Log In

Reviews

Bates Motel – The Immutable Truth

Pin it
Série: Bates Motel
Episódio: The Immutable Truth (season finale)
Número do Episódio: 02x10
Exibição nos EUA: 05/05/2014
96.666666666667
4.8
3

E chegou aquele (temido) dia, no Bates Motel, que todos os hóspedes-espectadores terão que fazer as malas e voltar para a casa. Partir e esperar a próxima temporada do hotel mais macabro da televisão. Mas é claro que a gente não ia se despedir do lugar sem que antes eles nos oferecessem o que o motel tem de melhor atração: as fortes emoções! A season finale da série foi tão boa, tantas coisas aconteceram, que nem parece que coube tudo em quarenta minutos.

No capítulo anterior, o Dylan matou o Nick Ford, que era o líder de uma das famílias que mantinham um enorme negócio de maconha na cidade. Isso colocava a vida do Norman em maior perigo ainda, já que os capangas do agora defunto poderiam se vingar tirando a vida do menino. Isso, é claro, não aconteceu e nem vai acontecer, uma vez que ele é o protagonista do programa e está vivo no filme Psicose – que, teoricamente, se passa no futuro da série. Mas a gente gosta de sofrer um pouquinho, acompanhar as cenas sem piscar os olhos. Pois bem. Depois de sair correndo da casa do Nick rumo à floresta, o Dylan acabou na beira da estrada e deu de cara com o carro do xerife Romero, que não só lhe deu cobertura, como resolveu toda a situação em White Pine Bay (nos mostrando que é ele quem manda na cidade, podem os ricaços se espernearem).

Ele não só encobriu o assassinato cometido por Dylan, como ainda bolou um plano contra Zane na casa da irmã do bandido. A moça ligou para o irmão e pediu para que os dois se encontrassem, pois ela queria conversar com ele sobre como acabariam com Dylan. Só que, na verdade, Dylan e Romero estavam com ela e pretendiam encurralar Zane, que já deu problemas demais por essa temporada. O que é estranho é que, na “hora H”, a moça pegou uma faca e foi ao encontro do irmão, que ainda chegava à propriedade. Ele estava armado e atirou nela, obviamente. O xerife Romero, que  se encontrava no mesmo andar que eles na casa, só apareceu mesmo quando Zane ia disparar contra o Dylan. Agora, ao que tudo indica – e assim Romero deseja -, o filho mais velho de Norma Bates vai assumir o negócio de maconha do município.

Mas, ainda assim, devo dizer que a cena toda foi estranha. Por que a moça foi confrontar o irmão na porta de casa? Romero orientou que ela ficasse no quarto, no andar de cima. É claro que o irmão dela a mataria! E por que o Romero demorou tanto para aparecer e atirar em Zane? Será que ele já não planejava que a irmã também fosse morta naquele dia? Aposto que sim… Além disso, o Dylan não pareceu muito comovido com a morte dela, não. Sei lá, os dois tiveram um caso…

Bates Motel 2X10 03

Ok. Não dá para julgar. Ele estava cheio de problemas familiares (é a família Bates, né?). Apesar de ter encontrado o Norman – e ganhar um “eu te amo MUITO” da mãe -, os conflitos só cresciam. O Norman colocou na cabeça que foi ele quem matou a Miss Watson e a Norma, desesperada, planejou fugir do país. O que o Dylan não esperava – e nem a gente – é que a Norma comprasse uma passagem de avião para ele também, pois fazia questão de ter toda a família reunida. Não bastasse isso, ela ainda fez uma declaração linda para o filho, dizendo que, apesar de todo sofrimento e a forma como ele foi concebido, ela não desejava que nada fosse diferente. Foi uma das cenas mais comoventes da série! E acho que ela falou de verdade, com o coração (isso, é claro, até ela ter que escolher entre Norman ou Dylan novamente…). Mas foi importante para o enredo!

Enquanto isso, o Norman quis tentar suicídio. E juro que quase torci para que ele conseguisse, ele anda problemático demais. Só que a Norma, que está sempre em volta dele, chegou a tempo de impedir e ainda tascou uma bitoca na boca do filho. A relação entre ela e o Norman é bastante estranha, sempre teve esse lado meio sexual, meio complexo de Édipo. E essa condição se torna cada vez mais acentuada.

Para piorar, o Romero pediu para que o Norman – que pesava de tanta culpa – fizesse um teste de polígrafo, para que ele descobrisse quem matou a professora. E ele fez. Foi o teste de polígrafo mais macabro que eu já assisti! E, em uma cena poética, um tanto desvairada, Norman teve uma nova alucinação e imaginou que a Norma confessava que tinha matado a professora, não ele. Aí, foi fácil o menino passar no teste e sair inocente. Se for parar para pensar, foi uma saída um tanto bizarra para salvar o personagem. Conveniente em demasia. Mas, ao mesmo tempo, é difícil para nós, leigos, sabermos o que se passa na cabeça de uma pessoa com distúrbio mental. Alucinações totalmente fora da realidade, incabíveis, são completamente possíveis.

A cereja no bolo ficou para os segundos finais, quando Norman encarou a câmera…

Bates Motel 2X10 01

Lembra alguma coisa? Me recordei daquele filme… Psicose

psycho-anthony-perkins-as-norman-bates

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

8 Comments

  1. Alysson Barroso

    A questão da alucinação no polígrafo não poderia ser diferente. Fica claro em Psicose que Norman tem duas personalidades distintas e é a mãe que mata para “proteger” o filho de tudo, de certa forma ele é realmente inocente.
    Cara, me diz como a Vera consegue ser tão foda?!
    O episódio foi fantástico, superou minhas expectativas, já deixei minha reserva feita para quando o motel abrir novamente.
    Abraços

  2. Gabriela Pagano

    Pois é! Em Psicose, ele assume a personalidade da mãe. Mas me pergunto se ele é tão inocente assim… Sei lá, em alguns momentos, eu acho que ele tem, sim, alguma consciência do que faz. Pode ser pouca, mas tem. E sente prazer nisso (e daí vem a doença). No filme, a situação já está acentuada, aqui ainda é o começo… Nessa segunda temporada, ele ficou mais perigoso, por saber mais ou menos o que se passava.

    Também amei esse episódio e já quero a terceira temporada para ontem! haha Ninguém segura o Norman daqui pra frente!

    Abraços.

  3. Angelo Bruno Rabelo Batista

    Foi ótimo acompanhar essa temporada junto com as suas resenhas,
    você expressa muito bem o que a gente sente assistindo ao episódio. Eu vejo as
    suas resenhas de elementary também, mais como eu assisto pela universal eu
    acabou nem comentando, enfim… O episódio foi incrível,fechou muito bem à temporada,
    eu fiquei super feliz que esse assunto da maconha acabou (ou espero que tenha
    menos espaço na próxima temporada) por que eu não aguentava mais.

  4. Arthur Barbosa

    Chegue! E, cheguei com o coração na mão, pois não queria que
    a temporada acabasse… =( Muáaa!

    Pra começar eu fiquei muito apreensivo com as cenas Romero e Zane. Pensei que alguma coisa poderia acabar dando errado, com Dylan morto ou algo do tipo. Mas,ainda bem que tudo se resolveu (um pouco rápido demais, estranhei isso também) e Romero mostrou que é ele quem manda nessa bagaça toda! =)

    Norma finalmente tomou uma atitude bacana. Essa vai ficar na história viu!
    Falar que ama muito o filho, apesar de tudo. Foi ótimo e bati palmas. Não
    estranhei a reação do Dylan, pois ele não esperava aquilo e também suas
    preocupações se voltavam ao Norman.

    Por falar na criatura do mal…. Agora chegou a hora de vermos o personagem com outros olhos. Até antes mesmo desse episódio, estávamos vendo ele como um rapaz legal, tentando achar a sua identidade e tudo o mais. Mas, agora ele é um psicopata. O Freddie Highmore tem uma cara ainda infantil as vezes, dificultando isso, ou seja, é preciso mudar, pois agora a coisa ficou muitissímamente séria.

    Essa relação estranha que ele tem com a mãe é totalmente ao contrário do que a
    lei da vida é. Pelo menos na química, uma carga positiva se repele com outra
    positiva, mas Norma e Norman são um elo só. Os dois se completam, e por isso,
    por amor de mais o Norman vai matá-la porque sei lá! Ele é louco! Depois eu
    pergunto a um psiquiatra como isso funciona de verdade, rs.

    O teste foi muito tenso mesmo e espero que tenhamos mais cenas assim na próxima temporada.

    p.s.¹: Gabriela, primeiramente tenho que te agradecer imensamente por ter me
    dado esse privilégio em comentar em suas reviews. Foi muito bom mesmo, além de desenvolver meu lado crítico, brincar com uma pessoa tão maravilhosa todas
    essas 10 semanas, rs.

    p.s.²: Tá na hora de dar tchau… Já arrumou as malas e entregou a chave para a
    Emma? Vamos rápido se não a gente vai perder o ônibus hein? Pode deixar que eu já fiz a nossa reserva para o ano que vem.

    p.s.³: Cadê de novo o namoradinho da Emma? Coitada, além de sair do motel vai
    ficar sozinha a Deus dará? Vish, que pena! Vamos trazer ela para o Brasil uai! Aí fica tudo resolvido.

    p.s.4: Como eu já disse na facebook, não dormi direito por causa da cara do
    Norman! Credo, muito tenso mesmo. Beijão Gaby!!!!

  5. Gabriela Pagano

    Oi, Angelo! Fico muito feliz em saber que você acompanha as resenhas! Sinta-se a vontade para comentar sempre que quiser! =]]

    Pois é! Também senti que o assunto da maconha já estava cansando, viu? O bom disso é que deu mais visibilidade ao Dylan, que é um personagem muito interessante! Qual será o tema da terceira temporada, hein? Mal posso esperar!

  6. Gabriela Pagano

    Oi, Arthuur! =]

    Nossa, também fiquei com o coração na mão por causa do Dylan! Todo mundo pode morrer, menos ele (que é o nosso queridinho, né??) hahaha

    Fiquei comovida com a Norma, mas ela já tentou se aproximar do Dylan outras vezes e, depois, acabou dando mancada de novo. Sempre fico com o pé atrás com ela, mas é fato que ela nunca foi tão sincera e tão maternal como nesse último episódio. Que lindos!

    O Freddie parece ser bem mais novo do que ele realmente é (mas isso ajuda, porque o Norman está no ensino médio e o Freddie já está na faculdade haha). E ele é um excelente ator! Será que ele vai surpreender a gente no terceiro ano? Aposto que sim, hein? :D

    Gostei da explicação da química! Nunca tinha feito essa relação! Muito inteligente!

    Eu que agradeço a sua companhia fiel durante todas as dez semanas. Ficar no Bates Motel com você foi muito mais divertido!

    Fiz as malas a muito custo! Mas ano que vem tem mais e acho que vai estar mais animado ainda! Vamos sair juntos, pra não ter perigo hahahha

    Pois é! Arrancaram o namoradinho da Emma da história sem mais nem menos. Isso não se faz! Espero que ele apareça no próximo ano… Ou a gente apresenta um brasileiro pra ela! ;)

    E aquela cara foi demais! Um novinho psicopata! haha Beeijão, Arthur! Até ano que vem! haha

  7. João V.

    Vera Farmiga eh uma Beleza só, ela dá outro nível de atuação e qualidade à série, já que faz parte da Produção e Direção também. O ator que representa o Norman não fica distante também. A cada dia que passa, a série vai melhorando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account