era isso mesmo que – pelo menos eu- esperávamos. Mostra que a capacidade do Vince Gilligan de surpreender como já fez não se esgotou. E o trabalho que ele está fazendo tem um rumo. Mas não significa que não tenha problemas. São mínimos. Mas existem.

O veneno volta ao foco. Jesse fica inquieto que alguém possa acha-lo e mostra uma preocupação com as pessoas que nem mesmo conhece, fazendo dele um personagem bom e bem diferente daquele que vimos anos atrás. Em contraposto a Walter, que se torna pior a cada episódio. A cena em que ele acha a capsula e chora de culpa é de quebrar o coração- e colocar mais um emmy na estante do Aaron. Outro ponto é que apesar do Walt agir dessa maneira no fundo ele só quer o bem para a família, ou não, pois esse personagem tem se tornado muito obscuro. Aliais, por onde anda o câncer. E os familiares não se questionam o que ele anda fazendo por ai ( menos a Skyler, que sabe muito bem o que ele anda fazendo, inclusive entrou no meio também). Partes a serem mais exploradas e explicadas, por que câncer não some do dia pra noite.

Dois Misteriosos personagens deram as caras: Primeiro o senhor que se matou no banheiro. Ligando a história dele ao D.E.A, especulo que ele trabalhava para o Gus e sabia que era questão de tempo ate ele entrar no meio da investigação conduzida pelo Hank, ele inclusive já começou a apresentar dúvidas. No momento que o chefe diz ” tudo estava ocorrendo debaixo do nariz, e eu nem percebi”.Não que ele já tenha feito a conexão com o Cunhado. E sim que ficará mais observador com o que acontece ao seu redor.

A outra personagem foi a ex-funcionária do Los Pollos- e do cartel de drogas. Igual ao outro, serviu somente como ligação para que o Mike aceitasse a proposta do Walt de voltarem a ativa. Um detalhe interessante revelado: Mike é um ex-policial que investigava venda de drogas na Philadelphia. Sabemos agora como ele foi o personagem quase perfeito. Pois: R.I.P. Gus.

Assim como na semana passada, senti falta dos coadjuvantes. Marrie não deu as caras. Saul quase nada. Skyler está servindo pra iniciar e finalizar o episódio (saudades dela bad ass). Está na hora de arrumar alguma trama pra esses personagens. Não só de Jesse/Walter vive essa serie. Porém no meio da temporada deve rolar algo mais focado neles.

Séries citadas:

Praticamente um Scott Pilgrim da vida real. Nunca me canso de: the good wife, game of thrones, breaking bad, mad men, the killing, fringe e community. Começou com lost. Fã de tudo que envolva: Emma Stone e Jesse Eisenberg. Já viu quase todos os filmes de zumbis já feitos. Estudante. Ler é um dos maiores vícios.

2 Comments

  1. biancavani

    De fato, a cena de Jess chorando de culpa foi fantástica. Não sei porque ele ganhou como ator coadjuvante: ele é protagonista tanto quanto Mr. White…
    Mr. White sempre foi introspectivo, mas antes nós o compreendíamos. Agora, está estranho, não dá para saber o que lhe vai pela cabeça. 
    Talvez esteja desenvolvendo uma paranoia daquelas, talvez até se torne psicótico. 
     Bom, não é para menos, dadas as experiências que tem passado. Contudo, como bem apontou Antunes, situação inversa se passa com Jess – cada vez mais generoso, disposto a se sacrificar pelos outros. E, no começo da série, Walter era o maior bananão, que se anulava diante de Skie, que sacrificou seus princípios pelos outros…
    Uau, mas que fim terá essa história? Será que vai ser tão melancólica como está parecendo? 

  2. Pingback: Destaques na TV – sexta, 11/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account