Log In

Reviews

Boss – The Conversation

Pin it
Série: Boss
Episódio: The Conversation
Número do episódio: 02×07
Exibição nos EUA: 28/09/2012
85.5
4.2
2

Preciso dizer que assistir Boss em pleno período eleitoral não me fez bem. Comecei a ficar paranóico – tá, não como Kane, mas paranóico. Passei a procurar subtexto em tudo que acontece no noticiário. Moro numa cidade em que, às vésperas da eleição, jovens que organizaram uma manifestação pelo Facebook entraram em confronto com a polícia militar. Passei a pensar se tudo não era uma orquestração política.

Este sétimo episódio da temporada, então, mexeu comigo. A cena em que Kitty organiza o encontro entre a senadora Walsh, o vereador Ross e todo o crime organizado do condado de Cook ficou gravada na minha mente. Em pouco mais de dois minutos a cena mostra a compra de 15, 20 mil votos, simples assim. É uma das coisas mais chocantes que eu já vi na televisão. A ideia de que isto pode não ter nascido da mente de um roteirista, mas ter alguma relaçao com o que acontece em algum lugar do mundo, qualquer lugar do mundo, me deixou angustiado. Ver esta atitude partir de Kitty, que é o mais próximo que temos de uma heroína na série (tá, viajei, mas ela é a personagem pela qual torço), torna tudo ainda mais deprimente.

Mas The Conversation é mais do que a cena acima. É uma virada na série rumo ao season finale. As alucinações deram uma tregua e Kane e e Meredith acertaram os ponteiros e voltaram a agir juntos. A crise nos Gardens está superada – não sem antes criarem mais um adversário, ao derrubar o comissário de polícia.

Eu sou a constante. Você sempre foi uma variável.

Agora Meredith e Kane são novamente uma equipe, e como uma agenda em comum. E e eu realmente não queria estar na pele de Babe McGantry, por mais poderoso que ele seja.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

4 Comments

  1. Tati Leite

    Eu queria dar várias estrelas pra review mas ficou negativo e não sei como mudar isso. SOCORRO! risos. Quanto a paranóia que Boss te trouxe, quero dizer que Boss fez piorar a minha minha. E digo que a reunião com o crime organizado não é algo muito distante da nossa realidade. E caso você não tenha assistido The Wire, assista, vale a pena aumentar a paranóia.

  2. Pingback: Destaques na TV – Sexta, 8/2

  3. Raquel Perez

    Paulo, estou escrevendo após ter visto pela TV em fevereiro de 2013. Siga a sugestão da Tati Leite e assista The Wire, que tenho certeza que você vai amar. Nessa serie, você já entra em contato com toda a sordidez política, os conchavos do poder público com marginais e traficantes e por aí afora.
    Boss não passa de um grande retrato de uma sociedade, seja aqui ou lá. E é isso que a torna sensacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account