Log In

Programação EUA TeleRatings

Audiência nos EUA – Especial Temporada 2005-2006

Pin it

Não vou me prolongar na apresentação, porque a coluna está gigaaaaante! Só uma listinha básica do que tem nessa coluna: a audiência média de todas as séries da temporada 2005/2006, o ranking de emissoras em telespectadores e no demo 18-49 (que é o mais importante e visado pelos anunciantes), a lista de cancelamentos e renovações de cada emissora e até os seriados que considerei os grandes destaques da temporada de cada canal. Enjoy!

EMISSORAS

Não muito diferente do da temporada passada, no ranking das emissoras por telespectadores, a CBS (1° lugar/12,60 milhões) ficou com o 1° lugar, com uma queda de apenas 2%. A ABC (2° lugar/10,80 milhões) garantiu o 2° lugar, com um aumento de 7%. A Fox (3° lugar/10,10 milhões), apesar do fraco começo, levantou sua audiência na segunda parte da temporada. E a NBC (4° lugar/9,72 milhões), continua presa na 4ª posição. E na última temporada das emissoras pequenas, a WB (5º lugar/3,12 milhões) ganhou por muito pouco da UPN (6° lugar/3,11 milhões).

Já no ranking de emissoras pelo demo dos telespectadores de 18-49 anos, a Fox (1° lugar/5,35 milhões) garantiu a liderança, com a ABC (2° lugar/5,14 milhões) na sua cola. A CBS (3° lugar/4,95 milhões) apareceu na 3ª posição, com a NBC (4° lugar/4,26 milhões) na 4ª. E na última temporada das emissoras pequenas, a WB (5° lugar/1,69 milhões) ganhou com dificuldade da UPN (6° lugar/1,65 milhões).

CBS

NCISSéries renovadas: CSI (3° lugar/25,21 milhões), Without a Trace (6° lugar/18,74 milhões), Survivor (8° e 11° lugares/18,30 e 16,80 milhões), CSI: Miami (9° lugar/18,12 milhões), The Unit (14° lugar/15,53 milhões), NCIS (16° lugar/15,27 milhões), Two and a Half Men (17° lugar/15,13 milhões), Cold Case (20° lugar/14,48 milhões), CSI: NY (21° lugar/14,04 milhões), 60 Minutes (25° lugar/13,61 milhões), Criminal Minds (27° lugar/12,62 milhões), The New Adventures of Old Christine (28° lugar/12,56 milhões), Numb3rs (31° lugar/11,72 milhões), The Amazing Race (42° e 57° lugares/10,78 e 9,10 milhões), Close To Home (45° lugar/10,35 milhões), Ghost Whisperer (47° lugar/10,24 milhões), How I Met Your Mother (51° lugar/9,46 milhões), 48 Hours Mystery (72° lugar/7,75 milhões) e Crimetime Saturday (78° lugar/7,47 milhões).

Série renovada para a mid-season: King of the Queens (48° lugar/9,95 milhões).

Séries Canceladas: Out of Practice (32° lugar/11,65 milhões), Courting Alex (35° lugar/11,21 milhões), Threshold (71° lugar/7,84 milhões), Sim, Querida (74° lugar/7,57 milhões), Love Monkey (84° lugar/7,27 milhões) e Apesar de Tudo (90° lugar/7,01 milhões).

A CBS continua na liderança da audiência. Seu programa mais visto é CSI, que caiu 5% na audiência e o menos visto na média foi a cancelada Apesar de Tudo. A emissora confia no gênero policial com todas as séries do gênero garantindo sólidas audiências.

No gênero comédia, a emissora saiu ganhando com Two and a Half Men, a sitcom mais assistida da temporada, e também com a novata The New Adventures of the Old Christine, a sitcom nova de maior audiência da temporada; mas perdeu em audiência com How I Met Your Mother e King of the Queens, que tiveram números apenas razoáveis e com Apesar de Tudo e Sim, Querida, que deram o adeus definitivo.

Já nos reality shows, o canal já não tem o desempenho do passado. Apesar de uma ótima audiência, Survivor: Panama perdeu 23% da audiência em relação a sua edição anterior, Survivor: Guatemala, e The Amazing Race vai perdendo audiência a cada ciclo.

A CBS também é a casa de The Unit, o seriado novo mais visto na temporada.

A série do ano no canal foi NCIS, que mesmo não tendo muito buzz ao redor dela, teve um aumento de 13% na sua audiência, o maior crescimento do canal na temporada.

ABC

Grey´s AnatomySéries renovadas: Desperate Housewives (4° lugar/22,24 milhões), Grey’s Anatomy (5° lugar/19,87 milhões), Dancing with Stars (7° lugar/18,57 milhões), NFL Monday Night Football (12° lugar/16,21 milhões), Lost (15° lugar/15,49 milhões), Dancing with Stars: Results (18° lugar/14,81 milhões), Extreme Makeover: Home Edition (30° lugar/12,05 milhões), Justiça Sem Limites (46° lugar/10,29 milhões), The Bachelor (52° lugar/9,33 milhões), Wife Swap (62° lugar/8,27 milhões), 20/20 (66° lugar/8,02 milhões), America’s Funniest Home Vídeos (67° lugar/8,10 milhões), Primetime Live (87° lugar/7,16 milhões) e What About Brian (103° lugar/6,32 milhões).

Séries renovadas para a mid-season: Supernanny (76° lugar/7,51 milhões), American Inventor (80° lugar/7,41 milhões), George López (86° lugar/7,23 milhões) e According to Jim (89° lugar/7,03 milhões).

Séries canceladas: Commander in Chief (26° lugar/12,70 milhões), Crumbs (43° lugar/10,77 milhões), Invasion (56° lugar/9,15 milhões), Miracle Workers (63° lugar/8,26 milhões), The Evidence (70° lugar/7,87 milhões), In Justice (73° lugar/7,64 milhões), Freddie (92° lugar/6,79 milhões), Alias (93° lugar/6,74 milhões), Rodney (96° lugar/6,56 milhões), Emily’s Reasons Why Not? (104° lugar/6,23 milhões), Jake in progress (106° lugar/5,87 milhões), Hope and Faith (107° lugar/5,85 milhões), Hot Properties (114° lugar/5,31 milhões), The Night Stalker (116° lugar/5,26 milhões), Sons and Daughters (117° lugar/5,16 milhões) e Less than Perfect (121° lugar/4,71 milhões).

O programa mais visto da ABC foi Desperate Housewives, que caiu 6% em sua audiência. O menos visto foi a cancelada Less Than Perfect. Apesar do crescimento em números absolutos, a ABC teve vários programas em crises na temporada. Além de Desperate Housewives, Lost, Justiça Sem Limites e Alias também caíram 12%, 18% e 35% em 2005-2006, respectivamente. Extreme Makover: Home Edition mateve a mesma média da temporada passada. O canal também fez grandes apostas que fracassaram, como Commander In Chief e Invasion.

Mas, como nem tudo são pesares, Grey’s Anatomy, encerrou a temporada como o drama médico mais assistido dos EUA, teve um aumento de 8% em sua audiência. Outro grande hit do ano foi o reality show Dancing with Stars, que influenciou “n” cópias, algumas com sucesso moderado, mas outras…

A ABC também se deu mal com comédias: nenhuma delas (Sim, eu disse NENHUMA) foi renovada para a próxima fall season. Somente George López e According to Jim retornam, mas na mid-season. O resto a ABC jogou no lixo e fechou a tampa. Mesmo aquelas que tinham audiências boas e razoáveis, como Crumbs e… Bom, só essa mesmo.

A série do ano no canal foi Grey’s Anatomy, e… Ah, se eu precisasse explicar o porquê de Grey’s Anatomy ser a série do ano na ABC, começaria com: “Onde você esteve no ano todo, prá me perguntar uma coisa dessas?”

FOX

HouseSéries renovadas: House (10° lugar/17,28 milhões), Prison Break (54° lugar/9,26 milhões), Os Simpsons (55° lugar/9,16 milhões), Bones (58° lugar/8,99 milhões), Uma Família da Pesada (69° lugar/7,98 milhões), War At Home (83° lugar/7,33 milhões), American Dad! (85° lugar/7,25 milhões), AMW: America Strikes Back (94° lugar/6,66 milhões), Cops 2 (97° lugar/6,51 milhões), Trading Spouses (105° lugar/6,04 milhões), The OC (109° lugar/5,74 milhões) e Cops (110° lugar/5,65 milhões).

Séries renovadas para a mid-season: American Idol (1° e 2° lugares/31,17 e 30,16 milhões), 24 Horas (23° lugar/13,78 milhões), King of the Hill (113° lugar/5,35 milhões) e The Loop (133° lugar/4,06 milhões).

Séries canceladas: Unan1mous (22° lugar/13,79 milhões), Skating with Celebrities (34° lugar/11,43 milhões), Free Ride (102° lugar/6,36 milhões), That ’70s Show (108° lugar/5,83 milhões), Stacked (123° lugar/4,58 milhões), Head Cases (125° lugar/4,36 milhões), Killer Instict (127° lugar/4,33 milhões), Arrested Development (131° lugar/4,18 milhões), Reunion (132° lugar/4,16 milhões), Kitchen Confidential, (136° lugar/3,81 milhões), Malcolm in the Middle (135° lugar/3,84 milhões) e Bernie Mac (139° lugar/3,55 milhões).

O Programa mais assistido da Fox foi, não só o mais assistido da Fox, como o mais assistido da temporada: American Idol, que teve um aumento de 14% na sua já estrondosa audiência; O menos visto foi a cancelada Bernie Mac. A Fox teve um ano bom, com aumentos significantes de House (31%) e 24 Horas (16%), mas uma queda de 29% na comédia querida da crítica, Arrested Development. Emplacou várias séries novas, como Prison Break, Bones, Unan1mous e Skating with Celebrities (essas duas últimas canceladas, o que para mim foi uma burrada total da Fox que poderia usá-las em sua mid-season…). Mas, como a Fox é a Fox, cancelou diversas séries, e algumas com audiências até razoáveis para o canal, como Free Ride e as duas já citadas acima. Com o seu bloco de animação, conseguiu sólida audiência, mas apesar disso, Os Simpsons perderam 5% da audiência.

A série do ano no canal foi House, não só porque teve um fantástico incremento em sua audiência. Além disso, a série virou favorita de crítica e público e virou figurinha fácil em listas de prêmios, trazendo reconhecimento e público ao canal. E você acha que a Fox quer mais o quê, einh?

NBC

My Name is EarlSéries renovadas: Deal or No Deal (13°, 19° e 33° lugares/15,66, 14,48 e 11,59 milhões), Law & Order: SVU (24° lugar/13,78 milhões), ER (29° lugar/12,26 milhões), Lei & Ordem (37° lugar/11,10 milhões), Law & Order: Criminal Intent (39° lugar/10,96 milhões), Crossing Jordan (40° lugar/10,92 milhões), My Name is Earl (41° lugar/10,91 milhões), Las Vegas (44° lugar/10,73 milhões), The Biggest Loser (49° e 90° lugares/9,84 e 7,01 milhões), The Office US (65° lugar/8,02 milhões) e Dateline Saturday (99° lugar/6,04 milhões).

Séries renovadas para a mid-season: Medium (36° lugar/11,12 milhões), O Aprendiz (38° e 50° lugares/11,01 e 9,73 milhões), Dateline Sunday (75° lugar/7,53 milhões) e Scrubs (100° lugar/6,38 milhões).

Séries canceladas: Surface (53° lugar/9,29 milhões), Will and Grace (59° lugar/8,66 milhões), E-Ring (60° lugar/8,63 milhões), Dateline Wednesday (61° lugar/8,58 milhões), Dateline Friday (64° lugar/8,10 milhões), The West Wing (68° lugar/8,08 milhões), Three Wishes (77° lugar/7,47 milhões), Conviction (79° lugar/7,43 milhões), Four Kings (81° lugar/7,40 milhões), The Book of Daniel (82° lugar/7,35 milhões), Joey (88° lugar/7,10 milhões), Apprentice: Martha Stewart (95° lugar/6,60 milhões), Fear Factor (98° lugar/6,49 milhões), Heist (101° lugar/6,37 milhões), Most Outrageous Moments Live TV (111° lugar/5,62 milhões), Inconceivable (112° lugar/5,49 milhões), Teachers (115° lugar/5,29 milhões) e Celebrity Cooking Showdown (126° lugar/4,34 milhões).

O programa mais assistido da NBC foi o game-show Deal or No Deal? e o menos assistido foi o também game-show Celebrity Cooking Showdown. Deal or no Deal? foi um verdadeiro milagre para a NBC, com suas três apresentações semanais, todas com ótimas audiências. Sem ele, aposto como a NBC estaria pior ainda… O Bvm para a NBC esse ano foram as comédias My Name is Earl, sucesso de crítica e público e The Office US, que na cola de Earl viu sua audiência subir 48%!

De resto parece que a NBC está com um encosto, pois ER teve uma queda de 21%, Lei & Ordem teve queda de 14% e Medium de 20% na audiência. Sem contar, os 32% que O Aprendiz perdeu entre um ciclo e outro. Além de erros que custaram muito, como The Book of Daniel, Heist, Joey, Conviction e outros. E o cancelamento injusto de Surface, que até que não teve uma audiência média ruim para os padrões do canal. Mas, apesar de tudo, eu ainda gosto da NBC. ^^

A série do ano para o canal foi My Name is Earl, porque traz para a NBC o mesmo reconhecimento (ou talvez até mais) que House trouxe para a FOX, tem um público fiel e promete ter vida longa.

THE WB

SmallvilleSéries renovadas para a CW: 7th Heaven (118° lugar/5,09 milhões), Smallville (122° lugar/4,68 milhões), Gilmore Girls (124° lugar/4,49 milhões), Supernatural (134° lugar/3,89 milhões) e One Tree Hill (145° lugar/2,83 milhões).

Séries renovadas para a mid-season da CW: Beauty and the Geek (130° lugar/4,19 milhões) e Reba (140° lugar/3,43 milhões).

Séries canceladas: Everwood (137° lugar/3,58 milhões), Charmed (138° lugar/3,56 milhões), Just Legal (144° lugar/3,02 milhões), Twins (147° lugar/2,67 milhões), Related (149° lugar/2,56 milhões), Blue Collar TV (150° lugar/2,42 milhões), Living with Fran (151° lugar/2,37 milhões), What I Like About You (153° lugar/2,27 milhões), Modern Men (156° lugar/2,14 milhões), Pepper Dennis (157° lugar/2,10 milhões), Bedford Diaries (159° lugar/1,60 milhão) e Survival of the Richest (160° lugar/1,59 milhão).

O programa mais assistido no último ano da WB foi 7th Heaven, e o menos visto foi o cancelado reality show Survival of the Richest. O canal teve vários destaques na programação desse ano, como Smallville, que teve uma ótima audiência mesmo no dia mais competitivo, Gilmore Girls, que mesmo caindo 6% na sua audiência, continua firme e forte, Beauty and the Geek, que fez sucesso na sua primeira exibição na fall season e a novata Supernatural.

Mas o canal também colecionou vários fracassos: Pepper Dennis, Bedford Diaries, Related, Twins, etc. E no meio disso tudo, as últimas temporadas de Everwood, Charmed e da comédia Reba (a mais assistida do Canal), tiveram boas audiências, mas, segundo o julgamento do canal, foram consideradas inadequadas para a premiere da CW (Charmed se exclui dessa lista, já que foi a última temporada anunciada).

A série do ano no canal foi Smallville, que mesmo adentrando na competição acirrada das noites de quinta, teve uma de suas melhores temporadas em audiência.

UPN

Everybody Hates ChrisSéries renovadas para a CW: America’s Next Top Model (119° e 120° lugares/5,04 e 5,01 milhões), WWE Smackdown! (128° lugar/4,29 milhões), Everybody Hates Chris (129° lugar/4,26 milhões), Girlfriends (141° lugar/3,37 milhões), All of Us (142° lugar/3,18 milhões) e Veronica Mars (154° lugar/2,25 milhões).

Séries Canceladas: Half and Half (143° lugar/3,04 milhões), One on One (146° lugar/2,80 milhões), Love, INC (148° lugar/2,56 milhões), Eve (152° lugar/2,30 milhões), Cuts (155° lugar/2,14 milhões), South Beach (158° lugar/1,62 milhão), Sex, Love and Secrets (161° lugar/1,39 milhões) e Get This Party Started! (162° lugar/1,27 milhões).

O programa mais assistido neste último ano da UPN foi o reality-show America’s Next Top Model, que manteve audiência estável entre uma edição e outra. Omenos visto foi o (também) reality-show Get This Party Started!. Foi um ano relativamente ruim para a UPN. Apesar de America’s Next Top Model e WWE Smackdown! conquistarem uma ótima audiência, Everybody Hates Chris chegar abalando e Veronica Mars aumentar sua audiência em 8%, o resto da programação do canal não passa nem por razoável, tirando a comédia Girlfriends.

Nas comédias, só as namoradas e Chris Rock se salvam, pois o resto teve péssimo desempenho. Nos dramas nem se fala. Somente Veronica Mars (e ainda assim, com audiência insuficiente) salva o canal do abismo dramático. Apostaram (E Muito) em Denise Richards (Sex, Love and Secrets), Kristin Cavaleri (Get This Party Started!), Vanessa Williams (South Beach) e Busy Phillips (Love, INC) para aumentar a audiência. Apostaram errado.

A série do ano no canal foi Everybody Hates Chris, que começou com uma ótima audiência e terminou razoável, mas fazendo boa média. E além disso, colocou o canal no mapa, voltando os olhares da imprensa para o canal.

34 Comments

  1. PleaseBR

    Amigos, alguma previsão, indício, sinal de fumaça, qualquer coisa ,de que The Unit e Criminal Minds sejam transmitidas por canais daqui?

  2. Paulo Antunes

    Nada ainda Please, nada.

    Digo, parabéns pela coluna brilhante e cheia de fôlego. Você matou a pau.

    E olhando o teu balanço, não posso reclamar do ano: Earl e Chris agitaram as comédias (incrível como a CBS pôde cancelar Out Of Practice, que tinha desempenho ainda melhor); House e Greys tiraram ER do cavalo merecidamente; e você não citou, mas Law & Order: SUV também chutou ER do posto de drama número um da NBC; e por fim este teu ótimo destaque para NCIS, um seriado policial ótimo, divertido e inteligente e que consegue fugir do padrão que a companhia do Jerry Bruckheimer impôs ao canal. Bacana, muito bacana!

  3. Heitor

    Nossa, ótima coluna.
    E memso já sabendo do cancelamento e tudo mais, não me preparei pra ver Everwood na lista das já canceladas. Mas de resto, a concorrencia lá aumentou neah?! Tomara que cresça mais e mais, forçando-os a produzirem produtos com qualidade e não só séries tapa buracos.

  4. Juliano

    Parabéns pela coluna! :D

    Gostei bastante da seleção da “maior série de cada canal”. Ainda bem que nenhuma das séries que acompanho foi cancelada. ^^

  5. Thiago

    Eu não acredito que a audiência de Everybody Hates Chris seja essa. O seriado merece muito mais. E Rodrigo, parabéns de novo: toda vez é show de informação

  6. Rafaela

    Maravilhosa a coluna!!!
    Gostei bastante do panorama da temporada 2005/2006.
    Nossa, a NBC precisa de alguma coisa para levantar seu fôlego.
    Espero que a dobradinha dos sonhos, Gilmore Girls e Veronica Mars , seja um sucesso na CW.
    Ótima coluna e ótimo balanço!

  7. Paulo Fiaes

    paulo, concordo contigo, ncis é uma otima serie, mescla bem o suspense com o humor

  8. Dora Dias

    Como é que apostam em uma série protagonizada pela Denise Richards? Aquela criatura é o fim da picada, como atriz ela é tão boa, quanto eu sou com Física Quântica. Só se aproximou dos Sheen para conseguir um contrato, mas o tiro saiu pela culatra e cancelaram aquela porcaria (Deus existe!). Agora ela faz um monte de escândalos pela mídia contra o ex para justificar a sua mediocridade. Ai, ai…

  9. Victor Regis

    Coluna incrível!!!
    Concordo com o Thiago, Everybody hates chris merecia uma audiência muuuito melhor.E Out of practice vai fazer muita falta mesmo!!

  10. Rafaela

    Tenho uma pergunta: como vão ficar as coisas por aqui agora que WB e UPN formaram a CW? Estou me referindo à programação do Sony e da TNT. Everybody Hates Chris continuará a ser exibida no Sony? Veronica Mars passará a ser exibida na WB? Agora que não existe mais Everwood (sniff), ficará um horário vago nas noites de quinta. Será que eles repetiriam por aqui a dobradinha Gilmore Girls/Veronica Mars? Pois isso seria fantástico!!!
    Valeu desde já!

  11. Anderson Vidoni

    Parabéns ao Rodrigo, fantástica a coluna! E acho que House vai ser o drama médico mais visto na proxima temporada superando Greys.

    E também concordo com o pessoal sobre Evebory hates Chris merecer uma audiencia maior.

  12. Juliano

    EHC não dá mais audiência porque é exibida em emissora pequena. Se passasse numa das “Big Four”, seria duas-três vezes mais vista.

    E eu acho que a fusão WB+UPN=CW não afeta a programação aqui no Brasil não.

  13. Paulo Antunes

    Rafaela,
    Os programas nos EUA não pertencem aos canais e sim as produtoras. Logo, a mudança de um seriado de canal não afeta as negociações de direitos autorais em outros países. Temos exemplo disto: Buffy e Roswell são séries que trocaram de canal nos EUA e não tiveram qualquer mudança em sua exibição no Brasil.

  14. Rafaela

    Obrigada Paulo…
    Era só uma esperança vã então… O horário de veronica Mars na TNT é imperdoável. Eu nunca consigo ver, aliás eu nem lembro ver. Tenho que baixar os episódios para ver.
    Bem, obrigada pelo esclarecimento de qualquer jeito.

  15. Aldo

    Definitivamente eu viveria sem a NBC na minha vida, o canal caiu absurdamente, estou até assustado. Eu fico muito feliz em ver o crescimento da Fox Americana, enquanto a Fox daqui faz aquela bagunça na nossa mente de estreiar seriados ao longo do ano, ficou tão estranho que ela me perdeu como telespectador fiel. Passo lá pra ver One Tree Hill e Bones, mas só. Não me pergunte o que passa dia X no horario X que é impossivel de responder… Espero que eles mudem isso, audiência cativa faz o canal. E pensar que ela já foi líder no segmento no Brasil…

  16. Cesar

    A coluna, pra variar, está ótima. Aliás, acho que “mais que ótima”. Parabéns!

    Falando em nós, pobres mortais da terra tupiniquim, gostaria de saber se alguém tem informações sobre alguma novidade para a nova temporada aqui.

    Além disso, vocês têm idéia sobre audiçencia no Brasil?

    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account