Log In

Programação EUA TeleRatings

Audiência nos EUA na domingo, 22 de setembro

Pin it

Jeremy Piven beija o EmmyQuem mandou na audiência da TV americana do domingo? O futebol americano ou o Emmy Awards? Acertou quem apostou no primeiro. O jogo entre Dallas Cowboys e os Green Bay Packers deram uma surra na transmissão do Emmy comandada por astros de reality shows e que premiou séries que a massa norte-americana não acompanha. Não é verdade? Mad Men, 30 Rock, Damages, Entourage, Breaking Bad… Se somar a audiência destes shows todos não deve dar a média de Cold Case, rarará.

Ranking por canal

Emissora NBC CBS ABC Fox CW
Média
(em milhões)
16,57 10,56 10,34 5,01 1,35

Ranking por horário

Hora Programa (Canal) Milhões de
Telespectadores
19h 60 Minutes (CBS) – nova temporads 17.29
Football Night In America (NBC) 8.78
American Dad (Fox) – reprise 4.73
Jimmy Kimmel’s Big Night of Stars (ABC) 4.63
One Tree Hill (CW) – reprise 1.37
20h30 Os Simpsons (Fox) – reprise 4.62
20h Sunday Night Football (NBC) 18.10
60th Primetime Emmy Awards (ABC) 11.82
Cold Case (CBS) – reprise 10.43
Os Simpsons (Fox) – reprise, dois episódios 5.10
Privileged (CW) – reprise 1.11
21h Sunday Night Football (NBC) 20.69
60th Primetime Emmy Awards (ABC) 12.94
Cold Case (CBS) – reprise 7.81
Uma Família da Pesada (Fox) – reprise 5.25
America’s Top Model (CBS) – reprise 1.56
22h Sunday Night Football (NBC) 18.71
60th Primetime Emmy Awards (ABC) 11.97
Criminal Minds (CBS) – reprise 6.70

Porque eu falei em Cold Case? Porque reprises de Cold Case, na CBS quase bateram o Emmy Awards em audiência, o que, convenhamos seria uma vergonha.

A emissora líder da noite foi a NBC (16,57 milhões de telespectadores e 6,8 pontos e 17% de share na amostra 18 a 49 anos). A ABC, com Emmy e tudo, foi a terceira colocada da noite, mas ficou em segundo na amostra de 18 a 49 anos (teve 3,2 pontos, contra 2,8 da CBS). A Fox com reprises de desenho animados teve baixa audiência, metade das concorrentes, mas chegou a empatar com a ABC em terceiro lugar na amostra 18 a 34 anos (ambas com 2,6 pontos).

Antes de falar no Emmy, una nota sobre a estréia da noite. A CBS estreou a 40ª temporada do jornalístico 60 Minutes, o programa mais antigo do horário nobre da TV americana. Com entrevistas com os candidatos a presidência John McCain e Barack Obama, o canal conquistou uma fantástica audiência de 17,29 milhões. Foi o que na média fez a diferença e deu a CBS o segundo lugar da audiência.

Do 60 Minutes para o 60th Annual Emmy Awards. A premiação da Academia de Artes e Ciência da Televisão foi assista por uma média de 12,242 milhões de telespectadores – número 6% menor do que a transmissão do ano passado (aquele que teve Ryan Seacrest apresentando o programa em um picadeiro e que mostrou a Academia pagando pau pra Família Soprano).

Como motivos pra baixa audiência do Emmy podemos destacar a falta de séries populares no evento, a concorrência do futebol americano e das eleições e eu também tenho uma teoria. Estranhamente a ABC não cobriu a entrada das celebridades no tapete vermelho. Às 19h, o canal exibiu um pré-show apresentado por Jimmy Kimmel que teve entrevistas com Michael Phelps, Salma Hayek e Tracy Morgan… Estranho, né? Talvez não tenha sido a melhor tática pra manter o telespectador ligado na premiação.

O pré-show que a gente assistiu na Sony foi do canal do TV Guide. Aliás, desde quando Joey Fatone é repórter? Weirdo…

* * *

No sábado, a Fox foi líder de audiência com os realities Cops e America’s Most Wanted.

Na sexta deu Fox também, com os game shows Are You Smarter Than a 5th Grader? and Don’t Forget the Lyrics. Mas o canal perdeu para a ABC, que veio com reprises, na amostra 18 a 49 anos. Como já havia sido anunciado, a NBC moveu o reality show America’s Toughest Jobs para as noites de sexta-feira. Mas esqueceu de avisar o público. Com 3,34 milhões e só 1,1 pontinho na amostra 18-49, o programa foi o último colocado em audiência da noite.

Ah, claro, o America’s Toughest Jobs perdeu lugar nas noites de segunda-feira da NBC para a estréia de Heroes. Depois de quase 10 meses fora do ar hoje tem Heroes! Aleluia! Amanhã eu volto pra comentar o sucesso ou o fracasso da série em audiência. Até!

Coluna editada a partir de número fornecidos pelo instituto Nielsen (dados de exibição ao vivo mais programas assistidos em DVR no mesmo dia) e com informações do site TV by the Numbers.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

15 Comments

  1. Thiago

    Antes de tudo: concordo com todas as falhas da cerimônia passada, menos a pagação de pau pra Soprano. Merecia sim.

    Enfim, os números: Ryan Seacrest foi um tremendo erro… e resolverem repetí-lo 5 vezes. A abertura foi muito frustrante e não teve graça nenhuma. No próximo ano, tem que ser Conan O’Brian, John Stweart… ou o Steve Carell! É a segunda vez que ele rouba a cena na noite. O cara é fantástico!

    No mais, é isso. A cerimônia teve a audiência que mereceu

  2. Leonardo Toma

    A “Era de Ouro da Televisão” como disse a sra. Glenn Close no Emmy pelo visto está sendo presenciada somente pelos internautas ao redor do mundo…

    Realmente a audiência desse Emmy foi patética. Se bem que a cerimônia em si não ajudou muito…

  3. Fernando dos Santos

    Eu penso que mesmo se tivessem premiado séries que a massa norte-americana acompanha, ainda assim seria impossível competir com a transmissão do futebol americano.Me parece que não há programa que consiga rivalizar em audiência com a NFL.
    E soma-se a isto o fato de transmissões de premiações (seja Oscar ou Emmy) registrarem audiências baixas com frequência nos ultimos anos.

  4. Fernando dos Santos

    “A “Era de Ouro da Televisão” como disse a sra. Glenn Close no Emmy pelo visto está sendo presenciada somente pelos internautas ao redor do mundo…”

    Eu acho que esta fragmentação da audiência das séries se deve a dois fatores:
    a)a internet
    b)o fato dos canais pagos americanos estarem produzindo sua próprias séries e numa quantidade cada vez maior.

  5. Vinicius Silva

    Eu próprio estava assistindo mais ao jogo entre os Dallas Cowboys e o Green Bay. Afinal, que jogaço e que vitória dos Dallas Cowboys.

    Sei que meu time continua na ponta. Parece que esse o Buffalo Bills vai conseguir alguma coisa, assim espero. Temos uma defesa bem postada, que conseguir chegar bem até a end zone com boas interceptações. Afinal, é pra falar de série, né? Perdão…

    Então, o Emmy foi uma porcaria. Só isso explica essa audiência medíocre, ora bolas.

  6. Thomaz Jr.

    “Mad Men, 30 Rock, Damages, Entourage, Breaking Bad… Se somar a audiência destes shows todos não deve dar a média de Cold Case”
    kakakaka verdade, mas o ouro é para poucos.

  7. João Manoel

    Paulo, Sunday Night Football é na NBC e não na CBS. E para falar a verdade o jogo foi bem melhor que o Emmy…

  8. Fernando dos Santos

    Eu gosto de basquete e aprecio a dinâmica do beisebol,mas não consigo entender o que as pessoas enxergam de interessante no futebol americano.Basicamente é um bando de grandalhões que precisam usar proteção para jogar rugby.

  9. Cesar

    Essas premiações são, em geral, chatas. Muitos intervalos, pouca ação. Gosto da idéia de inovar, como foi feito com 5 apresentadores. Mas isto nem sempre dá certo.

    Além disso, competir contra futebol americano e entrevista com candidatos a Presidência é um tiro no pé. Felizes as outras emissoras, que acertaram na programação.

    Se somarmos a isso o fato de que a temporada passada foi irregular por conta da greve dos roteiristas e que as TVs Pagas conseguiram bons produtos em tempo hábil, temos um desinteresse natural do telespectador.

    Não acho que nos EUA a internet faça tanta diferença em termos de audiência. Acredito que o grand eproblema foi a irregularidade da temporada passada. Naturalmente, quando os “blockbusters” voltarem à cena, e as pessoas retomarem o hábito – especialmente no inverno – haverá recomposição de audiência.

    De qualquer forma, concordo que o fato de termos muitas séries da TV Paga afasta o público dos canais abertos. Afinal, por quem “torcer” se não conhecem ninguém?

  10. Cesar

    Fernando, falando sobre o jogo: é muito mnais inteligente que rugby. Supõe que se trave uma guerra pela conquista de território, não apenas pela força, mas por estratégias de ataque via ar e terra. Quando se compreende o jogo, é possível gostar.

  11. Fernando dos Santos

    Obrigado pela explicação,Cesar.Eu até já tentei ver alguns jogos mas não consegui entrar no clima,não me senti envolvido do jeito que me sinto quando assisto basquete.
    Pra mim o problema do futebol americano é o mesmo do soccer:muita gente jogando em um campo muito grande o que acaba resultando em muita enrolação no meio-campo e na marcação de poucos pontos(ou gols).

  12. Mica

    Eu adorava assistir Futebol Americano, mas faz anos que não assisto. (O maior problema era o tempo que eu perdia na frente da tv, hehehe. Os jogos são longuíssimos)Preciso criar vergonha na cara e voltar a assistir. Mas falando sério, nem Tênis, que é o meu esporto preferido eu tenho acompanhado com freqüência.
    Agora, uma esporte que eu adorava jogar na adolescência mas sempre achei chatíssimo de assistir é o Basquete.

  13. Brenda

    Thomaz Jr. – September 23, 2008
    “Mad Men, 30 Rock, Damages, Entourage, Breaking Bad… Se somar a audiência destes shows todos não deve dar a média de Cold Case”
    kakakaka verdade, mas o ouro é para poucos.

    concordo totalmente com o comentário acima
    ouro (séries e boa qualidade e talento) é pra poucos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account