Log In

Reviews

Balanço de Temporada – Nashville

Pin it

Hey y’all!

Comecei a fazer as reviews da terceira temporada de Nashville, mas por motivos de força maior elas acabaram cessando. Pra não deixar passar batida essa série que só cresce – e que foi merecidamente renovada – eu trouxe aqui especialmente para vocês um balanço de temporada.

Quem acompanhava as minhas reviews sabe que eu costumava comentar que Nashville começa fraca, mas que a temporada sempre engrena e termina muito bem. Desta vez não foi diferente. Os primeiros episódios tinham um ritmo muito lento, mas a temporada adotou plots que eu gosto muito desde o princípio.

Adorei ver Rayna como a mulher forte que sempre foi tomando conta de várias frentes: família, relações amorosas, amizades, mas, especialmente, negócios. É muito legal ver ela tomando as rédeas da Highway 65 e deixando pra trás algumas pedras no sapato, como Jeff Fordham.

Aliás, esta temporada foi tão boa porque as tramas secundárias estavam maravilhosas, menos a de Zoe/Gunnar, que felizmente não teve longa duração. É difícil escolher a melhor trama entre uma jovem cantora vítima de violência doméstica (Sadie, a meu ver, não devia ter sumido assim. Adorava a personagem), outra jovem cantora perdida nas consequências da fama e tentando se reconstruir após um casamento fracassado, um cantor galã que precisa aceitar a própria homossexualidade vivendo em um meio onde precisa negá-la o tempo todo, um político – e bom pai – lidando com escândalos de corrupção e um inesperado câncer de Deacon quando ele finalmente se reconcilia com Rayna.

Nessa temporada todos os personagens – acho que à exceção de Juliette e Jeff – tiveram um amadurecimento grande e demonstraram suas nuances, forças e fraquezas. Scarlett amadureceu, Gunnar lidou relativamente bem com a montanha russa de emoções que enfrentou e as informações que recebeu do passado, Will finalmente teve coragem de enfrentar a sua verdade, Deacon resolveu olhar para o passado e consertar as burradas que fez, Avery surpreendeu ao aceitar Juliette e ser um pai tão maravilhoso e Rayna, que já era uma super mulher, pareceu crescer ainda mais diante de tantos desafios. Apesar de estar lidando com tanta coisa difícil ao mesmo tempo ela colocou todo mundo sob as suas asas e cuidou de cada um da melhor maneira que pode, mesmo quando muitos não mereciam estes cuidados, como Juliette.

Mas apesar de uma temporada excelente, o que me deixou ainda mais satisfeita foi ver Deacon e Rayna finalmente em um relacionamento pacífico. Apesar de ser o momento mais difícil da vida dele, parece que eles finalmente perceberam que precisavam se perdoar para conseguir seguir em frente. Felizmente a reconciliação não foi de apenas alguns episódios, e durou. Eu já esperava que a temporada acabasse com esse cliffhanger, especialmente depois do belíssimo momento no qual os dois trocam os votos no hospital. Espero do fundo do coração que dê tudo certo e ele não morra, porque ninguém merece uma tragédia dessas. Que os roteiristas tenham pena de nós! (Nessas horas a gente agradece por Nashville não ter como showrunner a queridinha da ABC, aquela que não deve ser nominada).

Eu já aguardo ansiosa pela próxima temporada. Acho que mais do que no hiato da primeira pra segunda, porque naquela ocasião eu sabia que não matariam a Rayna. Na quarta temporada espero que tenha casamento de Deacon e Rayna, que os The Exes se saiam maravilhosamente bem na Highway 65 e que consigam realizar uma intervenção na Juliette, que anda cada vez mais difícil e chata, embora saibamos que depressão pós parto é uma doença. Espero que abordem o assunto e consigam trata-la.

E vocês, esperam o que da 4ª temporada?

 

Séries citadas:

Relações Públicas e Mestre em Comunicação Midiática pela UFSM. Não esconde sua paixão por reality shows, sendo fã especialmente de The Voice, Survivor e The Amazing Race. Suas séries preferidas são Friday Night Lights e The O.C, mas também nutre um profundo amor por Friends e Sex and the city. Atualmente assiste Orphan Black, Orange is The New Black, Broadchurch, Faking It, Girls e Nashville... Suas paixões mais recentes são The Affair, How to Get Away With Murder e Scandal (cujas 4 temporadas completas assistiu em apenas 20 dias).

Website: http://www.assmanncomunicaçãoestrategica.wordpress.com

6 Comments

  1. pedroluiz02

    Perfeito , Gabriela.. Espero que a nossa eterna Cheerleader use pelo menos 5 % a mais do seu cerebro; ela tem tudo p/ ser uma nova Jade ( C Aguillera numa excelente participação) Qual será a noticia infeliz ? creio não ser a mais obvia. parabens pela review

  2. Gabi Assmann

    Espero também que não seja a mais óbvia, Pepe. Eles não merecem um final tão trágico. Mas também não queria nada com sequelas permanentes. Espero que traga um pouco de sofrimento, mas que termine tudo bem.
    E bem mencionado, essa temporada contou com a participação MARAVILHOSA da Christina. Amei a personagem. Acho que ainda vai dar uma reviravolta nessa história agora que a Layla descobriu as armações do Jeff. Oremos!

  3. Gabi Guimarães

    THIS >>>> “Sadie, a meu ver, não devia ter sumido assim. Adorava a personagem.”
    Siiim, fiquei triste de ver a Laura Benanti sair da série assim, tão de repente. Logo depois de matar o infeliz do ex-marido, poxa! Merecíamos vê-la feliz e prosperando por alguns episódios, pelo menos.
    No mais, concordo com tudo o que vc disse, Gabi. Juliette ficou meio apagadinha na primeira metade da temporada por causa da gravidez da Hayden Panettiere, mas quando finalmente apareceu, foi pra semear a discórdia como só ela sabe fazer, hahaha. E claro, depressão pós-parto é coisa séria, mas Juju leva um diagnóstico desses a outro nível. Chata demais. :/
    Tb adorei Rayna e Deacon juntos, até pq sempre, sempre, sempre shippei o casal. Espero que a “má notícia” desse cliffhanger não seja nenhuma tragédia irreversível. Talvez, como o Pedro falou aí embaixo, seja algo com a Berverly? Se ela não morrer, com certeza trará fortes emoções próxima temporada com essa promessa de se mudar pra Nashville, hein? De um jeito ou de outro, oremos. hahaha
    Ansiosa pela próxima temporada!

  4. Ana Luiza

    amoooooo a série!! Muito bem amarrada, no tom certo, bons personagens. Adorei o amadurecimento de Scarllet (se não tivesse passado por isso íamos clamar pelo seu sumiço, porque na 2ª temporada ela deu uma de chata demaaaaaais! tava insuportável!)
    As músicas são demaaais! é uma delícia de ver.Ansiosa pela próxima temporada

  5. Kiara Sousa

    Eu sou apaixonada por essa série, e adoro todos os personagens, com exceção do Jeff… kkkk
    Estou torcendo para que a Juliette passe dessa fase e comece a ter mais respeito pelos os outro e que ela reconheça o pai e marido maravilhoso que é o Avery, pois acho que eles formam um lindo casal.

    #anciosa pela a 4 temporada!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account