Log In

TeleRatings

Audiência nos EUA na quinta-feira, 11 de dezembro

Pin it

Laurence Fishburne em CSIE eis que Laurence Fishburne entrou na matrix do mundo televisivo. E com o pé direito. CSI voltou a ter mais de 20 milhões da telespectadores nesta quinta-feira, ajudada também pela falta de concorrência. Mas The Office também fez bonito.

Ranking por canal

Emissora CBS NBC ABC Fox CW
Média
(em milhões)
15,76 7,68 5,42 4,99 2,25

Ranking por horário

Hora Programa (Canal) Milhões de
Telespectadores
20h Survivor: Gabon (CBS) 13.24
My Name is Earl (NBC) 6.62
Secret Millionaire (Fox) 5.39
Ugly Betty (ABC) – reprise 5.39
Smallville (CW) – reprise 2.54
20h30 Kath & Kim (NBC) 5.33
21h CSI (CBS) 20.61
The Office (NBC) 8.79
Grey’s Anatomy (ABC) – reprise 6.41
Are You Smarter Than a 5th Grader? (Fox) 4.61
Supernatural (CW) – reprise 1.95
21h30 30 Rock (NBC) 7.47
22h Eleventh Hour (CBS) 13.43
ER (NBC) 8.92
Private Practice (ABC) – reprise 4.49

Na quarta-feira a CBS teve mais audiência que o segundo e terceiro colocado juntos. Bom, nesta quinta-feira o canal teve números que superaram a soma das médias do segundo e terceiro colocados e ainda os da CW. A larga vitória se deve principalmente ao fato da ABC ter programado apenas reprises para a noite de quinta-feira.

E não foi só a CBS, que se deu bem. A NBC também aproveitou a noite e assumiu a segunda colocação tanto em número de telespectadores como na amostra 18-49 anos. As comédias do canal se deram bem: My Name is Earl e Kath & Kim subiram 9% em audiência e 30 Rock 5%, finalmente interrompendo cinco semanas consecutivas de queda.

Bom mesmo foram os números de The Office. Com 8,79 milhões de telespectadores, a série recuperou quase 6% de audiência. Mas subiu mesmo foi na amostra 18-49, cerca de 11%, para 4,8 pontos. A série tem ótimas chances de beliscar uma posição no Top 5 de audiência da semana.

Mas a noite foi mesmo da CBS, líder em audiência e na amostragem 18-49 anos, em todos os horários. O principal motivo, claro, foi a chegada de Laurence Fishburne, no papel do doutor Raymond Langston, em CSI. O episódio 19 Down teve 20,61 milhões de telespectadores, seu melhor desempenho desde a season premiere e 5,8 pontos no demo 18-49.

Com este lead-in fantástico, Eleventh Hour finalmente conseguiu superar ER na amostragem por idade. Teve 3,8 pontos, contra 3,5 de ER.

Private Practice estreou com uma reprise no horário das 22h. Ainda é cedo pra dizer qualquer coisa sobre a performance da dobradinha Grey’s e Private.

Coluna editada a partir de número fornecidos pelo instituto Nielsen (dados de exibição ao vivo mais programas assistidos em DVR no mesmo dia) e com informações dos sites TV by the Numbers.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

21 Comments

  1. Victor Hugo

    Tem um pequeno erro no texto:
    “Na quarta-feira a CBS teve mais audiência que o segundo e terceiro colocado juntos”…
    acho q é quinta…..

    Mas voltando ao texto :
    – Fico feliz com o desempenho de EH, é uma das séries que to mais gostando desta nova fall season mas quero ver qdo em janeiro enfrentar PP (ABC)
    – Do mais: ER subiu apesar de ter tido o mais fraco episodio da temporada… K&K não tem silução… e CW mesmo com reprises conseguiu mais audiencia do q na Terças e quartas..

  2. Paulo Antunes

    Victor, tá certo era isto que eu queria dizer, mas ficou uma abertura meio retardada mesmo.

    E você está certo, a CW sofre pra ter audiência com mulheres de 18 a 34 anos de segunda a quarta, mas é a programação de quinta, que atrai homens também, que tem melhor desempenho. A gente fica pensando se é preciso mesmo fazer esta distinção por gênero para conquistar anunciantes…

  3. Antonio Ubiratan

    Go! Go! The Office!!

    Uma pergunta para as pessoas que acompanha mais tempo esses números, esses 20 mi de CSI são muitos ou poucos em comparação de uns 2 anos atrás??

  4. Rodrigo Xavier

    Comparando com os números de audiência da 5ª e 6ª temporada onde CSI tinha entre 25 a 30 milhões é baixo, mas atualmente com a queda geral de audiência da tv americana e a própria queda de qualidade de CSI o índice é bom numa temporada de média de 18 milhões.

  5. Pedro Paulo

    o que chamamos no brasil d eefeito cascata.

    programa do qual recebeu audiência.

    jn é lead-in das novelas das oito, que são lead-in de casseta e planeta (argh), tela quente, globo, repórter,a grande familia, etc.

  6. alex

    boas audiencia novamente das reprises de sv e spn,que continue assim,ate voltar os inetidos.

  7. Paulo Antunes

    Antonio,
    CSI historicamente já deu mais, este ano mesmo a premiere teve 23 milhões. Mas hoje nenhuma outra série consegue atingir 20 milhões, só CSI, por isto ela ainda é o drama mais importante da TV (ao lado de Grey´s que consegue outras proezas, mas não esta).

    Eudes,
    Bom, o Pedro Paulo já respondeu. Nos EUA fala-se em “lead-in audience”, que é a influência que um programa de grande audiência exerce na atração que o sucede. Eu disse que o CSI é o lead-in de Eleventh Hour. Em outras palavras, muita gente só assistiu Eleventh Hour, porque viu CSI e resolveu ficar sintonizado, não trocando de canal.

  8. Laudo Kenji

    A contagem regressiva dos episódios de CSI com o ator William Petersen marca o fim de um ciclo: a de escrever um roteiro especialmente em torno de um astro.
    Ao contrário de Hugh Laurie ou Terry O´Quinn, o ator não possui o brilhantismo da arte de interpretar, mas o show q envolve o seu personagem cria a ilusão perfeita para os espectadores: cativar o seu personagem.
    Compartilhando do champagne dos atores multipremiados, vê-se um paradoxo na relação *ator/série*. Será q o quarto ano de House *desconstroe* o personagem criado por Hugh Laurie? No caso de Terry O´Quinn, por quê os últimos roteiros de Lost afastam o interesse da figura do quase-herói?
    Não é propriamente o fim do mundo, mas a falta de criar novos *hits* e a ausência do símbolo do perito-nerd interpretado por William Petersen em CSI marca o fim de uma geração: a das séries com grandes astros.

  9. Laudo Kenji

    O Michael Scott (The Office) é muito engraçado!
    Eu quero a minha Abby Lockhart (ER) de volta :(

  10. Marco

    Laudo,
    William Petersen é genial, discreto e conciso como o personagem pede. Coisa de grandes atores.
    Ultrajante ser comparado com um ator que faz o mesmo personagem desde sempre: Hugh Laurie por Hugh Laurie.

  11. carol

    (ao lado de Grey´s que consegue outras proezas, mas não esta).

    que proezas seriam essas, Paulo?
    Fiquei curiosa.

  12. Flávio Santos

    Ah, tá… então Lost era escrito em torno do Locke?
    E o Terry O’Quinn é melhor ator q o William Petersen? Tá bom então… Fala sério!

  13. anderson

    Lost escrito em torno de lost??
    willian peterson no emsmo calibre q o terry o´quinn??
    hugh laurie ator??

    meu deus, nunca vi tanta besteira junta num só comentário.

  14. Silvia_05

    Cara, me engasguei toda quando Grissom comunicou sua saída. Damn it! Por sorte o episódio é duplo e teremos seus últimos momentos na semana que vem.

    Sem falar que o episódio foi bárbaro. Tinha receio quanto à Fisburne, mas sua entrada foi ótima. E o pessoal vai ter que se puxar prá manter a audiência desses anos todos.

    Sentirei falta de Grissom, sem dúvida.
    Ainda bem que a 6a. temporada eu não vi toda. Então terei + alguns episódios prá matar saudades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account