Log In

Reviews

Bones – The Change in the Game

Pin it

Série: Bones
Episódio: The Change in the Game
Temporada:
Número do Episódio: 6×23
Data de Exibição nos EUA: 19/05/2011

Por um acaso o Hanson acho que eu nasci ontem? Por um acaso o Hanson acha que eu sou boba? Idiota? Ou ele acha que eu vou esquecer tudo por causa de uma gravidez? Que eu nem vi sendo consumada! Seria demais pedir por um beijo durante toda a temporada? Seria demais ver mais do que um simples gesto? Acho que não. Se eu quisesse ler nas entrelinhas eu compraria um livro, e não perderia horas da minha vida vendo Bones.

É um exagero dizer que essas horas são perdidas, mas ao contrário do que o Criador deve pensar, eu não gosto de sofrer, e essa temporada de Bones foi extremamente sofrida. Até que chega ao final, um final fraco e totalmente barato. Bom, mas vamos a review, antes que eu entregue todo o ouro.

Caso

Um homem foi assassinado em uma pista de boliche. É, isso mesmo. Você não assistiu, nem leu errado. Essa foi a premissa de The Change in the Game. Além de ser um trocadilho terrível, o caso teve pouco a ver com o esperado momento final.

Um homem foi assassinado, sem muito mistério. O básico para o time de squints e mais um bandido para o Agente Booth. A vítima, parceiro de boliche do Max, pai da Bones, não era muito popular em seu time. Deixando todos que frequêntavam o local para praticar o esporte na lista de suspeitos.

Aparentemente, quem pratica boliche não costuma falar com forasteiros – mesmo argumento com o povo do circo – então, porque não dar ao público um motivo para não odiar o episódio? Buck e Wanda, o casal que não era casal e agora talvez seja um casal de verdade. Ver Booth e Brennan disfarçados valeu a diversão.

Com ajuda do time do “lab”, descobriram que a arma do crime era um capacete de moto – porque uma bola de boliche seria muito óbvio- e logo chegaram ao autor do crime. Por alguns segundos, pensei que a assassina era a menina insuportável.

Caso resolvido, sim. Agora chegou a hora da mudança no jogo.

Casais

Entre a investigação e as cenas de Angela e Hodgins, eu prefiro um episódio inteiro com o casal. As cenas dos dois são hilárias, e o parto bastante divertido. Ter que ajudar na resolução de um crime e ainda se preocupar com um provável filho cego é algo que não acontece todos os dias. Apesar das risadas, a cena do nascimento foi o ponto alto da história. Quem não se arrepiou com a melodia de Make You Feel My Love, interpretada pela cantora britânica Adele?

Para mim o episódio se resumiu ao quadro final. Talvez por preguiça, ou por forças do destino – lê-se gravidez Deschanel-Hornsby – o final não tenha sido como o planejado. A mudança no jogo pode ser isso. Algo realmente inesperado.

A criança nasceu sadia, Michael Staccato Vincent Hodgins. A cara de bobo do Jack e o alívio da Angela me emocionou. Me senti um pouco mãe também, feliz e aliviada. Passamos a temporada inteira acompanhando essa gravidez. Foi uma longa jornada até o nascimento do bebê. Quero só ver como eles vão lidar com essa criança na sétima temporada. Talvez o papai Montenegro apareça como babá? Quem sabe?

Aliás, como é que vão lidar com tanta criança? Afinal, Bones está grávida. Só digo isso. E é do Booth. Acreditem!

Estagiário

Wendell, o squint bonito. O que você tem para nos oferecer além de sua testa franzida e seu olhar penetrante? Por que mataram o Vincent? Ah! Nem prestei atenção no squint essa semana. Para mim, não fez diferença alguma. Mas alguém tinha que tocar o laboratório, já que Angie e Jack estavam no hospital, Bones estava jogando boliche com o Booth, e a Cam… bom, a Cam tava enchendo linguíça com o Sweets.

The Change in The Game

O último episódio da sexta temporada foi uma barganha. Isso é o que chamo quando alguém tenta nos ganhar com algo que queremos muito, mas no fundo não vale muito a pena. Sempre imaginamos B&B juntos. Agora, com a gravidez da Bones e ao saber que o Booth e a parceira de fato dormiram juntos, tempos que aceitar o fato que os dois não vão se apaixonar aos poucos, se entregar ao amor aos poucos. Por que o Criador não quer assim. B&B já se amam, agora precisam aceitar o fato de que são um casal. É, isso mesmo, são um casal.

Viva! Alegria! Finalmente… não! Não foi assim que eu imaginei. Não como uma imposição barata. Agora eles precisam arrumar um jeito de seguir com as coisas. Precisam aceitar que estão esperando uma criança. Eu não gostaria que eles precisassem tanto, apenas fossem.

Isso me remete a cena que não vimos em The Hole in the Heart. Não me conforta nenhum um pouco saber que se um dia eu testemunhar a primeira noite do casal, isso vai ser em um flashback. Falta de criatividade, já que isso foi usado no primeiro beijo deles.

Mas o que mais me chateia é saber que até o momento da revelação, o momento em que tudo mudou, eles tinham tido “uma noite” e nada mais. Apesar da troca de olhares e o carinho – quase forçado por Max- nada estava acontecendo, como sempre.

Eu entendo que muita gente gostou, soltou fogos, gritou de alegria… no meu caso, chorei feito uma criancinha – e culpo a Adele por isso. Mas a finale de Bones, não foi nada do que eu realmente esperava, e temo pelo futuro. Mas agora é esperar pelas mudanças… ao menos a franja da Brennan já desapareceu.

Brincadeiras a parte, a primeira vez que escrevi uma review de Bones foi justamente o balanço de temporada do sexto ano. Naquela review, eu citei o episódio Fire in the Ice (4×13). Na cena final, Bones fala para o Booth que nada é a mesma coisa, por causa da entropia, tudo muda. Dessa vez, eu espero que sim.

Até a próxima temporada!

Melhores Frases

“Eu estou grávida. Você é o pai” – Brennan para Booth.

Melhor Cena

Close na Wanda, minha gente! Certo, brincadeirinha.

Buck dirigindo o trator! Certo, brincadeirinha. – Apesar de que essa cena foi hilária.

Mas a melhor, e mais “vendida” cena realmente foi:

Rei do Lab

Max! Porque ele descobriu que tinha algo entre a filha e o agente do FBI em apenas alguns segundos. Muito bem, Max!

Séries citadas:

30 anos, é formada em jornalismo pela Unesp e em Letras Inglês e Literaturas pela UFRN. No "TeleSéries", já foi colaboradora e editora de Notícias, agora é Editora de Conteúdo e escreve a coluna mensal "Sintonia". Já passou pelo Vírgula e pela Rede BomDia, do DIário de S. Paulo. No tempo livre, vê Bones, Hot in Cleveland, It's Always Sunny in Philadelphia, entre muitas outras séries. Fã do Clark Kent e música country.

Website: http://naliteral.blogspot.com.br/

11 Comments

  1. Partnership to Quote

    OMFG!!! Adooooreeeei! Realmente, eu esperava B&B juntos, mas não à la: BAM, MAMA BONES. Queria mais curtição B&B, mais momentos B&B e só eles. Não que eu não quisesse um bebê, é claro que sim, mas não agora. Não sei, mas tudo isso me faz pensar que a sétima temporada será a Series Finale. Hanson tá fazendo tudo se tornar tão corrido, estou até com medo do outcome disso…

    Suas reviews me matam, viu? Close na Wanda foi hilário, imagino a Emily tendo de gravar essa cena. GEEZ.

  2. Paula™

    Clara, amei sua review. Parabéns!
    Você está certíssima, foi xepa. Infelizmente.
    Mr Hartwick David Hanson também não me enganou. E se ele sempre falou que só iria juntar os dois no final, é pois é… Quando o epi terminou, eu só pensava na outra música da Adele. Aquela do “we could have it all”
    Vamos aproveitar enquanto podemos (será que vão nos permitir?)

    Até a sétima, se não for número de mentiroso :)

  3. Natália Ribeiro

    Dá-lhe Clara! Totalmente certa! Fiquei feliz em saber que não sou a única que acha que o HH nos fez de ”besta”. Por favor né, depois de 6 anos, a Brennan engravida do nada? Tudo bem, que aquelaas coisinha super clichês de encontros e romance não é muito a cara de B&B, mas os dois vão ser pais de um bebê e nem um abraço trocam. Tirando isso, a música da Adele me fez chorar, o nascimento do bebê me fez chorar.Além de engraçado, foi emocionante e fofo.Quando a Brennan contou pro Booth que estava grávida, eu pensei, é isso? No fim, tudo acabou como sempre, as temporadas terminam com aquela vontade de matar o HH, e a curiosidade maior ainda! 
    O jeito é esperar até setembro!
    Parabéns (:

  4. Amartins

    É verdade…. Este episodio foi morno… o ke lhe valeu foi os ultimos minutos, emocionante….
    Mas Booth e Brennan estavam mais carinhosos um com o outro apesar de nao darem muito evedencia
    Mas o ke tou a pensar… Kanto tempo é ke se passou entre o episodio 22 e 23???

  5. Mariela Assmann

    E a pergunta que fica: será que esse sentimento de perda, por não termos participado do tão esperado momento, irá embora na 7ª temporada? Sinceramente, torcerei muiiito, até setembro, pra que a 7ª temporada retome Bones das antigas e faça jus à sua legião de fãs.
    PS: já to sofrendo de saudade das divertidas e coerentes reviews da Clara.

  6. Maria Clara Lima

    Pensei que eu iria ser xingada por não ter morrido de amores por esse episódio. Há muitas dúvidas, e sei que ninguém tá afim de ficar um hiato inteiro se questionando…mas fazer o quê, né?

  7. Chelsea

    Esse episódio foi dúbio pra mim. Eu fiquei feliz por saber que ela está grávida, mas muito revoltada de nao ter tido nem um beijinho entre os dois. Eu teria me divertido mais se ele tivesse dado aquele beijao na Brennan no meio da encenacao, mais pra ver a cara que o Max ia fazer do que tudo.
    Infelizmente teremos que esperar alguns meses pra ver como essa relacao está agora, mas estou mais ansiosa é pela reacao de todos do lab. Imagina a cara que a Cam vai fazer…
    Bjs Maria Clara, até setembro.

    P.S.: Eu também achei que a menina que era a assassina.

  8. Tati Siqueira

    Maria Clara, vc disse tudo e um pouco mais….eu senti uma raiva tremenda desse episodio, assisti Bones a temporada inteira torcendo por um algo a mais e eles me dão isso e torcendo para a temporada melhorar e eles fazem isso??? ????????????Faz favor né……eu não sou idiota.

    Eu tinha lido em algum site que eles iriam jogar Bones para 2012 justamente por causa da gravidez da atriz, e agora eles aprontam isso.

    Vamos esperar setembro.

  9. Mônica Almeida

    Eu gostei, sabia?  Não foi emocionante como as finales de Castle e Being Human, mas eu gostei bastante. Talvez porque eu  já estivesse calejada por causa do Chris Carter. Será que o Hanson é discípulo dele?
    Adorei o Vincent ter sido homenageado com o nome do bebê, mas eu tiraria o Stacato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account