Log In

Opinião

Balanço de Temporada – ‘Red Band Society’

Pin it

CUIDADO! Esse texto contém spoilers sobre a primeira temporada da série!

Red Band Society estreou em setembro do ano passado, pela emissora americana Fox, fazendo com que muitos telespectadores, assim como eu, criassem muitas expectativas em relação a trama e seus personagens. Expectativa esta, que infelizmente, virou um tremendo banho de água fria, pois a audiência foi de mal a pior em apenas 13 episódios exibidos em sua primeira temporada.

O seu episódio piloto foi meio embaraçoso, criando nossas primeiras impressões dos adolescentes do Ocean Park Hospital com um jeito bem jovial e peculiar. Os cenários, câmeras, figurino e, principalmente, o elenco eram bonitos de se ver! Que adolescente não gostaria de ter em seu quarto de hospital uma decoração própria, com livros, CD’s, pufes pelo chão, e até o consumo de cigarros, bebidas alcoólicas e drogas (claro que tudo escondido)?

Os Pulseiras Vermelhasnome originado da série espanhola Polseres Vermelles – foi “liderado” pelo pequeno Charlie (Griffin Gluck, de Private Practice) um garotinho que esteve em coma por quase toda a temporada, após um grave acidente de carro. Além de ter narrado a sua própria história, o mesmo relatou os principais sentimentos de todos do grupo. Só que o verdadeiro líder do grupo é o jovem e esperançoso Leo Roth (Charlie Rowe de Robin Wood), que teve osteossarcoma, um tipo de câncer que agrava os ossos e como consequência, ele teve que amputar uma de suas pernas.

Red Band Society -  How Did We Get Her

Outro personagem principal é o viajante Jordi Palacios (Nolan Sotillo, de A Melhor Festa do Ano), que após a descoberta de um câncer, foge de sua casa à procura de ajuda, onde é acolhido por todos que trabalham no hospital. Por fim, o último homem do grupo é Dash Hosney (Brian Bradley, mais conhecido pelo seu nome artístico, Astro, revelação do reality show The X Factor) que tem fibrose cística e que sempre tenta manter o grupo unido, apesar de todos os percalços no caminho tortuoso.

Já o lado feminino temos duas garotas de personalidades bastante fortes e distintas. Enquanto a pequena Emma Chota (que apareceu na coluna Estilo da minha amiga Gabriela Pagano) tenta se esconder por de trás de seu visual fashion, por causa da sua grave anorexia, Kara Souders (Zoe Levin, de Arrested Development) é uma moça bastante grossa, que não respeita os outros e só pensa em si mesma. Quanto drama, não é mesmo? Pelo menos no final, cada uma soube lhe dar da melhor forma possível em relações aos seus pais, que errando ou acertando, sempre estão apoiando os filhos, pois o amor prevalece qualquer coisa no mundo.

Não posso deixar de mencionar os adultos que trabalham no hospital, fazendo de tudo para dar o melhor conforto para seus pacientes. São eles: o médico bonitão, doutor Jack McAndrew (Dave Annable de Brothers & Sisters), a enfermeira que puxa a orelha, mas ama todo mundo, Jackson (Octavia Spencer, vencedora do Oscar de Atriz Coadjuvante por Histórias Cruzadas),  a chata e implicante médica sem sal, doutora Erin Grace (Mandy Moore, de Um Amor Para Recordar), a enfermeira amiga e carente que é simpática com todos, Dobler (Rebecca Rittenhouse, de The Affair) e o enfermeiro fofoqueiro, que fica de olho em tudo e em todos, Kenji Gomez-Rejon (Wilson Cruz, de Hustling). Seus respectivos personagens foram cruciais para todo o enredo, afinal, a carga dramática foi intensa e quem iria tomar conta dessas seis crianças que só sabem aprontar?

Outro ponto que merece seu reconhecimento é a trilha sonora. Logo de cara no piloto fomos presenteados com a banda Coldplay, com a música Every Teardrop Is a Waterfall. Ao longo de todos os episódios ainda podemos ouvir: Queen, OneRepublicImagine Dragons, Fergie, Odessa e muitas outras bandas e cantores de sucesso. Deseja aumentar a playlist do seu computador ou celular? O site O Blog da Mari chegou a listar todas as músicas que embalaram as cenas de cada episódio. Vale a pena conferir.

Red Band Society - Waiting for Superman

Red Band Society terminou a sua primeira temporada num sábado, dia 7 de fevereiro, com a exibição dos dois episódios finais em sequência. O fato é que a série não foi bem aceita. Ao todo, a mesma teve uma média de 4,1 milhões de telespectadores por episódio e 1,3 ponto de audiência entre o público de 18 a 49 anos.

Rina Mimoun (Hart of Dixie), showrunner da série, disse que dependendo dos números da audiência, o seriado poderia ser ou não renovado. Eu sei que o lema da série era ‘não desista’, mas para ser sincero com vocês, prefiro que não seja renovada. A série tinha todos os detalhes para ser boa, mas faltou aquele gás, ou melhor, aquele empurrãozinho… Prefiro que Red Band Society fique guardada no meu coração e seja lembrada por aquilo que ela me proporcionou…

Deseja ser um Pulseira Vermelha? São só 13 episódios! Assistam! Preparem os lenços, pois os três últimos episódios vão fazer com que a sua alma se emocione…

P.S.1: Dedico esse texto a minha amiga e colega de trabalho Gabi Guimarães, que me acompanhou nessa jornada! Grande beijo em seu coração <3;

P.S.2: Menção honrosa a atriz Octavia Spencer, que fez um excepcional atuação neste trabalho. Muito amor por essa mulher! Foi por causa de Red Band Society que descobri que ela canta muito bem. Estava diva no Oscar 2015.

Séries citadas:

19 anos, técnico em Química, mineiro de Beagá. Atualmente é vestibulando de Medicina e pretende se formar pela Faculdade de Medicina da UFMG. Quando aparece um tempo livre, tenta acompanhar a maioria das séries médicas, mas elas nunca acabam! Um dia pretende finalizar ER, Grey's Anatomy e Dr. House. Acompanha também: 2 Broke Girls, Bates Motel, Fargo, Sherlock, Supernatural, The Walking Dead, The Big Bang Theory e muitas outras.

Website: https://medcine.wordpress.com/

6 Comments

  1. Bianca Mafra

    Eu vi primeiro essa a polseres, então eu digo que eles tiveram algumas idéias, como mais um personagem feminino e a octávia spencer!!!!! mas pecaram nos excessos, excessos de luxo, dava um toque surreal a história. Infelizmente, com o provável cancelamento a série acabou sendo corrida para dar uma finalização digna. Acho que se tivessemos uma segunda temporada, a história poderia ter sido bem diferente. Ah, e era doida pela enfermeira boazinha também

  2. Arthur Barbosa

    Você tem razão Bianca. pecaram muito no luxo, nem parecia que eles estavam em um hospital e sim em um hotel, hehe! Infelizmente não teremos uma segunda temporada, mas lembraremos da série.. Obrigado por comentar! Grande beijo! =D

  3. Arthur Barbosa

    Luisa, seu comentário foi uma pergunta ou uma afirmação? Você se enganou! Polseres Vermellles é uma séries espanhola. Dê uma olhada no meu post sobre a série e saiba mais. Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

  4. Julia

    Aí gente, essa série, por mais que tenha sido curta e eu tenha assistido quando já tinha sido cancelada, marcou minha vida de um modo diferente de outras séries que eu assisto/assisti. Foi uma série que eu assisti em um momento muito importante para mim e eu amei-a de mais, guardarei no meu coração esse momento especial e sempre que lembrar pensarei com carinho nessa trama e nesses personagens que me cativaram profundamente. É uma pena que terminou…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account