Log In

Especiais

Balanço da temporada de Game of Thrones

Pin it
Conheça o mais novo sucesso da HBO,a série Game of Thrones.

Tem novidade no Teleséries! A revista eletrônica de quem é viciado em seriados de TV passa a contar, a partir dessa semana, com review de Game of Thrones. A elogiada série da HBO é baseada no best-seller de George R.R. Martin, As crônicas de Gelo e Fogo.

Antes de fazer o balanço dos cinco episódios já exibidos nos Estados Unidos, preciso confessar que não li a obra de Martin. Por esse motivo, este texto, bem como as reviews que estão por vir, não abordarão similaridades e diferenças entre série e livro. Mas prometo que, assim que der, darei uma conferida nos livros, para poder opinar sobre.

Game of Thrones é uma série que apresenta uma história central sólida, acompanhada de ótimas histórias paralelas. Em virtude disso, tem muitos personagens. Como seria impossível falar de todos que apareceram nesses cinco episódios que agora se apresenta de forma pormenorizada, optei por passar uma impressão mais geral. Na reviews, sobrará mais espaço para apresentar de forma mais minimalista cada trama.

Feitas tais ressalvas, vamos às impressões sobre Game of Thrones.

A história da série gira em torno dos Sete Reinos de Westeros, terra na qual as estações duram por anos, ou décadas (MEDO de quando o inverno chegar).

Westeros é comandada pelo Rei Robert Baratheon. No decorrer desses cinco primeiro episódios, descobrimos que Robert fora noivo de Lyanna Stark e que, após sua morte, casou por conveniência com Cersei, da casa dos Lannister. Robert assumiu o trono de Westeros após a rebelião movida pelos Stark contra Aerys Targaryen, conhecido como o Rei Louco, e que culminou no assassinato de Targaryen por Sor Jaime Lannister (o pai e o irmão de Lord Stark acabaram mortos, brutalmente, por Aerys). A rebelião foi motivada, pelo que se entende até aqui, pela morte de Lyanna, embora ainda não tenha ficado claro o motivo desta.

Jaime Lannister, o assassino do Rei Louco, é irmão, e também ‘affair’, de Cersei. Eles ainda outro irmão, Tyrion, o Duende, de caráter dúbio e senso de humor afinado. No decorrer da história, várias vezes ficamos em dúvida sobre os reais interesses de Tyrion, que parece não compactuar totalmente com as armações dos irmãos.

A história começa com a visita do Rei Robert e de sua família, bem como dos irmãos Lannisters, à Winterfell, no Reino do Norte. Em Winterfell vivem Lorde Eddard Stark e sua família: a esposa, Lady Catelyn Stark, e seus os seis filhos (destaque para Arya, mais ‘macho’ que seus irmãos; Bran, que acaba perdendo os movimentos das pernas depois de sofrer um acidente causado pelos Lannisters; e o ‘bastardo’ Jon Snow, que é claramente rejeitado por Lady Stark e acaba se afastando de Winterfell).

A visita é motivada pela morte de Jon Arryn (casado com a irmã de Catelyn, Lysa – e que descobrimos, posteriormente, ser um tanto quanto perturbada mentalmente), a Mão do Rei, em circunstâncias misteriosas. Posteriormente, descobre-se que um pouco antes de morrer Arryn teve contato com os filhos bastardos de Baratheon, e que foi envenenado pelos Lannisters.

Robert pede que Stark assuma o cargo de Mão de Rei. Lord Stark não consegue recusar o pedido de seu Rei e amigo, e parte com ele para a capital dos Sete Reinos, apesar do desgosto que sua partida causa para Lady Stark e sua família. Junto com ele seguem suas filhas Sansa (prometida para o príncipe Baratheon) e Arya.

A história se desenrola, a partir daí, em três diferentes cenários, basicamente.

Na capital, Lord Stark tenta assumir o controle do Reino, enquanto o Rei se diverte em torneios e com mulheres. Stark precisa se adaptar ao ambiente, e não sabe em quem pode confiar no Conselho do Rei, formado por Renli Baratheon, irmão de Robert e que cuida das questões legais; Mestre Pycelle, uma espécie de médico oficial do Reino; Petyr Baelish, o homem das finanças; e Varys, que seria o consultor religioso. Stark se aproxima aos poucos dos Conselheiros, especialmente de Pycelle e Baelish (que nutre uma paixão platônica pela Lady Stark), e acaba obtendo informações sobre as investigações que Arryn fez antes de sua morte.

Apesar de dever submissão ao Rei, Stark não concorda com muitas das atitudes de Baratheon, o que acaba culminando na sua renúncia (nada amigável) do cargo de Mão do Rei. No final do 5° episódio, após renunciar ao cargo, e antes de retornar à Winterfell, Lord Stark é confrontado por Jaime Lannister, e acaba ferido.

Enquanto isso, no Reino do Norte, Lady Stark sai em peregrinação por vingança contra os Lannisters, já que Bran ficou paralítico após o ‘acidente’ causado por Jaime. Após capturar o duende Tyrion, ela o conduz, como prisioneiro, até o Ninho da Águia, governado por sua excêntrica irmã. No final do último episódio exibido, vemos uma Catelyn arrependida e assustada, e um Tyrion aprisionado nas alturas.

Nos arredores de Winterfell, vemos a organização da Patrulha da Noite, na Muralha do Norte, cuja principal tarefa é proteger Westeros dos Outros, habitantes as terras além do Reino, e que, como vemos nas magníficas e assustadoras cenas que dão início ao episódio de estréia, podem ser perturbantes e perigosos. A Muralha é formada, principalmente, por criminosos e rejeitados. Benjen Stark, imão de Lord Stark, é um dos responsáveis pela patrulha, e Jon Snow, filho bastardo do Senhor de Winterfell, acaba se juntando ao tio na defesa do Reino, e precisa lutar para ‘sobreviver’ na Muralha.

Já no Leste se desenrola a trama dos Targaryen, filhos do deposto Rei Louco, Aerys Targaryen, e que, segundo as lendas, são descendentes de dragões. Viserys Targaryen, o filho obsessivo de Aerys, força o casamento da irmã Daenerys com Khal Drogo, líder dos bravos Dothraki. Viserys pretende utilizar o exército Dothraki para invadir Westeros e retomar o trono dos Sete Reinos de Westeros, que acredita seu de direito. Só que Daenerys acaba se identificando com seu novo modo de vida, e se apaixonando por Khal, o que faz com que deixe de ser submissa à vontade do irmão. Com isso, cada vez mais, os planos de Viserys são postos à prova. Resta saber se os Dothraki vão, enfim, conduzir os cavalos sobre a água, e atravessar o mar em busca de uma sangrenta batalha.

Game of Thrones tem todos os elementos de um sucesso. Além disso, a série conta com o ‘selo HBO de qualidade’, o que significa que os cenários e o figurino são esplendidos, e os diálogos são muito bem construídos.

Enfim, por todos os motivos expostos aqui, e por mais um milhão que não couberam no texto, ou que não me recordo agora, Game of Thrones é um seriado que merece ser visto, ou melhor, apreciado. Então, aproveita que tuas séries favoritas só voltam em setembro, corre atrás dos cinco episódios (são cinco horinhas só, prometo que não cansa) já exibidos e aparece aqui no Teleséries pra dividir com a gente tua opinião sobre a série!

Até a review do próximo episódio!

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

10 Comments

  1. Andreza

    Oi Mariela, adorei seu review e concordo plenamente, “Game of Thrones” é espetacular, nota 10 pra HBO! Comecei a assistir ontem e fiquei tão vidrada que já terminei hoje mesmo, rs! Agora espero ansiosamente pelo sexto capítulo!  

  2. simone

    Mariela, tá excelente o review, eu tô acompanhando Game e está tudo aí.

    Eu também recomendo a série. 

  3. Cleide Pereira

     trazendo para aqui o que comentei nos destaques:
    “Game está muito bom mesmo, e o Lord Snow é meu personagem favorito e depois vem o anão Tyrion Lannister

    gente nem reconheci o Mark Addy debaixo daquela barba toda como rei e tb não reconheci o Jason Momoa como o Grande Garanhão
    :D”

    e acrescentando:
    meu ódio mortal aquele principe fajuto, o menino antipático e medroso :X
    e como já li em alguns lugares, a série tem também o melhor núcleo “teen” da temporada e a irmã olsen que a princípio nem queria o casamento agora está toda assanhadinha
    :))

    Mariela muito bom seu review, estou acompanhando pela HBO Brasil, por isso só posso comentar sobre os 3 primeiros episódios

  4. Anônimo

    Uau, eu não estava sabendo desta série, que deve ser simplesmente o máximo. Obrigada, Teleséries querida! 

  5. Anônimo

    Uau de novo! Já vi o primeiro epi, ainda bem que tem mais quatro. Muito boa!

  6. Mariela Assmann

    Vai fundo que só melhora. Acabei de assistir o 6° episódio agora e estou assim também: UAU.

  7. Anônimo

    Cara Mariela,
    Só li sua review depois de ter assistido aos seis episódios, porque considero fundamental as surpresas. Só agora li sua bela e acurada análise  dos pontos realmente importantes, e além disso tem o acréscimo da sua simpatia. Então é isso: admirável série e admirável comentadora.
    (Isso a gente só vê aqui no Teleséries.)

  8. Mariela Assmann

    Que bom que tu curtiu, Bianca. Espero que tu apareça sempre, pra gente trocar ideia! =]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account